segunda-feira, 8 de julho de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da Editora Betel


AULA EM 14 DE JULHO DE 2013 – LIÇÃO 2
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “APLICANDO PRINCÍPIOS DIVINOS À DISCIPLINA FAMILIAR”
  
Texto Áureo: Hebreus 12.11
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), recomendo que se esforce um pouco mais para entender bem essa lição, ela é um pouco difícil de se explicar, mas você se sairá bem.
- “acompanharia a humanidade de perto”, o Senhor nunca abandonou a humanidade ele sempre proveu um meio de o homem buscá-lo. Até quando Jesus foi assunto ao céu Ele afirmou que seria enviado outro consolador João 14.16. Esse Consolador está presente até hoje nos nossos cultos.
- “ordenou que fossem registradas”, em algumas passagens do Antigo Testamento o Senhor ordenou expressamente que os fatos fossem registrados em livros, Êxodo 17.14, Jeremias 30.2.
- “confundirem os métodos de aplicação”, essa situação será tratada no tópico 1.3.

            1. DEFINIÇÃO DE DISCIPLINA
            - Disciplina também pode ser a aplicação da correção, quando alguém comete uma transgressão deve ser disciplinado, essa pessoa sofre uma disciplina. Toda punição que conduz à observância dos princípios e regras de um grupo ou da sociedade é chamada de disciplina.

1.1. O sentido mais amplo de disciplina
- “formação do caráter”, o caráter de alguém define que tipo de pessoa ela é, e esse caráter está em constante formação e por isso os ensinamentos dos princípios disciplinares e até a aplicação da disciplina corretiva contribuem na formação desse caráter no individuo.
- “pode ser percebida...princípios, valores, ensinamentos e regras”, se uma pessoa tem disciplina ou é disciplinada isso pode ser notado por esses principio, valores e ensinamentos que ela demonstra. A forma de proceder de alguém mostra o quão disciplinado ele é.  

1.2. Definição de método
- “prévia análise do objetivo”, ou seja, para sabermos que método tomar precisamos saber qual o objetivo a ser alcançado. Muitos crentes escolhem um método errado porque na focam mais no objetivo.
- “as situações a enfrentar”, isso também deve ser pesado na análise do método, como estamos falando de disciplina familiar então para o método devemos considerar as diversas situações familiares, pois as famílias são diferentes de lugar pra lugar.  
- “pedagogia”, é a ciência do ensino.

1.3. Disciplina e método
- “disciplina e sua aplicação”, como pôde ser visto nas diversas referências colocadas, a disciplina só pode ser compreendida e assimilada se for devidamente aplicada.
- “método errado de aplicar a disciplina”, provocar o filho a ira, pode ser de várias formas, a mais comum acontece quando os pais só concentram em corrigir erros dos filhos e nunca fazem um elogio ou tem um momento de conversa descontraída com o filho. Outra forma acontece quando os pais exageram na aplicação da punição.
- “método correto de aplicar a disciplina”, é aplicar a admoestação do Senhor, a forma correta é os pais corrigir mostrando que Deus também não se agradou do erro, isso deve ser feito com o conhecimento da Palavra.
________________________________________
2. ACOMPANHAMENTO PRESENCIAL DA DISCIPLINA
- “não levou em conta a Si mesmo”, Deus trata do ser da forma como esse ser entende e assimila. Deus quer relacionamento com o ser humano, um caso para ilustração ocorreu quando Jesus mandou que tirassem a pedra do túmulo de Lázaro para depois fazer um milagre terrivelmente maior do que remover uma pedra. No relacionamento existem tarefas que o homem deve fazer e outras que Deus faz. 
- “a presença dos pais”, comente que, pais que não são presentes dificilmente conseguirão aplicar a disciplina nos filhos.

2.1. Aplicar e manter a disciplina
- “boa parte do seu tempo”, você pode comentar que um dos maiores problemas da atualidade, na criação dos filhos, tem sido a ocupação dos pais. Muitos filhos passam o dia em creche ou com a babá e um mínimo tempo com os pais à noite, pois a mãe e o pai trabalham. Nesse caso os pais devem se esforçar para que quando estiverem nos momentos de folga possam dar o máximo de atenção aos seus filhos, evitando levar trabalho pra casa ou outra atividade que tome o seu tempo.
- “mesmo aos bebês”, muitas vezes observamos crianças de colo, que tentam bater nos pais ou são extremamente pirracentas. Nessa idade os pais já devem começar a cortar essas atitudes dos filhos para eles não se acostumem a fazerem isso sempre.

