sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 2



AULA EM 13 DE JANEIRO DE 2019 - LIÇÃO 2
(Revista Editora Betel)

Tema: Enfrentando o sentimento de solidão
Texto Áureo: Jo 4.14

INTRODUÇÃO
- Professor(a), vamos a mais uma lição sobre enfermidades da alma II.
" Talvez ela tenha tentado fugir da solidão", o advérbio de dúvida "talvez", presente aqui nessa introdução, demonstra que as afirmações do comentarista são em tese, uma hipótese, pois pode ser que a mulher samaritana não tivesse sofrendo nenhum pouco de solidão. Mas isso não é motivo para desacreditar da lição, pois o processo de solidão descrito aqui ocorre como na ilustração, por isso ela pode ser usada de forma ilustrativa.

1. ENTENDENDO A SOLIDÃO
"Estar só muitas vezes não é uma escolha pessoal", essa situação pode decorrer de algum problema enfrentado pela pessoa que dificulta sua socialização, como a lição vai mostrar.

1.1. Sozinho por escolha pessoal
- "só poderá ser vista como positiva se estiver sob total controle do indivíduo", se na hora que a pessoa desejar a companhia de outros, ela se sentir desconfortável e não conseguir conviver com outros, então ela está afetada pelo costume de ficar solitária e assim essa situação deixa de ser boa.
"um momento escolhido pelo indivíduo para desfrutar de privacidade", por adquirirem esse tipo de hábito, algumas pessoas são taxadas de anti sociais, mas entendemos que esse estilo de vida deve ser respeitado até mesmo entre os evangélicos.

1.2. O perigo do distanciamento social
- "onde experimentará um estado de separação", esse estado ocorrerá por toda a vida, a pessoa se separará dos pais, dos amigos de infância, dos filhos e até dos netos, a única pessoa que está habilitada a acompanhar o indivíduo em toda sua vida é o cônjuge e mesmo assim pode haver separação pela morte. Por isso devemos estar preparados para perder pessoas do nosso convívio.

1.3. Sozinho em meio à multidão
"não conseguirem se identificar com a comunidade na qual estão inseridos", se tornam pessoas introvertidas, tímidas e retraídas, se sentem deslocadas em relação ao grupo, isso pode se agravar se o grupo não buscar envolver o indivíduo. Ex. Se um jovem se distancia dos demais integrantes da família os pais devem identificar e tentar reintegrar o filho.
"onde os relacionamentos estão constantemente se tornando menos profundos", as redes sociais são o pivô desse  comportamento, tornando as conversas resumidas e relegadas a escarnecimento em mensagens curtas, pouco se conversa de forma mais intima e profunda, está desaparecendo a figura do amigo mais chegado que um irmão, como relata Pv 18.24.

2. VAZIO EXISTENCIAL

2.1. Deus não quer nos ver sós
...

2.2. O perigo da vulnerabilidade
"e, assim vir a ser uma alvo fácil de pessoas mal-intencionadas", hoje em dia conhecemos muitas histórias de idosos que são levado a tirar grandes empréstimos para esses aproveitadores, alguns perdem heranças e benefícios na mão dessas pessoas mal intencionadas.
"a ter que viver sem ninguém por perto", por isso, algumas pessoas aguentam caladas por muito tempo, podem ser idosos ou até esposas que suportam um cônjuge mau, por medo da solidão.

2.3 Preenchendo o "vazio cósmico"
- "pois se trata de uma condição emocional intangível", pois está na mente da pessoa, no seu psicológico, mesmo estando cercado de pessoas, ela se sente só.
"poderá identificar o motivo que o faz sentir-se só", pode ser uma condição psicológica que só um especialista pode definir e remediar.
"o contato com a Palavra certamente funcionará como panaceia para a solidão", em muitos momentos em que Jesus ficava só, Ele na verdade não estava, estava em oração à Deus, Cristo fazia de Deus sua companhia, a única vez em que Cristo questiona sobre a solidão foi em decorrência da ausência de Deus no momento da crucificação. Mt 27.46

3. A SOLITÁRIA DE SAMARIA

3.1 O primeiro indício
- "Não tinha ninguém com quem conversar e nem para ajudá-la", alguns eruditos acreditam que essa mulher fosse mal vista na cidade, provavelmente por ter tido vários maridos e estar morando com alguém sem ser casada, se hoje esse comportamento não é bem recebido, quanto mais naquela época.

3.2 Relacionamentos frustrados
- "parece que sofria de algum problema emocional", o fato de ela ter tido vários relacionamentos pode dar a entender que ela tivesse problema para se relacionar, embora tivesse tentado tantas vezes.
"sucesso em todas as áreas de nossa vida, devemos desfrutar da presença de Cristo", estar com tantos maridos nunca deu a ela o que precisava e estava bem ali na sua frente, o Senhor Jesus. Quando perdemos tudo e encontramos Jesus, acabamos por descobrir que ganhamos tudo que precisávamos. 

3.3 Não reconhecer o pecado
- "Então, contrai um relacionamento impuro", é possível que pelo medo de ficar só ela tivesse desobedecido ao protocolo ético ou às leis locais e se amasiado a alguém sem se casar.
"Torna-se natural para quem não conhece a Jesus", há uma momento na vida da pessoa que o pecado pode acabar se tornando parte de sua vida, por isso encontramos pessoas que não consegue se livrar de suas correntes, ainda que simpatizem com o Evangelho não encontram forças para tomar uma decisão.

CONCLUSÃO
- "dando-lhes a oportunidade de viverem, na companhia de Jesus", quando a pessoa se encontra com Jesus ela passa a ser cheia de sua presença pela pessoa do Espírito Santo e assim entra num relacionamento com Deus, já são três pessoas para nos relacionarmos, com certeza não haverá solidão para essa pessoa.
Dessa forma se apegar a Cristo é o melhor remédio para se livrar do sentimento de solidão, pode se buscar um especialista, mas nunca se afastar de Deus.
- Faça a revisão e corrija o questionário.

Pr Marcos André

Contatos Pr Marcos André: palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

4 comentários:

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.