INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL

terça-feira, 10 de julho de 2018

ESCOLA DOMINICAL BETEL - Conteúdo da Lição 3


Moisés, um líder excelente
15 de julho de 2018


Texto Áureo
"E nunca mais se levantou em Israel profeta algum como Moisés, a quem o Senhor conhecera cara a cara;" Dt 34.10

Verdade Aplicada
O diferencial na vida de um líder está em sua submissão à vontade de Deus e desejo de ter comunhão com Ele. 

Glossário
Indubitavelmente: Que não pode ser posto em dúvida; incontestável;
Hostilidade: Atitude agressiva;
Vicissitude: Condição desfavorável ou contrária a algo ou alguém; revés.

Textos de Referência.

Êxodo 3:1-4
1. E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto, e chegou ao monte de Deus, a Horebe.
2. E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.
3. E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão, porque a sarça não se queima.
4. E vendo o Senhor que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui.

Introdução
Deus levantou Moisés para inaugurar um novo ciclo na história do povo de Israel, um tempo de liberdade e de conquistas. No entanto, foi necessário Deus trabalhar em sua vida.

1. O nascimento de Moisés 
A narrativa do nascimento e livramento de Moisés é compacta, mas deixa bem claro que as forças do império egípcio não puderam conter a promessa de Deus de que a descendência de Abraão seria poderosa na terra.

1.1. A educação de Moisés
Tão logo a filha de Faraó achou o cesto no rio, Miriã, irmã do menino, que estava por perto, indicou a sua própria mãe; que, além de cuidar de seu filho, receberia salário justo para isso. É impressionante como Deus age na história. Mesmo em momentos adversos, Deus muda o quadro de iminente morte para vida e honra. Durante a infância, a própria mãe de Moisés criou e ensinou-lhe os mandamentos do verdadeiro Deus, até que, já grande o menino, entregou-lhe a filha de Faraó, que o adotou em definitivo e colocou o seu nome de Moisés. 

1.2. A fuga de Moisés 
Segundo o relato de Atos 7.23, quando Moisés completou 40 anos, foi visitar seus irmãos, os filhos de Israel; e vendo a hostilidade com que os egípcios tratavam os hebreus, matou um egípcio e escondeu seu corpo na areia. Em Atos 7.24 aparece a expressão "maltratado"; no original grego "adikos", que significa "fazer sofrer em ferimentos". Tendo como base este conceito, podemos imaginar o sofrimento que os hebreus estavam expostos. No outro dia, ao ver que dois hebreus contendiam. Moisés tentou resolver o problema e temeu ao ver que homicídio havia sido descoberto (Êx 2.13-14). Correndo risco de ser morto, Moisés foge para Midiã. Diante dos ensinamentos maternos, aliado a opressão do seu povo. Moisés quis tomar uma atitude para mudar a história e acabou tendo que fugir.

1.3. A família e a profissão de Moisés
Longe dos holofote e fora da vida palaciana, Moisés se torna um estrangeiro. Vai morar na casa de Reuel e recebe como esposa sua filha Zípora, com a qual teve dois filhos. O primeiro filho se chamava Gérson, pois simbolizava sua peregrinação em terra estranha. O segundo se chamava Eleazar. Junto com a constituição de sua família, Moisés se torna pastor de ovelhas (Êx 2.15-22). Embora sua vida parecesse normal, tudo fazia parte de uma projeto de Deus. Moisés estava sendo preparado nos mínimos detalhes para marcar a história de um povo.

2. O comissionamento de Moisés
Após os quarenta anos de sua fuga do Egito e de pastoreio, Moisés tem uma experiência que iria marcar e mudar sua vida. O Anjo do Senhor aparece no meio de uma chama de fogo, onde a sarça ardia, mas não era consumida pelo fogo (Êx 3.2). Esta experiência sobrenatural marca a chamada de Moisés para libertar o povo de Deus da escravidão do Egito e conduzi-lo à Terra Prometida.

2.1. Deus chama Moisés
Na passagem de Êxodo 3.10, Deus diz: "Vem agora, pois, eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo (os filhos de Israel) do Egito". O verbo "vem" exprime uma ação e nos mostra que Deus exigia de Moisés uma atitude, uma decisão em relação a aceitar o seu chamado. O escritor aos Hebreus nos diz que Moisés recusou ser chamado filhos da filha de Faraó, escolhendo ser maltratado com o povo de Deus do que, por um pouco de tempo, ter o gozo do pecado (Hb 11.24-25). Moisés teve que tomar uma decisão: viver como pastor de ovelhas ou ser líder do povo de Deus; escolher andar por vista ou por fé. 

