quarta-feira, 19 de junho de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 12 - Revista da Editora Betel


AULA EM 23 DE JUNHO DE 2013 – LIÇÃO 12
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “A CONTENDA PRODUZ A DESUNIÃO”
  
Texto Áureo: 2 Timóteo 2.23
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição você deve mostrar a importância de ser maduro no evangelho, para evitar falatório, contenda e bate-boca.
- “conflitos em uma igreja”, numa igreja existem pessoas dos mais diversos tipos de temperamento, por isso, assim como é normal haver problemas em um casamento, também é normal haver conflitos em uma igreja.   
- “norteando a sua rotina”, nortear é mostrar onde está o norte, dando assim a orientação, significa dizer “orientando a sua rotina”, ou seja, não podemos aceitar que em uma comunidade cristã, os eventos sejam orientados por desavenças e discussões. Se toda obra que uma igreja realizar terminar em irmão de rosto fechado para outro irmão, então a liderança deve tomar uma atitude para solucionar o problema.
- “conciliação amigável”, pode-se acrescentar também que as partes devem procurar ao máximo evitar os escândalos, para que não sofra a obra de Deus.
- “padrão da palavra de Deus”, o padrão da palavra de Deus é a liberação do perdão, é dar a outra face Lucas 6.29, orar pelos que vos perseguem Mateus 5.44, e muitos outros.
“nEla”, esse substantivo deveria ser grafado assim “nela”, o “E” maiúsculo foi usado devido a se referir à Bíblia sagrada. Normalmente só é usado assim para se referir às três pessoas da Triunidade Santa.

            1. AS QUESTÕES TOLAS DEVEM SER EVITADAS
- “vários significados”, o debate só é produtivo enquanto leva a algum lugar, se leva a um consenso. Debates com várias linhas divergentes e conflitantes redundam em discussões sem fim e produzem pouco. Esses debates devem ser evitados.   

1.1. Procure não ocupar tempo com falatórios inúteis
- “ideias tolas”, pode ser classificada assim as ideias que produzam discussão e não contribui para a salvação.
- “assuntos importantes”, repare que os assuntos mencionados dizem respeito à salvação e a aproximação com Deus. Assuntos que não colaboram para isso são assuntos sem importância.  
- “com falatórios”, existem irmãos que ficam sabendo de boatos a seu respeito e imediatamente querem tirar satisfação com quem falou. Essa atitude é uma perda de tempo e demonstra imaturidade cristã. Geralmente essas atitudes resultam em falatórios, bate-boca e escandaliza a igreja.
- “confundir os ouvintes”, alguns assuntos tem hora, local e pessoas com quem devem ser tratados. Ex.: Não se deve discutir assuntos do ministério na diante da membresia.

1.2. Rejeita as fábulas profanas
- “genealogias intermináveis”, genealogia é o estudo das famílias para se comprovar a origem, essa orientação de Paulo foi devido aos problemas que os alguns cristãos judeus arrumavam, pois eles achavam que somente os descendentes de judeus é que poderia ser cristão, por isso surgiam diversas discussões sobre genealogias.     
- “procura não se ocupar com elas”, o alerta de Paulo à Tito era para que ele continuasse a sua obra, pois Paulo já sabia que seria morto na prisão, por isso ele prepara seus auxiliarem a assumirem a obra após a sua partida, e sabendo que Satanás lançaria contendas no seio das igrejas ele dá esse alerta. Quando paramos para debater problemas acerca de coisas que ficaram ocultas na Palavra, gastamos tempo e energia e não avançamos na obra de Deus.

1.3. Nenhuma profecia é de particular interpretação
- “repostas a todos os enigmas”, leia esse texto Deuteronômio 29.29, acho que ele fala bem sobre esse assunto. Tem pessoas que acham que a Bíblia tem resposta pra tudo, quero ver descobrir quem foi a bisavó de Moisés? Ou o que a Bíblia fala de células tronco embrionárias? Ou o que ela fala sobre o uso de crack? A Bíblia não tem resposta pra tudo, mas ela orienta a todos na direção daquele que tem todas as respostas.
- “filosofias e conveniências”, alguns abençoados, para não falar outro nome, resolvem interpretar alguns textos da Palavra conforme suas teorias particulares, tentando fazer com que certas passagens falem aquilo que não estão falando.
- Recomendo ler a referência desse tópico 2 Pe 3.16-18.
________________________________________
2. NÃO HÁ LUCRO NAS CONTROVÉRSIAS
- “levantam polêmicas”, convém lembrar que os debates sobre administração eclesiástica, forma de governo, etc, devem ser debatidos nas reuniões de ministérios e não com a membresia da igreja.
- “forma de governo ministerial”, se refere à liderança das igrejas, onde a tomada de decisões parte do ministério, outra forma de governo é o congregacional, onde as decisões são votadas pela congregação.
- “de difícil interpretação”, já esses debates sobre a interpretação da Bíblia deve ficar para os professores da EBD, seus superintendentes e pastores.  
- A palavra que salva é simples João 3.16, não devemos sobrecarregar os membros com coisas que não vão edificar suas vidas. 

