INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 8 - Revista Central Gospel

A CORRIGIR


AULA EM___DE______DE 2013 - LIÇÃO 8
(Revista: Central Gospel)

Tema:  AUTORIDADE DA IGREJA
  
Texto Áureo:  Mt 16.18
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição você ensinará como a autoridade é exercida na Igreja através de sua liderança. Procure aplicar isso à situação das igrejas locais, como ocorre na prática.
- Recomendo que você use ilustrações.
__________________________________________
1. EMBASAMENTO DA FÉ
- “passo inicial da vida cristã é a fé”, todo mundo que se achega a Cristo manifesta uma fé, mesmo que seja pequenina, mas é o suficiente para que essa pessoa aceite o sacrifício de Cristo pelos seus pecados. Essa fé inicial é chamada de “fé salvívica”.
- “reafirmá-la a cada dia”, a fé no coração de uma pessoa deve crescer, a pessoa cresce na fé a medida que cresce também na “graça e no conhecimento”.
- “Tal fé é libertadora”, é a fé em Jesus como o salvador.

1.1. A confissão de Pedro
- “base da fundação da Igreja”, aqui se chama de “base da fundação” devido ao fato de Jesus mencionar pela primeira vez o nome daquele ajuntamento de cristãos. Ele chamou de “eklesia” em Mt 16.18, que ao ser traduzido fica “igreja”. Essa foi a primeira vez que Jesus chama ao seu ajuntamento de Igreja.
- “ficariam dispersos”, isso porque quando Jesus foi morto na cruz a fé dos seus discípulos ficou abalada, essa fé só foi retomada, ao verem que Ele havia ressuscitado.
- “declaração de fé...para sobrepujar”, comente que no verso 18 de Mateus 16, Jesus declara que sobre o fundamento do que Pedro acabara de dizer Ele edificaria a sua Igreja e as portas do inferno não prevaleceriam contra ela. Dessa forma o fundamento da Igreja de Cristo, é a declaração com fé de que “Jesus é o Filho de Deus!”.

1.2. A confirmação do Espírito
- “dão-nos provas evidentes do poder e da autoridade”, o fato de homens e mulheres estarem dispostos a morrer por essa Igreja é a prova de que ela não é só um aglomerado de pessoas que pensam parecido. Ela realmente tem poder e autoridade sobre as hostes do inferno.
- “a sociedade que nos cerca”, a pergunta que tem aqui é genérica, mas você também pode fazê-la de forma individual: “Seus vizinhos e amigos conseguem ver em você a manifestação de poder e autoridade que marcam a comunidade fundada por Jesus?”  

________________________________________
2. MINISTÉRIOS ECLESIÁSTICOS
            - “poder delegado”, é o poder que é delegado a alguém, para que essa pessoa exerça a autoridade em nome da autoridade maior, que delegou o poder. Assim são os ministros do Senhor, falam em nome do Senhor Jesus.

            2.1. Autoridade apostólica
            - “dentre todos os seus discípulos”, lembre que Jesus não tinha somente doze discípulos, ele tinha pelo menos uns setenta Lc 10.1 porem somente doze discípulos permaneciam constantemente com o Senhor.
- “apóstolo”, significa aquele que é enviado.
            - Lembre aos alunos que dos doze, um traiu a Jesus e suicidou-se (Judas) por conta disso os apóstolos elegeram outro (Matias) At 1.26 só mais tarde Paulo é recebido ficando um total de 13 apóstolos em atividade na igreja primitiva.
           
            2.1.1. Caráter doutrinário
            - “ministração do evangelho”, é anunciar o evangelho, ministrar significa basicamente servir, essa é a função dos ministros de Deus, servirem ao povo a Palavra de Deus.
            - “sistema doutrinário que Jesus ensinou”, é o sistema que ensina o valor da pessoa humana, ressalta doutrinas como perdão, amor ao próximo, tratar bem os inimigos. Jesus também classifica os pecados desde o pensamento.

            2.1.2. Liderança da Igreja
            - “discutir e definir”, o concílio foi uma reunião para se discutir como seria aplicado a doutrina bíblica. O concílio não visava destruir doutrinas nem criar novos mandamentos, apenas debateu-se como seria aplicado os costumes e rituais judaicos à um povo que não tinha esses costumes. Chegou-se a conclusão de que não havia a necessidade de obrigar os gentios a praticarem todos os rituais da lei, principalmente a circuncisão, que foi o tema central daquele concílio.