2.2. Deus envia Moisés
Não basta ser chamado por Deus, é preciso ser enviado. Moisés não foi um aventureiro, Deus o chamou e o enviou e isto fez toda a diferença. Ele aprendeu a viver na dependência de Deus, esperando Seu tempo e Suas provisões. Infelizmente, encontramos muitas pessoas com chamada, mas que não foram enviadas por Deus, não quiseram esperar o tempo e queimaram etapas.

2.3. Consciência de sua missão
Em seu comissionamento, Deus deixou explícito a Moisés a sua missão: libertar os filhos de Israel do Egito (Êx 3.10). Moisés foi obediente a esta visão. mesmo diante das desculpas apresentadas, das dificuldades e do grande desafio que estava diante dele, ele aceitou a missão e foi até o fim. Ele fez tudo como o Senhor o ordenara, viveu uma vida digna, ao ponto de ter comunhão com o Eterno como quem fala com um amigo (Êx 33.11) Quando perdemos a visão que Deus nos deu, passamos a viver sem sentido tateando ministerialmente. Que Deus nos ajude a manter o foco e a chama da divina convocação.

3. A liderança de Moisés
Ser líder não é uma tarefa fácil; formar um líder não é um processo rápido, mas Deus investe na formação de seus líderes para serem agentes de transformação no exercício de sua missão. Indubitavelmente, Moisés foi um grande ícone de liderança no Antigo Testamento.

3.1. Tempo para Deus
Moisés era um homem preparado pelos homens e por Deus, para desempenhar uma liderança. Mesmo diante de tal preparo, ele tinha tempo estar com Deus. Basta olharmos para o momento em que ele passa 40 dias e 40 noites na presença de Deus (Êx 24.18). Mesmo diante dos afazeres diários e da grande multidão que liderava, ele se retirou para estar com Deus. Infelizmente, vivemos dias em que muitos líderes "não tem mais tempo" para estar com Deus. Uma das maiores deficiências de nossos dias está na falta de oração. Que venhamos a cultivar uma vida de oração.

3.2. Amor por seus liderados
Em seu relacionamento com o povo de Deus, Moisés lhes devotava atenção e amor. Êxodo 32.30-35 identifica um momento da história em que o povo de Israel se enveredou pelo caminho da idolatria. Então, Moisés intercedeu pelo povo e orou a Deus da seguinte maneira: "Agora, pois, perdoa o seu pecado; se não, peço-te, do teu livro, que tens escrito" Êx 32.32.
A nossa posição de liderança não pode nos distanciar do povo, mas, sim, nos aproximar mais e mais dele. Através dessa atitude, Deus se torna benevolente com o Seu povo. Assim como Cristo amou a Sua Igreja, necessitamos amar os nossos liderados. Paulo exortou aos cristãos a terem o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus (Fp 2.5-11). Olhemos para o conselho de Salomão: "Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre o gado". (Pv 27.23).

3.3. Humildade para ouvir ouvir concelhos
Um dos maiores enganos é achar que não precisamos aprender mais nada ou que sabemos tudo sobre liderança. Êxodo 18 nos mostra Moisés sobrecarregado de afazeres, pois o povo ficava em pé diante dele o dia inteiro (Êx 18.14). O ritmo de Moisés o levaria a exaustão (Êx 18.18). diante de tanta dificuldade, Jetro aconselha Moisés a escolher homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que aborrecessem a avareza; e os colocasse como maiorais de mil, de cem, de cinquenta e de dez (Êx 18.21). O conselho de Jetro é o modelo organizacional de muitas empresas hoje. Um líder que deseja executar com excelência sua missão precisa ter humildade para aceitar bons conselhos.

Conclusão.
Moisés foi um homem escolhido por Deus para exercer um liderança diante de um povo que estava em formação. Através da sua jornada de vida, aprendemos que o Senhor Deus possui o Seu modo de trabalhar na vida de um líder, a fim de que o mesmo exerça com excelência os Seus propósitos.

Questionário.

1. O que as forças do império egípcio não puderam conter?

2. Qual era a missão de Moisés?

3. O que Êxodo 32.30-35 identifica?

4. O que Paulo exortou aos cristãos?

5. Quem aconselhou Moisés a não se sobrecarregar?


Pr Marcos André - contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.