quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 2 - Revista Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2013 - LIÇÃO 2
(Revista: Central Gospel)

Tema:  AUTORIDADE SOBERANA DE DEUS
  
Texto Áureo:  Ap 19.1
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nessa aula você ensinará sobre um atributo de Deus que o define como o Senhor de toda a Terra e do universo.
- “soberania”, é o atributo pelo qual o Senhor governa todas as coisas e tem tudo debaixo das suas mãos poderosa.
- “uma resposta específica”, essa resposta é a forma como o homem vai considerar a soberania de Deus, essa resposta é específica porque tem que ser do jeito que o Senhor quer e não do jeito do homem. A resposta do homem à soberania de Deus é com adoração, respeito, temor, e tremor.
__________________________________________
1. AUTORIDADE REVELADA NOS SEUS NOME
- “nomes atribuídos a Ele”, lembre aos alunos que a forma de Deus se revelar ao homem é por aquilo que o homem entende, por isso o Senhor se revelou de diversas maneiras à nação de Israel, de forma que os escritores do A.T. atribuíram nomes a Ele.

1.1. El
- Essa partícula tem valor de artigo definido (o,a,os,as), note que ela acompanha os nomes, Elohim, El Elyon, El Shaddai, seria um artigo usado somente para autoridades reais.

1.1.1. Elohim
- A tradução correta para a Elohim é “Deus” (plural) ou “deuses” no sentido de criador, ao se traduzir para o português não existia uma palavra para identificar especificamente uma autoridade criadora, por isso ficou apenas “Deus”,veja:

“No princípio criou Deus os céus e a terra.” Gênesis 1:1.

- “forma plural de El”, o nome Elohim é um plural, se refere a mais de um Deus, demonstrando que na criação estavam presentes a Triunidade Santa.

1.1.2. El Elyon
- Nabucodonosor se referiu a Deus como aquele que está acima de todas as coisas. Se ele sendo ímpio reconheceu isso, porque será que alguns crentes não tem a menor reverência na casa de Deus. Dizem que estão fazendo culto para Deus, mas permanecem mascando chicletes, conversando e mexendo no celular em pleno culto. Professor fale sem medo.

1.1.3. El Shaddai
- A tradução para El Shaddai é Todo-poderoso, demonstra que não há nada impossível para Deus, que Ele tem todo o poder, não há coisa difícil para Ele.
- Não deixe de ler pelo menos uma referência da Palavra que está na lição.

1.2. Adonai
- “Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR.”
Deuteronômio 6:4
- O termo sublinhado é o que foi traduzido do original “Adonai”.
- O nome SENHOR, que aparece aqui duas vezes, no original é “Jeová”.
- Adonai é usado para designar submissão à sua autoridade.

1.3. Senhor Jeová
- “EU SOU O QUE SOU”, Moisés tinha perguntado a Deus qual o seu nome para anunciar aos Judeus:

“Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?” Êxodo 3:13

- Deus deu a resposta a Moisés dizendo “EU SOU O QUE SOU”, então o nome de Deus deriva da raiz de “Ser”.
- O problema é que o Judeu tinha um medo terrível de pronunciar e escrever o nome de Deus, devido ao versículo dos dez mandamentos:

“Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.” Êxodo 20:7

- Dessa forma perdeu-se a pronuncia correta e o nome do Senhor era designado pelo Tetragrama Sagrado “YHVH” na Bíblia hebraica, mais tarde, como eles não sabiam a pronúncia, um escriba adicionou ao tetragrama as vogais da palavra “El Shaddai” em hebraico, ficando o nome que foi traduzido hoje por “Jeová” mesmo assim houveram variações na tradução, então surgiram outros nomes: Jehová, Javé ou Yahwé. O nome Jeová é mais aceito como a tradução mais correta.

1.3.1. Jeová-Shalom
- “paz interior”, muitos se enganam pensando que ao se converter a Jesus a pessoa tem paz no mundo, por ser Ele o príncipe da Paz Is 9.6, mas não é assim, pois em Jesus nós alcançamos a paz com Deus veja:

“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;” Romanos 5.1

- E o mundo passa a nos fazer guerra.

“Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.” Mateus 10.34

1.3.2. Jeová-Nissi
- A bandeira identifica o exército, o povo, a nação, dessa forma somos identificados como povo do Senhor, pois nossa bandeira é o Senhor.

1.3.3. Jeová-Rafá
- Não deixe de ler a referência.
1.3.4. Jeová-Jiré
- Leia a referência mencionada e comente que o na revelação desse nome o Senhor proveu um cordeiro para morrer no lugar de Isaque, dessa forma representa a maior provisão da humanidade, o Cordeiro de Deus que morreu no lugar da humanidade, essa é a maior provisão de Deus, as demais são secundárias, assim sendo, sabemos que: Deus pode dar uma casa, mas o mais importante é ter o Cordeiro de Deus, Jesus.
________________________________________
2. A AUTORIDADE REVELADA EM SEUS ATRIBUTOS
           
            2.1. Onipresença
            - “ninguém pode escapar”, quer dizer que os olhos de Deus estão em todos os lugares, vendo tudo.
            - Convém lembrar que somente Deus tem esse atributo, nenhum outro ser no universo pode estar em dois lugares ao mesmo tempo.
           
2.2. Onisciência        
- “como no das ideias”, significa que Deus conhece os pensamentos, veja:
“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” Hb 4.13
- Lembrando que somente Deus tem esse atributo, por isso Satanás não pode conhecer os pensamentos do ser humano, nem pode colocar nenhum pensamento lá dentro de forma sobrenatural.
            - “conhecimento absoluto”, quer dizer que o Senhor conhece tudo, em todo lugar. O termo “onisciência”, vem da junção de duas palavras: oni=todo + ciência=saber ou conhecer, dessa forma onisciência significa “todo conhecimento.”
            - “conhece o futuro”, esse atributo se chama “presciência” quer dizer que o Senhor conhece antes, de antemão.
           
            2.3. Onipotência
            - “Suas obras na história da salvação”, tudo que Deus operou na humanidade, na condução do plano da salvação.
            - “preservação do mundo”, o Senhor sustenta o universo, nenhum planeta se choca com a Terra, nenhum incidente no sistema solar.
- “governo soberano”, significa que o Senhor governa o universo, tudo está sob o seu controle.

2.4. Transcendência a imanência
- “transcender”, ultrapassar, Deus transcende a criação porque Ele a ultrapassa e a sua glória está acima de tudo e de todos.
- “imanente”, aquilo que não se separa, no caso o Senhor é imanente, pois não se separa da sua criação.

2.5. Imutabilidade
- Esse é um atributo importante, imagine se o Senhor mudasse de ideia e não quisesse mais salvar o ser humano?
- Alguns pregadores erram gravemente falando que: “Deus criou o Ser humano mas as coisas não aconteceram conforme o planejado, pois o homem pecou e por isso Deus teve que bolar um plano para salvá-lo.” Isso é ridículo. O plano da Salvação já estava elaborado antes da fundação do mundo. O Senhor já sabia de tudo que aconteceria.
            _________________________________________
CONCLUSÃO
- Conclua ensinando que a autoridade soberana de Deus pode ser reconhecida por seus nomes. Esses nomes são fixados em nosso coração através das nossas experiências.
- Prepare o resumo do que foi ensinado.
- Não precisa ler todas as referência da Bíblia, mas leia sempre as mais importantes.   

Boa aula!

Marcos André - professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.