INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL

sexta-feira, 6 de abril de 2018

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 2


AULA EM 8 DE ABRIL DE 2018 - LIÇÃO 2
(Revista CPAD)

Tema: Ética Cristã e Ideologia de Gênero

Texto Áureo: Gn 1.27

INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição inicie mostrando que a ideologia de gênero não está exclusivamente associada ao homossexualismo, mas ao comportamento masculino e feminino.
"laboratórios de ciências sociais das principais universidades", se refere ao poder que professores e alunos das universidades possuem em criar novas tendências e ideias e de defende-las até emplacarem na sociedade.
"relação histórica de opressão e preconceito entre homem e mulher", afirmam que o homem só é mais proeminente na sociedade que a mulher por motivo de um opressão que o homem impôs à mulher, com a cultura e religião.

I – A IDEOLOGIA DE GÊNERO

1. Definição de Ideologia.
"qualquer conjunto de ideias que se propõe a orientar o comportamento", essa aqui é a definição, ideologia é um conjunto de ideias para orientar o comportamento. Quer dizer que pessoas podem acabar tendo suas atitudes orientadas por uma certa ideologia, no caso da ideologia de gênero, a pessoa passa a se comportar como se o gênero não fosse pré determinado, mas que pudesse ser escolhido conforme convier.

2Ideologia de Gênero.
"na sociedade pós-moderna tal significado é relativizado e distorcido", ou seja, para a sociedade moderna, o gênero não quer dizer necessariamente macho ou fêmea, para essa sociedade se um elementos tem o corpo masculino, não é quer dizer que ele é necessariamente masculino.
"legando que o ser humano nasce sexualmente neutro",afirmam que ele nascem sem sexo apesar de estar em um corpo com características de um dos dois sexos, para eles a sociedade impõe que ele aja conforme as características físicas de determinado sexo.  

3. Marxismo e Feminismo como fonte dessa ideologia.
"exerceu forte influência no feminismo", o feminismo é um movimento caracterizado pela luta feminina para projeção da mulher na sociedade. Não aceitam a ideia de mulher frágil e dependente do marido.
"a família patriarcal é tratada como sistema opressor", família patriarcal é o modelo familiar onde o pai é o patriarca da família e todos lhe devem o respeito.
"uma fantasiosa “luta de classes entre homens e mulheres”", nessa luta o homem e a mulher brigariam por posição que sobreponha ao outro, numa disputa por supremacia, isso destrói os casamentos.

II - CONSEQUÊNCIAS DA IDEOLOGIA DE GÊNERO

1. Troca de papéis entre homens e mulheres.
- "foram socialmente construídos", ou seja, a ideia de que o homem é o cabeça e que a mulher é mais frágil em relação a ele, para a ideologia de gênero tanto homem como mulher tem capacidade de exercer a posição de chefe da casa.
"definida pelo fator psicológico, bastando ao homem, ou à mulher, aceitarem-se noutro papel", para a ideologia de gênero, basta que alguém que tendo nascido homem se considere mulher e assim poderá livremente determinar seu sexo, como se Deus houvesse errado nesse definição. É uma ideologia que afronta a sabedoria de Deus.

2. Confusão de identidade para o ser humano.
- "não estão relacionados com o sexo (órgãos genitais)", para eles a formação corporal é genética e o gênero seria formado de acordo com a influência cultural e escolha de cada um. 
- "identidade de gênero e a orientação sexual passam a ser moldadas ao longo da vida", sendo a identidade de gênero a definição se a pessoa é homem ou mulher e a orientação sexual a preferência da pessoa por homem ou mulher. Na prática a pessoa poderia decidir se é homem ou mulher e decidir se prefere ter relação com homem ou mulher ou os dois.

3. Desvalorização do casamento e da família.
- "um impacto deletério sobre a família", ou seja, um impacto prejudicial sobre a família, onde a formação familiar e os papéis dos elementos da família fossem invertidos ou destituídos.
"a atração pelo sexo oposto, o casamento e a família estereótipos sociais previamente estabelecidos pela sociedade", nós consideramos essas coisas como definições absolutas da natureza, ou seja, para nós, qualquer indivíduo naturalmente sentirá o desejo pelo sexo oposto, pelo casamento e amor pela família, a não ser que algum fator esterno como a corrupção moral o alicie para outra concepção.

III – O IDEAL DIVINO QUANTO AOS SEXOS

1. Criação de dois sexos.
- "Portanto, biologicamente o sexo está relacionado aos órgãos genitais e às formas do corpo humano.", dessa forma, analisando conforme a Palavra entenderemos que a concepção de macho e fêmea é comprovada exteriormente pelas formas corporais. O problema no debate é que os defensores da ideologia de gênero não usam a Palavra de Deus como basa para nenhuma de suas ideias, por isso é tão difícil dialogar a respeito.

2. Casamento monogâmico e heterossexual.
- "sempre fez parte da criação original de Deus", nós temos isso como verdade absoluta pela Palavra de Deus, entendemos isso e não aceitamos que a mudança da sociedade interfira nessa verdade, usamos Bíblia como base para essa ideia e não há na Palavra de Deus nenhuma brecha que nos permita questionar essa verdade. Houveram pessoas que chegaram a afirmar a existência de relações homossexuais permitidas por Deus na Bíblia, se referindo a Davi e Jônatas, mas tudo não passou de heresia.

3. Educação dos filhos com distinção dos sexos.

CONCLUSÃO
- "relativizar a verdade bíblica", pergunte aos alunos o que é isso, espere algumas resposta e comente, "relativizar as verdades bíblicas é torna-las relativas, afirmando que aquilo que a Bíblia afirma ser o certo dependeria do contexto social e das pessoas envolvidas.
Corrija o questionário e faça a revisão.

Pr Marcos André

Contatos para palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.