2.1. O partidarismo dentro da igreja deve cessar
- “grupinhos”, alguns irmãos por terem coisas em comum ou ideias parecidas tendem a estar mais próximos do que com outros irmãos da igreja, até aí tudo bem. O problema começa quando na execução da obra esses irmãos deixam de fora das atividades os outros que não são mais chegados, vetam a participação, negam informação e até boicotam o trabalho quando é o irmão que não faz parte daquele grupo, cria-se a famosa “panelinha”.
- “equilíbrio”, é estar em um patamar de harmonia, não pendendo para nenhum lado, como uma torre prestes a cair. Não se deve ser demais espiritual e não considerar o racional, da mesma forma não se pode ser racional demais e não cuidar da parte espiritual. Nem tão pouco simpatizante de grupo “A” ou “B” o Corpo de Cristo é que importa.
- “unidade”, todos juntos formamos esse Corpo de Cristo chamado Igreja, e para que um corpo funcione, todas as partes devem estar conectadas formando a unidade do corpo, onde cada um tem uma função, cada um deve respeitar a posição do outro, sem menosprezar ninguém.
- “aperfeiçoamento”, todo o Corpo de Cristo está em crescimento e para que esse crescimento continue a ocorrer esse corpo deve se aperfeiçoar, pelo ensino e aprofundamento da Palavra de Deus.
- “diálogo construtivo”, é o debate, a argumentação e confrontamento de ideias divergentes, disso não podemos abrir mão, mas deve ocorrer nas horas e locais certos, como na Escola Dominical e nos cultos de estudo. Em uma classe de alunos da EBD, o debate é bom, desde que o professor o modere para que não vire discussão sem fim e nem falatório.

2.2. Pensamentos divergentes devem ser contidos
- “Especulações teológicas”, especulação é a suposição de algo sem alguma prova que o confirme. Ex.: Alguém poderá especular Enoque alcançou a estatura de varão perfeito e por isso Deus o tomou. Como o texto de Gênesis 5.24 não afirma isso, então não passa de uma especulação.
- “implantar a dissidência”, dissidência é a discordância da autoridade constituída, seria, por exemplo o pastor afirmar algo e um determinado membro ou obreiro não concordar e se opor ao pastor e aliciar outros para discordarem também. Convém comentar que a dissidência está a um passo para se transformar em rebelião.
- “se for preciso, evitá-los”, não deixa de ler Tito 3.8-11 parece drástico, mas é necessário, evitar alguém é não dar atenção, desconversar, sair de perto, passar de largo. Quem se mistura com os contendeiros podem acabar se tornando um ou passar a ser visto como um.
- Convém lembrar que todos podemos ter opiniões diferentes, isso é absolutamente normal, porém a autoridade eclesiástica deve ser respeitada, se a liderança determinou que algo seja feito de um modo, então podemos apresentar nossa opinião, porém devemos fazer o que foi determinado, para que a obra de Deus não sofra.     

2.3. A briga não promove a paz e nem a união
- “pontos de vista antagônicos”, antagônicos quer dizer divergentes, são pontos de vista que se opõem e podem gerar discussões.
- Alguns irmãos não tem limites para defender seus pontos de vistas, não consideram a presença de novos convertidos ou de visitantes.
- “seguir a paz”, algumas músicas gospel incitam a contenda, com afirmações do tipo. “Querem te ver no chão.” “Querem acabar contigo.” “Estão falando mal de você.”, etc. além disso existem também os pregadores que trazem mensagens com afirmações parecidas. Um novo convertido pode acabar pensando que na igreja todos estão em guerra uns contra os outros.
____________________________________
3. AO SERVO DO SENHOR NÃO CONVÉM CONTENDER
- “disputas”, existem denominações em que os ministros gastam o tempo ridicularizando as outras. Existem ministros que em suas pregações fazem chacota de outras denominações, usando palavras do tipo: “geladeiriana”, ou “sorveteriana” se referindo à igreja Presbiteriana. E muito mais.
- Muitas vezes as rixas começam nas lideranças, às vezes quando um pastor fica sabendo que uma nova igreja está sendo aberta na mesma rua em que a sua está, logo passam a fazer declarada oposição.

