INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 8 - Revista da CPAD


AULA EM 25 DE AGOSTO DE 2013 - LIÇÃO 8
(Revista: CPAD)

Tema: “A SUPLEMA ASPIRAÇÃO DO CRENTE”
  
Texto Áureo: Fp 3.14  
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), procure ensinar qual o verdadeiro objetivo da vida do crente, se dedique a mostra qual deve ser o foco do crente.
- “excelência do conhecimento”, seria conhecer Jesus integralmente, ou ter o conhecimento perfeito Dele.
- “exige labor” labor significa trabalho.
- “disposição para servir”, significa que para se alcançar os objetivos na obra de Deus é necessário ter força de vontade para servir, para trabalhar na obra do Senhor.
- “imitá-lo”, Paulo considerava o seu padrão de trabalho um bom referencial, ainda que ele se achasse pecador.
__________________________________________
1. “Prossigo para o alvo”.
- “maratona”, corrida de 42 quilômetros, que já era conhecida no tempo dos apóstolos.
- “os embaraços dessa vida”, se refere aos compromissos mundanos e seus entretenimentos.
- “mantendo o foco”, concentrando em um ponto apenas e deixando resto da imagem embaçada. Assim aquele tem o foco em Jesus não deve se concentrar em coisas supérfluas.
- “podendo até abandonar a fé”, aquele que não se concentra em Jesus, não ouve as suas palavras e se não ouve as Suas palavras, então não encontrará forças para continuar na fé. Esse é exatamente o ponto onde Satanás vai investir, ele vai tentar nos distrair com os entretenimentos do mundo para que não desenvolvamos nossa fé.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1, no início do tópico.

2. O sentimento de incompletude de Paulo.
- “coisas que estavam diante”, aquela prisão foi a primeira em Roma e era domiciliar. Paulo por revelação devia estar sabendo que ainda seria solto. De fato Paulo foi solto depois e pôde sair de Roma e só foi preso mais tarde, onde foi encerrado no calabouço.
- “olhar para frente”, a analogia da corrida é perfeita ainda hoje, pois muitos crentes ficam remoendo coisas do passado e com isso deixam de avançar, na verdade ainda são meninos que se distraem com qualquer coisa.

3. O engano da presunção espiritual.
- “ter alcançado a perfeição”, Paulo sempre deixou bem claro que ainda tinha problemas com o pecado Romanos 7.23. A perfeição para o servo de Deus só será alcançada no dia do arrebatamento, se quiser apresente esse texto aos alunos: “E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.
Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.”
1 Coríntios 15:50-54  Nessa passagem está anunciada o dia em que seremos perfeitos diante de Deus.
- “o prêmio está no final da jornada”, mais uma comparação excelente, muitos crentes alcançam certas vitórias e se acomodam deixando de se dedicar a outras coisas importantes na carreira da fé.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 2, no início do subtópico.
_________________________________________________
2. A MATURIDADE ESPIRITUAL DOS FILIPENSES

1. Somos perfeitos?
- “maturidade espiritual”, estado daquele que está maduro nas coisas espirituais.
- “já alcançamos tal “perfeição””, a perfeição que Paulo menciona aqui não se refere ao estado final do crente, mas sentimento cristão. Em Filipenses 3.15, Paulo quer dizer que aqueles que estão correndo como ele, focado em Cristo sem se embaraçar com nada mais, estes alcançaram a perfeição do sentimento cristão.
- O crente que alcançou essa visão está maduro espiritualmente. Veja a comparação entre o crente maduro e o crente menino:
- Um crente menino fica furioso ao saber que foi ofendido por irmão fulano ou cicrano, mas o crente maduro ri de tudo isso e somente ora pela vida dos tais irmãos. Na verdade o crente maduro nem ouve esse tipo de conversa, de que alguém falou algo sobre ele.

- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 3, no início e meio do subtópico.

2. O Cristão deve andar conforme a maturidade alcançada.
- “a mesma regra”, o importante é saber a que regra Paulo se refere, para isso é preciso analisar o contexto, que nesse caso está no próprio versículo, veja o verso 16:
“Mas, naquilo que já chegamos, andemos segundo a mesma regra e sintamos o mesmo”. O termo sublinhado se refere ao que já foi alcançado de conhecimento e maturidade.  
- “não basta “corrermos””, pode ser entendido que, assim como o atleta, não basta somente correr no dia da competição, é preciso manter uma vida disciplinada nas atitudes e hábitos.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4, no meio do subtópico.

3. Exemplo a ser imitado.
- “que o imitassem”, muitos irmãos interpretam essa passagem como imitar todo o proceder de Paulo, mas pelo contexto do que Paulo vem falando no capítulo 3 entendemos que ele se refere à forma de conduzir a obra de Deus.
- “caráter ilibado”, ilibado significa puro, imaculado.
- Aqui cabe a seguinte pergunta: Como obreiro você se considera um exemplo a ser seguido? Deixe os alunos pensarem um pouco. E comente que, se na igreja não houver mais exemplos a serem seguidos, então corremos o risco de ter um evangelho apenas teórico e não transformador.
_________________________________________
3. A ASPIRAÇÃO CRISTÃ HOJE

1. A atualidade do desejo paulino.
- “demais obstáculos”, problemas da época eram a perseguição pelos gregos idólatras, perseguição dos romanos, perseguição dos judeus não convertidos, críticas dos judeus convertidos, ensinamentos heréticos dos guinósticos e diversos outros. Todas essas dificuldades estão presentes hoje de forma velada ou com outros nomes ou até mesmo explícitos. O menor problema dos cristãos naquela época era a tentação satânica pela sensualidade, lascívia ou avareza e atualmente é o maior de todos.

2. O cristão deve almejar a maturidade espiritual.
- “alcançar a perfeição”, essa é a suprema aspiração do crente, chegar à glória e estar com Jesus, mas existem muitos embaraços que Satanás lançará para desviar a atenção dos servos de Deus, distraindo e tirando ele do foco.

3. Rejeitando a fantasia da falsa vida cristã.
- “mesmas angústias”, se refere às aflições da solidão, da perseguição e do cuidado das igrejas. Quem sofre aflições semelhantes a essas de Paulo, então está no caminho certo.
- “podemos ter certeza”, a certeza de que alcançaremos essas bênçãos nos dão forças para continuar a caminhada nessa terra. Essa certeza se chama fé.

________________________________________
CONCLUSÃO
- Esses aspectos do ministério de Paulo é o que devemos imitar dele diariamente, porque se aguardarmos a Jesus Cristo do modo como Paulo aguardava, então faremos a obra com o mesmo entusiasmo de Paulo.
- Prepare o esboço, faça as  perguntas e o resumo.

Marcos André – Superintendente e professor

Boa Aula!



-->

Um comentário:

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.