2.2. Pastores, bispos e presbíteros  
- “presbíteros”, tanto o pastor como o presbítero, são chamados ministros, pois são os responsáveis pela parte doutrinária, aconselhamento e ensino bíblico. Existem muitos diáconos que se destacam na área do ensino, mas os responsáveis são os pastores e os presbíteros.
- “servir como exemplo”, o presbítero deve ser visto como homem de Deus, tendo seriedade, não deve se envolver em brincadeiras extravagantes ou com liberdade excessiva. Além disso para servir como exemplo o presbítero e o pastor devem ter uma conduta moral ilibada, sem problemas que afetem sua reputação diante da igreja.
- Ensine aos alunos que quando um pastor ou presbítero cometem pecado, o primeiro elemento que eles perdem é a autoridade.
- “Bispos”, esse cargo seria equivalente ao presbítero, porém a igreja Católica hierarquizou colocando-o acima dos outros cargos, algumas denominações evangélicas adotaram essa mesma hierarquia.

2.2.1. Servos com autoridade moral
 - “autoridade moral”, é a autoridade que se conquista pela boa conduta moral diante dos homens, dessa forma o crente tem o respeito de todas as pessoas que o cercam. Alguns irmãos conseguem ganhar almas sem abrir a boca, seus estilos de vida motivam aos outros.
- Milhares de líderes cristãos não se preocupam mais com a integridade moral de seus membros, estão mais preocupados se a pessoa entrega o dízimo, ou se participa das campanhas com suas ofertas.

2.2.2. Para cuidar
- Uma excelente expressão do cuidado de um líder para com o povo de Deus é ensinando a verdade, veja:
“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” Oséias 4:6
            - A parte sublinhada mostra que o cuidado do Senhor com a família dos sacerdotes em Israel era condicionado ao cuidado que eles tivessem em dar conhecimento ao povo de Deus. A aplicação para nós hoje não é literal, mas sim espiritual, o cuidado com a vida espiritual dos filhos estará condicionado ao cuidado que os líderes tem em ensinara a verdade ao povo de Deus.

            2.3. Profetas e evangelistas
            - “é um arauto de Deus”, arauto é aquele que apregoa ou anuncia, é um mensageiro, na monarquia antiga o arauto apregoava a chagada do rei a alguma cidade, quando esse estivesse em alguma viagem.
            - “guardar o povo da corrupção”, acontece quando alguém está em pecado oculto e esse pecado, mais cedo ou mais tarde afetará a obra do Senhor, então o Senhor revela a verdade, trazendo a conhecimento o pecado oculto. A ação de guardar o povo da corrupção, não ocorre somente com a pessoa que teve seu pecado revelado, mas com toda a igreja, pois todos verão que o Senhor está atento e vendo tudo que fazemos e pensamos.
- “estabelecendo novas congregações”, o cargo de evangelista atualmente tem essa função, ele estabelece uma congregação em um local distante, instrui os membros da localidade, ganha almas, levanta obreiros, ensina-lhes a administrar a congregação. Tendo feito isso o evangelista retorna deixando uma congregação estruturada numa localidade.

2.4. Doutores e mestres
- “educação cristã ganha proeminência”, como foi visto até agora, todos os líderes cristãos tem a responsabilidade de ensinar, porém são os doutores e mestres os que tem essa incumbência como responsabilidade principal.
- “crescimento e amadurecimento”, comente que todos os crentes devem crescer espiritualmente no conhecimento do Senhor através do que está escrito sobre Ele na Palavra e devem também amadurecer na obra pelo conhecimento dos fatos que ocorreram com os servos de Deus do passado.
- “por meio de doutores e mestres”, os doutores e mestres são aqueles que receberam o dom da palavra da ciência e usam esse dom junto com o talento natural da oratória, pois a oratória não é um dom espiritual e sim uma talento natural que pode ser aperfeiçoado.
- “para não serem enganados por falsas doutrinas”, quando o servo de Deus conhece a verdadeira doutrina, ele jamais será enganado por uma falsa doutrina, pois quem conhece o verdadeiro reconhece o falso.
            _________________________________________
CONCLUSÃO
- “a batalha continua”, essas batalhas sempre fizeram a Igreja crescer. Antes eram com perseguições físicas, depois os embates intelectuais, entre outras perseguições, atualmente o inimigo visa adentrar as igrejas com práticas mundanas e sensualidade para seduzir os homens e mulheres de Deus.
- “pastores, presbíteros,...”, note que não foi citado o cargo de diácono, isso porque o cargo de diácono foi instituído para cuidar do serviço na igreja e não para liderar.

Boa aula!

Marcos André - professor

                                                       A CORRIGIR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.