INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 11 - Revista CPAD


AULA EM 16 DE DEZEMBRO DE 2012 - LIÇÃO 11
(Revista: CPAD)

Tema: “AGEU – O COMPROMISSO DO POVO DA ALIANÇA
  
Texto Áureo: Mt 24.24
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), ensine com esta lição qual a importância da obra de Deus.
- “a hegemonia política e militar estava com”, a sequência dos impérios dominantes do mundo antigo foi Egípcio, Assírio, Babilônico, Persa-Média, Grego e Romano.
- “o cativeiro erradicara”, o cativeiro acabou com a prática da idolatria, porque foi constantemente ensinado para o povo que o cativeiro foi consequência da idolatria, dessa forma Israel nunca mais foi idólatra como antes.
- O nome Ageu significa "festivo".
- Outro problema que foi erradicado em Israel após o cativeiro foi a falta do ensino para o povo, nessa época surgiram as sinagogas que funcionavam como escolas da religião.
__________________________________________
1. O LIVRO DE AGEU

1. Contexto histórico.
- Mais um pouco do contexto histórico: Ageu profetizou no período pós-cativeiro, a Assíria estava destruída e Nínive estava em ruínas, Babilônia era província da Pérsia, e a obra de reconstrução do templo estava abandonada. O rei da pérsia era Dario que depois foi sucedido por Xerxes, cujo o título era Assuero, que se casou com Ester. (Esse Xerxes, foi o que enfrentou os trezentos de Esparta, na sua campanha contra as cidades gregas)
- “embargar a construção”, quando Ageu começou a profetizar, a obra do templo estava parada a  quinze anos.  

2. Vida Pessoal.
- “primeiro profeta a atuar no pós-exílio”, foi o período depois do exílio de setenta anos em Babilônia, nesse período profetizaram somente Ageu, Zacarias e Malaquias.
- “apresentar-se como profeta..conheciam-lhe o ofício”, isso porque quem se apresenta a alguém, sempre cita algo sobre si mesmo para que o outro o reconheça facilmente.

3. Zorobabel.
- “príncipe de Judá”, esse termo é atribuído a Zorobabel devido ele ser da descendência de Davi, da linhagem real.
- “liderança do sacerdote Josué”, partiram de Babilônia para Jerusalém, três guarnições de judeus, a primeira sob a responsabilidade do sacerdote Josué, a segunda com Esdras e a terceira com Neemias.
- A profecia de Ageu tinha o objetivo de animar a Zorobabel para a retomada da construção da segunda casa.
- Zorobabel e os anciãos do povo, deixaram de continuar a obra da casa de Deus devido a ordem dada por Cambiases, porém é provável que eles estivessem desanimados com aquela obra, pois a segunda casa era bem menor do que a primeira, por isso na profecia de Ageu vem uma promessa de “a glória dessa última casa será maior do que a da primeira” Ag 2.9. Essa era uma palavra para animar a Zorobabel e ao povo de Deus.

4. Estrutura e mensagem.
- “com tamanha precisão as datas”, talvez Ageu já tivesse acostumado a fazer registros de suas profecias.
- “reconstrução do templo”, lembre que a obra estava parada Ed 4.24.
_________________________________________
2. RESPONSABILIDADE E OBRIGAÇÕES
           
            1. A desculpa do povo.
            - “em vez de reivindicar”, isso expressa a acomodação dos líderes e do povo, usando a desculpa de que não era tempo. Cada um deve analisar-se para saber se está seguindo a vontade de Deus ou se está se acomodando e inventando que ainda não é o tempo de Deus.
- Deus não suporta a acomodação no meio do seu povo, Ele nos chamou para o trabalho, Mc 16.15.
- “referindo-se a eles como “este povo””, é assim que o Senhor se refere a quem se acomoda, e quem não se importa com a casa e as coisas de Deus.

2. Inversão de prioridades.
- O povo se acomodou porque eles já tinham as suas casas, e porque passou quinze anos sem nenhuma punição por parte do Senhor. Veja que isso ocorre atualmente assim: a pessoa busca as coisas de Deus enquanto está precisando, porém quando recebe, passa a valorizar mais aquilo que conseguiu. Ou aqueles que fazendo o que é errado e não são logo punidos, se sentem a vontade para continuarem. Aquele povo do livro de Ageu se parece muito com alguns crentes hoje.

3. Um convite à reflexão.
- Você pode pedir para algum aluno ler o verso do capítulo 1 e chamar a atenção para a ordem de Deus “considerai os vossos caminhos”. É como o crente examinar a si mesmo.
- “avaliando a situação a nossa volta”, isso é considerar o mundo e como está a nossa sociedade, pois ela mostra os sinais da volta de Cristo.

_________________________________________
3. A EXORTAÇÃO DIVINA

1. Crise econômica.
- ...

2. A solução.
- “Jeremias”, os profetas mencionados aqui, não fizeram nenhum sucesso em vida, mas as suas profecias ficaram ecoando e eles foram reconhecidos como verdadeiros homens de Deus bem depois de mortos.  
- “avivamento”, ocorre quando algo torna a fazer aquilo para o qual foi projetado. O avivamento veio após eles ouvirem a mensagem de Deus pelas palavras do profeta. Precisamos sempre voltar a fazer aquilo para o qual fomos projetados, isso é avivamento, fomos feitos por Deus para o adorar e se ouvirmos a mensagem da Palavra de Deus então seremos avivados.

3. O segundo templo.
- “A presença de Deus no templo fez a glória da segunda casa maior...”, há um pequeno erro de interpretação aqui, veja: a glória daquela casa reconstruída nunca foi maior do que a primeira que Salomão havia feito, aquela segunda casa era bem menor e já não tinha a arca do concerto e nunca pousou sobre ela a nuvem da glória de Deus (Shekinah) como ocorreu no templo de Salomão, então provavelmente o texto de Ageu 2.9 não esteja se referindo aquela casa. Na verdade se lermos Ageu 2.9 veremos que Deus nunca disse “a glória da segunda casa” e sim “a glória desta última casa”, logo, entendemos que a glória maior estará na última casa de Deus, levando em consideração que Ele não habita em templos feitos por mãos de homem, At 7.48 e que o Espírito Santo de Deus está habitando no coração dos servos de Cristo, então somos nós a última casa de Deus, e não há glória maior do que esta. LEVANTA A MÃO PRA ADORAR!!!!
- Aquele templo que eles reconstruíram foi reformado no século I a.C. por Herodes o grande e se tornou uma das maravilhas do mundo antigo, sendo destruído no ano 70 d.C. restando hoje apenas uma parte do muro que o cercava, a qual os judeus chamam de muro das lamentações.
________________________________________
CONCLUSÃO
- “encarar como fardo pesado”, o livro de Ageu fala como a forma de encarar as situações pode fazer a diferença, Ageu profetizou a fim de animar os líderes para aquela obra. Se nós encararmos a obra de Deus como um fardo a nossa caminhada será árdua.
- “e Deus seja glorificado”, isso significa que as pessoas vendo a nossa disposição para a obra e o nosso testemunho, passem a respeitar a Deus e até mesmo se converter pela nossa vida.

Boa Aula!

Marcos André - Professor
                                                             

2 comentários:

  1. a paz do Senhor Marcos Andre. gosto muito do seus subsidios em breve estarei contribuindo com o clube da teologias, que Deus continue te abençoando.

    ResponderExcluir
  2. eita glória, é só vitória...

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.