2.2. Prover os meios necessários para a reabilitação do transgressor
- “incógnita”, de valor desconhecido, em oculto.
- “tendem a se afastar”, ressalte a atitude de Deus de procurar o casal para saber o que aconteceu. Muitos pais deixam seus filhos de lado, não se preocupando como eles estão na escola e nem conversam com eles.
- Note também que Deus não chegou dizendo que já sabia de tudo, mas Ele deixou que o casal confessasse e depois deu a devida correção. Os pais devem valorizar a confissão dos filhos, sempre levar isso em consideração.

2.3. Prover o exemplo e referencial
- “exemplos”, no meio  militar existe uma máxima que diz: “A instrução ensina, mas o exemplo arrasta”. Significa que a criança pode aprender o certo, mas só o exemplo dos pais vai animá-los a fazer o certo.
- “observados com frequência”, os pais não devem de vez em quando fazerem o certo, é necessário que a atitude correta seja parte da vida dos pais.
____________________________________
3. PREPARANDO-SE PARA A DISCIPLINA NO LAR
- Se os jovens namorados não se esforçarem para aprenderem a construir uma família, antes do casamento. Muitos jovens acabam praticando a fornicação, mas não se preocupam em como serão em família no futuro.

3.1. Através da autodisciplina
- “autodisciplina”, é a disciplina de si mesmo, aqui está sendo afirmado que o jovem antes de pensar em casamento deve pensar nos itens que deve ter antes de casar.
- “desentendimento constantes”, problemas relacionados à falta de dinheiro são os grandes causadores desses desentendimentos.
- Se tiver jovens na sua classe, você deve falar diretamente à eles, se for de adultos, recomende que os pais oriente seus filhos à essa autodisciplina.

3.2. Preparando-se para acompanhar de perto o crescimento dos filhos
- “como organizam a casa”, pode ser um acompanhamento participativo, onde os filhos ajudam os pais a tomarem decisões, ouvindo suas opiniões para compra de móveis, carro, ou para organizar um passeio ou uma obra na casa. Dessa forma os filhos já terão contato com as limitações financeiras que surgirão.
- “valioso modelo”, muitos de nós hoje que tivemos um infância debaixo de rigorosa disciplina dos pais, nos lembramos de vez em quando dos momentos de correção onde nossos pais somente ilhavam em nossa direção e já sabíamos o que fazer. Se nós trazemos à tona hoje esses modelos de nossos pais, devemos preparar nossos para no futuro fazerem o mesmo.
- Dessa forma o nome da família irá crescer e ser lembrado como uma família respeitável.

3.3. Lidando positivamente com possíveis fracassos dos membros da família
- Professor(a), sugiro que você acrescente que diante de problemas de erros graves na família, que o casal não externem o problema aos pais e pastor da igreja imediatamente, mas que primeiro tentem resolver dentro da família com diálogo, oração e a prática do perdão. Diante da impossibilidade de solução aí sim devem buscar a ajuda pastoral.
- “excelentes oportunidades”, o casal deve entender que as dificuldades que passam hoje devem se tornar em aprendizado até mesmo para a obra de Deus. Deus pode fazer desse casal que hoje está sofrendo com pecados dentro do lar, grandes conselheiros de outros casais.
___________________________
CONCLUSÃO
- “de quem tem a responsabilidade”, os pais devem entender que a responsabilidade de disciplinar, utilizando o método adequado, é deles e não devem repassá-lo para a creche, escola ou igreja.
- “muito empenho”, os pais precisam desenvolver a capacidade se esforçar, em empenho constante para conduzir a tarefa árdua de ensinar.
- Professor sugiro que para você ensinar essa lição, leia antes o questionário e na hora de ensinar dê uma ênfase nas respostas das perguntas.

Boa aula!


Marcos André – professor
-->

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.