3.1. Contender não levará a nada, a não ser a desgaste público.
- “difamações”, trazer má fama sobre alguém ou manchar a imagem de alguém por palavra ou gestos, a difamação é crime previsto no Artigo 139 do Código Penal.
- “será questionado”, na hora da indicação alguém se lembrará do tipo de pessoa que ele é. Alguns obreiros permanecem muito tempo sem mudarem de cargo, isso não é regra, mas muitas vezes ocorre isso, ao ver que o obreiro não tem maturidade o pastor não o coloca em um cargo de maior responsabilidade.
- “questiona tudo”, todos sabem que uma ideia para ser boa, deve ser colocada em prática, excelentes ideias se perdem por não serem executadas a tempo. Quando na nossa equipe existe alguém que questiona em excesso, então as ideias demoram a sair do papel.
- “todos os conceitos”, talvez fosse melhor acrescentar a palavra “tradicionais” nessa frase, ficando assim: todos os conceitos tradicionais, estão sendo colocados em xeque.
- “de cunho bíblico”, todo conceito que tem base na Palavra de Deus, conceitos tradicionais como       “usos e costumes”, já foram colocados em xeque e não foi encontrado respaldo na bíblia para mostrar que uma tradição de vestimentas deve ser mantida para toda a Igreja de Cristo ao redor do mundo. A grande maioria dos pastores já compreende isso, mas existem aqueles que alimentam as contendas, afirmando que as outras igrejas estão fora da visão da Palavra de Deus.

3.2. Não promova disputas ou falatórios inúteis
- “maior impiedade”, o ímpio ao ver que numa igreja os crentes vivem em guerra uns com os outros, usam frases do tipo: “pra ser crente assim, eu prefiro ficar no mundo.”, dessa forma tentam justificar sua impiedade.
- “que dispersam o povo”, outros são irmãos que estão começando a vida cristã e se desanimam com as palavras dos contendeiros.
- “cultivo das virtudes”, recomende aos pregadores, professores e dirigentes: quando estiver com a oportunidade de orientar, pregar ou ensinar que exortem o povo a procurar os melhores exemplos e não ficarem observando sempre os maus exemplos na igreja. Uma palavra de elogio colocada no tempo e na medida correta produz mais do que as críticas. 

3.3. Se eu não posso ajudar não devo atrapalhar
- “não deve também atrapalhar”, infelizmente alguns irmão nunca se dispõem a fazer nada, mas quando alguém se dispõe a fazer, se levantam para reclamar e se opor, tem igrejas onde isso acontece toda hora.
- “homens desviados da verdade”, é impressionante, mas existem homens assim na igreja. Existem aqueles que são somente políticos, querem apenas aparecer e buscam apenas por seus interesses particulares, são os que mais reclamam quando algo não está de acordo com seus interesses.
- “desserviço”, contrário ao serviço, ao invés de ajudar estão atrapalhando. Assim como os fariseus que Jesus repreendeu, cuja referência está aí no final desse tópico.
___________________________
CONCLUSÃO
- “ainda acontecem”, e continuarão acontecendo enquanto a Igreja estiver aqui na terra, pois ela está cercada de pessoas imaturas, contendeiras, carnais, etc.
- “visão particular”, alguns acham que a condução da obra de Deus deve ser do seu jeito, alguns são como Saulo que pensam que o seu jeito é o de Deus, outros são como os fariseus que agiam por inveja, isso muda para a maioria deles quando encontra com Cristo, então os fariseus são desmascarados e os Saulos se transformam em Paulos.
- “não precisam der pastoreados”, tem crescido o número de pessoas que se dizem crentes sem igreja. Mas não se lembram que foi Jesus quem usou essa palavra pela primeira vez em Mateus 16.18 e ela significa “ajuntamento ou reunião”.  

Boa aula!

Marcos André – professor


3 comentários:

  1. Realmente, nenhuma profecia é de particular interpretação. A Palavra de Deus é gerada nas escrituras pelo ESPÍRITO. portanto, Judas 3 não
    é um ato contendedor do autor. Ele foi usado para transmitir inspirado pelo Espírito. Agora toda epístola de Judas foi utilizada, resta saber seu conteúdo. Somos chamados para "diligentemente defender a fé." Como? alguma questões trazem "guerras santas" sim, inevitavelmente. Devido ao silêncio, muitas seitas surgiram e o chiclete evangelho da prosperidade. Acredito que Tito, Timóteo nos textos de referência citam falatórios em questões regulamentares do sábado, alimentos, lei,lei, lei, judaizantes...
    mas doutrinas questionadas necessariamente não são discórdias. Ao contrário, sadio é às 09;30h de domingo aproveitarmos a oportunidade para expressarmos questões que em dias diferentes seríamos taxados de contendeiros.
    Judas não era contendeiro. nem Paulo. Mas defendiam a fé e convenciam com a própria palavra de Deus os que deturpavam-a. e com "paciência"
    paz

    ResponderExcluir
  2. aprendi muito com esses comentários, pois a cada dia agradeço a Deus por vcs existirem e nos ajudar bastante Deus os abençoe

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso, e espetacular, estou aguardando a lição 13

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.