terça-feira, 12 de março de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 11 - Revista da CPAD


AULA EM 17 DE MARÇO DE 2013 - LIÇÃO 11
(Revista: CPAD)

Tema: “Os Milagres de Eliseu”
  
Texto Áureo: 2 Rs 8.4
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a) nesta aula passe os ensinamentos que estão contidos em cada um dos milagres de Elizeu.
- “família abastada”, família rica, isso se deduz do texto, pois Elizeu ao abandonar a obra que fazia, matou os bois e queimou os aparelhos. Se ele fosse um simples empregado jamais poderia fazer isso.
- “essa foi uma das razões”, o fato de Elizeu ter ficado fiel foi uma das razões para sua escolha. Elizeu foi fiel enquanto estava no anonimato, então foi escolhido para estar no auge do ministério profético.
- Professor não passe esses tópicos para a classe como se todos os alunos já conhecessem os detalhes dos milagres, mas em cada milagre dê o contexto, conte brevemente como foi que ocorreu cada um.
__________________________________________
1. OS MILAGRES DE PROVISÃO

1. A multiplicação dos pães.
- “milagre de provisão”, milagre em que o Senhor provê o alimento. É um dos milagres que apontam para a vinda do Messias, o pão vivo que desceu do céu.
- “evidências naturais”, aquilo que naturalmente se observa. No caso desse contexto a evidência era a quantidade de pães para a quantidade de pessoas era evidente que só um milagre daria o sustento.
- “ambas as histórias”, tanto na multiplicação feita por Elizeu quanto na multiplicação feita por Jesus, o milagre para ocorrer precisou que o pouco a ser multiplicado fosse apresentado ao homem de Deus.

2. Abundância de víveres.
- “a exemplo de Jeroboão”, Jeroboão é sempre citado como exemplo de mau rei, por ter sido o primeiro rei do reino do Norte dando início a apostasia naquele reino.
- “cerco à cidade de Samaria”, era o tipo de guerra convencional da época, um exército ao chegar na capital de um reino geralmente a encontrava rodeada por muros, então se fazia um cerco impedido a entrada ou saída de pessoas, comida ou animais. Quando isso acontecia somente um milagre poderia salvar a nação invadida.
- Este cerco está registrado em 2 Rs 6.24 em diante, recomendo que você comente com a classe os detalhes desse milagre e como o Senhor operou seu poder. Conte inclusive sobre o caso interessante do homem que duvidou do profeta e o que aconteceu com ele.

2. OS MILAGRES DE RESTITUIÇÃO

          1. A ressurreição do filho da sunamita.
            - “ela respondeu: Tudo bem!”, o ensinamento dado por essa mulher aqui é de "prudência", pois ela não sai contando seu problema para todos, mas ela deixou para falar com aquele que tinha a solução. Hoje devemos falar nossos problemas para o Senhor, mas o Senhor se agrada em ver seus filhos se ajudando mutuamente, por isso Deus sempre coloca alguém para nos ouvir e estender a mão.
            - Infelizmente não são poucos os irmãos que não conseguem ficar sem contar seus problemas para todo mundo. Alguns contam primeiro para outras pessoas e depois se lembram de Deus, quando se lembram.
            - “parecem não ter sentido”, como foi dito anteriormente, milagres não são para entendermos, mas sim para aceitarmos.
            - “O Senhor responde a oração do profeta”, nos detalhes desse relato tem alguns ensinamentos. Quero levantar uma curiosidade, se a mulher foi prudente, o profeta agiu com pouca prudência ao dar seu bordão para o moço, pois se a mulher já tinha dito a Geazi que estava tudo bem, é porque não queria o envolvimento dele. Então não deveria ter dado seu bordão na mão dele. O poder da cura não estava no bordão, mas na autoridade de quem o empunhava. Alguns pastores cometem esse mesmo erro deixando saber aos outros os problemas que são somente para eles resolverem.

2. O machado que flutuou.
- “expressa no lamento”, o lamentar do moço fez com que Elizeu fosse tocado.
- Faça a pergunta da lição para a classe. Acrescente: Será que estamos lamentando nossas perdas? Muita gente vai perdendo as coisas importantes na sua vida e não percebem e nem se lamenta.
- Outra: Será que o nosso lamento está tocando o coração de Deus?
Para essa pergunta peça alguém para ler o texto:
“E sucedeu que, derrubando um deles uma viga, o ferro caiu na água; e clamou, e disse: Ai, meu senhor! ele era emprestado.” 2 Reis 6:5
- O lamento que tocou foi a preocupação com aquilo que não era dele.
Assim existem muitos que vão perdendo aquilo que não é seu, no campo espiritual temos, pais que perdem os filhos para o mundo, obreiros que perdem a autoridade, irmãs que perdem a unção, pastores que perdem ovelhas para Satanás, nenhuma dessas coisas, filhos, autoridade, unção, ovelhas, etc, que se perdem não são nossas, mas são tudo propriedades de Deus que estão na nossa mão para cuidarmos, e muitos desses citados acima, pais, obreiros, pastores, irmãs, muitos preferem se lamentar por bens materiais ao invés de se lamentarem por aquilo nos foi emprestados.
- “temos que ter consciência disso”, saber o local onde foi perdido representa ter consciência do motivo pelo qual veio a perda, qual foi o problema que nos fez perder. Foi falta de oração? Falta de leitura da Plavra? Falta de visita? Falta de acompanhamento? Falta de atenção? Cada um identifique qual é o seu problema.
 _________________________________________
3. OS MILAGRES DE RESTAURAÇÃO

