INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

segunda-feira, 23 de abril de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 4 - Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2012 - LIÇÃO 4
(Revista: Central Gospel - Edição nº 30) 

Tema: “Bem-Aventurados os Que Choram
  
Texto Áureo: Mt 5.4
  
_________________________________________
- Amado(a) professor(a), Paz de Cristo, veja mais um esboço.

 PALAVRA INTRODUTÓRIA

             - Comente que o lamento é o sinal mais externo da contrição
             e o coração contrito move o coração de Deus.
             - Aquele que não chora diante de algum motivo, ou é porque
             não dá a importância necessária ou devido a rotina, ele
             não se comove mais com a questão.
            __________________________________________
1. O CHORO AOS PÉS DO SENHOR 
- Diga que o choro geralmente é a extravasão daquele que
preferiu não tomar nenhuma atitude a respeito de uma determinada
situação.
- Quando preferimos levar tudo aos pés do Senhor, ocorre de 
início o lamento pela situação e depois o choro de gratidão pela
certeza da vitória.
- "processo didático", é um processo de aprendizado, onde somos 
ensinados a dependência de Cristo e a contrição aos seus pés.
- Ensine que existem crentes que no decorrer da caminhada, se
tornam frios, gelados, não choram com os que choram nem se
alegram com os que se alegram, por isso alguns precisam passar
por uma adversidade a fim de entender e valorizar os sentimentos
dos outros irmãos.


1.1. O paradoxo didático
- "um paradoxo", significa uma informação contraditória, pois
o Senhor afirmou "Bem-aventurados (feliz) os que choram", 
de modo que pode surgir a pergunta no ouvinte: "como alguém
pode estar feliz, estando chorando?"
- A resposta está na afirmação seguinte: "porque eles serão consolados."
- Dessa forma a felicidade para um crente que chora se expressa no
presente, por algo que ocorrerá no futuro, a saber, o consolo do
Espírito. É sempre por aquilo que esperamos, que se aceita por
meio da fé.
______________________________________
2. ALGUMAS CARACTERÍSTICAS SOBRE O CHORO



2.1. O choro da aflição
- Aqui temos um ensinamento que vai contra ao que muitos
crentes afirmam acerca do evangelho: Ex.: Que todos os nossos
problemas serão solucionados, que Jesus resolverá tudo,
e outras afirmações mentirosas.
- Ensine que o evangelho nos traz a salvação em Cristo,
traz a paz com Deus, traz o gozo pra alma, e nos proporciona
a enfrentar os problemas sem desespero, sabendo que o
Senhor está no controle de tudo.
- Ensine que não é errado o crente chorar, porém esse choro
deve ser aos pés do Senhor.  


2.2. O choro da incapacidade
- "Insuficiência", é o mesmo que incapacidade, é quando o
homem reconhece a sua condição de pó e cinza, diante do
Senhor e recorre a Ele, entregando seu problema em suas
mãos.
- Cite para seus alunos alguma ilustração, de situações em
que pessoas se declararam auto-suficientes virando assim
as costas para Deus e qual é o fim que lhes aguardam.
- Lembre que alguns que viram as costas para Deus recebem
a retribuição ainda nesta vida.
- Existem alguns crentes que se acham bons o bastante
para pregarem, ensinarem e dirigirem trabalhos, que deixam
de recorrer a Deus em oração a cada tarefa a ser realizada.


2.3. O choro do arrependimento.
- "Arrependimento", é o ato de tornar atrás diante do erro,
deixando a prática do pecado e assumindo uma nova postura.
- Essa atitude de arrependimento quando parte do fundo
do coração e é sincera, geralmente vem acompanhado do
choro de lamento.
- Ensine também que um outro motivo do choro é o remorso,
nesse caso a pessoa até fica triste, mas ela somente
dá lugar ao lamento e não toma a atitude do verdadeiro
arrependimento. Alguns chegam a até a se matar, como
foi o caso de Judas Iscariote.


2.4. O choro do amor.
- Esse tipo de choro é o mostrar-se sensível ao seu irmão.
- Muitos crentes atualmente são insensíveis para com as almas.
- Não praticam mais Rm 12.15  e não dão a devida atenção aos
seus irmãos nem as vidas que estão precisando de Cristo.
- Comente que na hora do apelo, que é a hora mais importante
do culto, a igreja deve estar em atenção, orando, intercedendo 
para que o Senhor alcance as vidas que estão sendo ministradas,
porém muitas vezes encontramos irmãos conversando nesta
hora tão sublime e ainda tirando a atenção dos outros.
- "empatia", é colocar-se no lugar da pessoa que sofre ou que
passa alguma adversidade. É imaginar-se passando pelo mesmo
processo. 


2.5. O choro da alegria.
- ...
________________________________________ 
3. CONSOLO PARA OS TRISTES
- Ensine que o cenário mundial na ocasião da 1ª vinda do Messias
era propício por expor a necessidade do povo de um libertador.
- E dessa forma os judeus aguardavam o Messias da parte de
Deus.

3.1. Messias, o Consolador.
- Quando Jesus pregou o evangelho Ele nos ensinou que, assim
como os judeus estavam sob domínio romano e careciam de
um libertador, também a humanidade se encontra sob a escravidão

do pecado e precisa de um libertador.
- Dessa forma Ele se apresenta como o Libertador do
domínio do pecado.
- E como esse domínio que o pecado exerce sobre a pessoa, causa
sofrimento, o Senhor Jesus é o nosso Consolador.

3.2. O outro Consolador.
- Releia com os alunos a leitura bíblica de João 14.15-17, e
comente que o Senhor nos deixou esse Consolador que veio
no dia de pentecostes e habita dentro de nós.
- Diga que em qualquer um dos motivos anteriores para o
choro, o nosso Consolador está conosco para nos
ajudar a superar.
- A pregação do evangelho é para que todos reconheçam
a necessidade de libertação e assim precisem do Consolador.
________________________________________
CONCLUSÃO
- Relembre os pontos mais importantes e volte a comentar
sobre a nossa incapacidade diante de Deus.
- Relembre também os conceitos de empatia, arrependimento
e remorso.


 Boa aula!
                         _____________________________________________
  Lembre-se: Esse esboço comentado é somente uma sugestão, o(a) professor(a)
não deve amarrar sua aula nesse esboço, recomendo que, use-o para fazer seu
próprio esboço.
  Ministre com simplicidade, nunca transpareça que você sabe muito, isso
 pode ser mal interpretado pelos alunos e alguns podem classificá-lo como
arrogante. 

            Marcos André - professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.