INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL

sexta-feira, 6 de abril de 2018

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 2



AULA EM 8 DE ABRIL DE 2018 - LIÇÃO 2
(Revista Editora Betel)

Tema: Deus cuida dos que se dedicam a Ele

Texto Áureo: Mt 6.33

INTRODUÇÃO
- Professor(a), nessa lição fale com os alunos acerca dos propósitos de Deus para com o ser humano e em como o Senhor tem cuidado desse ser.
"época caracterizada por “não tenho tempo”", esse é o mundo no qual vivemos no tempo chamado pós modernidade, a vida é uma correria e quase não sobra temo pra nada, muitos servos de Cristo sofrem fazendo a obra de Deus e tendo que dar atenção a vida profissional e familiar.
"rever constantemente como está a relação prioridade e rotina", precisamos estar sempre revendo as nossas prioridades e as nossas rotinas existem coisas que fazemos que não devem ser nossas prioridades.

1. O uso do tempo dado por Deus.

1.1. Voltando ao princípio da humanidade.
- "o abençoou, capacitou, instruiu, designou tarefas", Deus não fez o ser humano para o deixar sem algum propósito no mundo, é necessário que o ser humano saiba qual a sua finalidade, cada pessoa sente essa necessidade interior de adorar ao Criador, como se fosse algo escrito em sua alma.
"mantinha relacionamento contínuo com ele", nessas passagens mencionadas temos a dica do que o Senhor intencionava fazer em relação ao ser humano. Deus queria um relacionamento de amizade com esse ser, como Ele fazia com Adão também deseja fazer com cada um de nós.

1.2. Deus supre as necessidades.

- "Deus percebeu a importância de Adão ter uma ajudadora", é interessante observar que Deus observou que o homem precisava de uma ajudadora não em por causa das tarefas dadas por Ele, mas por causa da solidão humana, não foi feito para viver só.
"De si mesmo, o homem não consegue perceber todas as suas necessidades", essa é uma grande verdade, pois nem sempre o Senhor nos dá o que pedimos, mas sempre nos dá o que precisamos e Deus sabe exatamente de tudo que precisamos. 

1.3. Faraó associou adoração com ociosidade.
"imediatamente interpretou que o povo hebreu estava muito ocioso", ou seja, que não tinha nada para fazer, na ocasião Faraó aumentou a cota de produção do povo, pois eram escravos. Até hoje o mundo tem esse ranço dos filhos de Deus alguns chegam a dizer que são pessoas a toa. Interessante que assim como Faraó agiu contra os filhos de Israel também Satanás age contra os filhos de Deus, enchendo-os de ocupações diversas.

2. É preciso estabelecer prioridades.

2.1. A garantia dada pelo Senhor.
- "Ele sabe da tendência humana à insegurança, dúvida e instabilidade", Deus não fez o ser humano para nada disso, mas Ele sabe que depois da Queda as emoções humanas e seu caráter foi danificado, por isso tanto desequilíbrio.
"Até mesmo aqueles que ainda não afloram em nós", são questionamentos sobre a natureza, sobre a vida, sobre a fé, etc. Existem questões na nossa vida cristã que nos deixam intrigados e alguns de nós ficam cheios de dúvidas, mas a fé não requer que eu saiba de tudo, mas que eu seja obediente.

2.2. O Reino de Deus e a Sua justiça em primeiro lugar.
- "antes deste versículo, o Senhor faz menção a tesouros", devemos seguir então a ideia do contexto, que é a busca e o amor pelas coisas materiais ou espirituais, sendo a ideia central do texto a necessidade de se buscar em primeiro lugar as coisas de Deus. 

2.3. Aproveitar as oportunidades.
- "indicando a possibilidade de uma embarcação chegar ao porto desejado", isso aqui é o estudo etimológico da palavra "oportunidade" ou seja, estudo da formação dessa palavra.
- "é traduzido no sentido de aproveitar bem cada oportunidade", o texto mencionado é esse: "Remindo o tempo; porquanto os dias são maus." Ef 5.16 Remir aqui dá a ideia de administrar e todo o versículo fala de aproveitar as oportunidades pois há muitas dificuldades atualmente.

3. A importância do discernimento.

3.1. Uma dedicação só de aparência.
- "porém com a mente voltada para seus próprios interesses", isso acontece atualmente com a nossa nação também e essa cultura tem se passado para muitas igrejas, onde as pessoas tem buscado suas próprias necessidades em detrimento das necessidades do Reino do Senhor.
"referência à festa da lua nova (Am 8.5), quando eram suspensas as atividades comerciais", na ocasião dessas festas os comerciantes não podiam vender e assim tomavam prejuízo, por isso o coração deles não estava na festa, mas no fim da festa para poderem voltar a vender.

3.2. “Aplicai os vossos corações”.
"exerceu seu ministério após o retorno dos judeus do cativeiro", no retorno do cativeiro Deus usou esses profetas para animarem e exortarem o povo a reconstruírem e edificarem a cidade e o culto.
"Era grande o desânimo do povo, depois de um início de reconstrução", o povo estava desanimado com as dificuldades financeiras e pelo tamanho da obra em comparação com a glória que havia sido nos dias antes do cativeiro, por isso Ageu afirma que a glória da ultima casa seria maior. Ag 2.9 

3.3. Esclarecimentos à luz da Bíblia.
"(pois, caso não se cumpram, podem gerar decepções", isso porque muitas pessoas ficam esperando grandes coisas materiais e espirituais do Reino de Deus, porém as bençãos tem seus propósitos específicos e tempo apropriado, mas queremos que seja para atender os nossos propósitos e no nosso tempo. A aula dominical ajuda a esclarecer esse equívoco. 
"o cuidado de Deus não é sinônimo de ausência de aflições", veja com os alunos quem já passou aflições enquanto estavam esperando a vitória, mas permaneceram firmes.

CONCLUSÃO 
Faça a revisão e corrija o questionário. 
Boa aula.


Pr Marcos André


Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.