1. A cura de Naamã.
- “da forma que ele imaginou”, a concepção de operação de maravilha do general Naamã era totalmente baseada em estereótipos. Ele mesmo era um exemplo disso, pois sendo leproso, mantinha um estereótipo da armadura de guerreiro por cima de sua carne enferma. Professor desça o cajado: muitos irmãos tem a mesma concepção de Naamã, ao verem um problema preferem maquiar, colocando um estereótipo por cima, parecendo bem, parecendo espiritual, parecendo salvo, parecendo obediente, parecendo fiel, parecendo preocupado, mas por baixo da capa, só Deus sabe como está a vida da pessoa. PROFESSOR EM CADA UM DESSES ESTEREÓTIPOS CITADOS OLHE NO OLHO DE CADA ALUNO E FALE CALMAMENTE CADA UM DESSES. EVITE FAZER ISSO SE ALGUM PROBLEMA DESSES FOR DO CONHECIMENTO DE TODOS, PARA QUE NINGUÉM PENSE QUE ESTÁ SENDO DIRECIONADO A ELE.
- “Deus não faz shows”, atualmente muitos pregadores e pastores buscam grandes apresentações para incrementar as mensagens, mas a mensagem deve ser pura e simples, contundente, sem rodeios, incisiva, enfática e eficaz.
- “obediência”, é a capacidade de atender as ordens emanadas de quem detém a autoridade, quando alguém obedece está reconhecendo a autoridade de quem emitiu a ordem, por outro lado, quem não obedece está rejeitando essa autoridade. Quando Naamã obedeceu ele estava assim reconhecendo a autoridade de Elizeu.
- “quando desce ao Jordão”, ao entrar no Jordão Naamã estava se desfazendo de sua própria ideia de altivez, pois ele havia dito que os rios da Síria eram melhores do que todos os rios de Israel.

2. As águas de Jericó.
- Uma representação desse milagre para nós é que o “sal” seria a unção sobre a nossa vida. O prato seríamos nós, assim como aquele prato exclusivamente dedicado para o milagre nós também devemos estar focados na santificação do povo de Deus.
- “foi o poder de Deus”, lembre aos alunos que o poder não está em objetos, mas em Deus. Nós somos os canais, precisamos estar em obediência e dedicação ao Senhor para que a purificação ocorra em nossa vida e na vida daqueles que estiverem em contato conosco.
- Você também pode utilizar a comparação com Mateus 5.13 (Sal da Terra).

4. OS MILAGRES DE JULGAMENTO

1. Maldição dos rapazinhos.
- “sobe calvo”, pelo que o texto indica haviam mais de quarenta jovens escarnecendo do profeta, se um já incomoda, imagine quarenta.
- “amaldiçoando-os”, convém lembrar aos alunos que atualmente temos ordens expressas na Palavra para não amaldiçoarmos a ninguém, veja:
“Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis.” Romanos 12.14
- “escarnecer com os servos do Senhor”, atualmente dificilmente o Senhor fará juízo nestes moldes. Pois o dia do juízo já está reservado, é o chamado Dia do Senhor, por isso muitas afrontas que hoje acontecem, não são julgadas e punidas pelo Senhor agora, mas o será depois. 

2. A doença de Geazi.
- Professor comente que o milagre ocorre de forma sobrenatural não é por mérito de homens, nem uma fórmula mágica, não foi a tarefa dada a Naamã, mas a boa vontade do Senhor. Quando aceitamos presentes em troca desses milagres, estamos vendendo as coisas de Deus.
- “Teve de conviver com a lepra”, cabe aqui o mesmo comentário da lição anterior, pois quando Geazi foi tomar valores pelo milagre, então adquiriu a lepra que era de Naamã 2 Rs 5.27. Essa passagem nos ensina que aquele que tem no coração os mesmos desejos dos mundanos avarentos adquirem também os mesmos males que eles sofrem.
________________________________________
CONCLUSÃO
- “propósito específico”, comente que a forma com que foram operados são muito instrutivos e ensinam muito. Mas o maior propósito era o de evidenciar a glória e graça de Deus.
- “exaltam as virtudes do profeta”, infelizmente muitos tem sido seduzidos pela fama e pelo status, e poder de Deus não fica em evidência. É necessário aprendermos com o maior profeta de todos os tempos, pois é dele essa frase:
“É necessário que ele cresça e que eu diminua.” João 3.30    

Boa Aula!

Marcos André - Professor
-->

Um comentário:

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.