sexta-feira, 9 de agosto de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 6 - Revista da CPAD


AULA EM 11 DE AGOSTO DE 2013 - LIÇÃO 6
(Revista: CPAD)

Tema: “A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR”
  
Texto Áureo: Fp 2.19 (ARA) – Versão: Almeida Revista e Atualizada
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), essa aula fala de ser um obreiro fiel, recomendo que você destaque os ensinamentos sobre as qualidades dos obreiros fieis, que estão ao longo da lição.
- “com a unidade”, que todos tivessem o mesmo propósito e falassem a mesma língua, caminhando na mesma direção.
- “comunhão”, unidos em um ambiente santo, como uma verdadeira família cristã, sem divisões, cuidando uns dos outros.
- “obreiros fiéis”, todo líder deve preparar obreiros para essa finalidade, pois nem sempre eles poderão estar presentes. Líder que não agrega obreiros ao seu lado tem seu ministério encurtado, com um alcance reduzido.
- Jesus demonstrou isso, da multidão Ele tirou setenta, dos setenta Ele andava com doze, dos doze estava mais próximo de três e dos três, somente um reclinava a cabeça no seu peito. INTERESSANTE ISSO.
__________________________________________
1. A PREOCUPAÇÃO DE PAULO COM A IGREJA
           
1. Paulo um líder comprometido com o pastorado.
- “ficasse exposta aos lobos”, esse é o tipo de preocupação de um obreiro fiel. Paulo era acima de tudo um obreiro de Cristo. O obreiro fiel não se preocupa somente com o que é seu, mas está temendo pela obra de Jesus.
- “lobos devoradores”, se refere àqueles que se apresentam como obreiros interessados na fé, mas estão interessados na verdade em se aparecer, em se promoverem e em conseguir recursos financeiros.
- “segurança espiritual”, a preocupação aqui não era contra a perseguição, nem contra qualquer obra de bruxaria, mas sim contra os enganadores, os hereges, ou seja, aqueles que lançam falsas doutrinas e afastam o povo da verdadeira fé.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1

2. Paulo, o mentor de novos obreiros.
- “dois obreiros especiais”, professor ensine que ninguém deve trabalhar sozinho, na maioria dos casos da Bíblia, os obreiros são enviados de dois em dois.
- “um obreiro da própria igreja”, todo ministério que for levantado para o serviço de Deus deve ser valorizado alguém da própria comunidade.
- “avareza”, desejo exagerado pelo dinheiro, amor ao dinheiro. O avarento se preocupa com o possuir apenas e não com o usufruir o que se tem.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 2
- Obreiros, sejam de qualquer função, não podem ser centralizadores e sim descentralizadores. Devem buscar sempre alguém que possa substituí-los. Dessa forma a obra de Deus não irá sofrer.

3. Paulo, um líder que amava a igreja.
- “relação comercial”, é a relação que visa comercializar algo, no caso de alguns irmãos ministros e cantores, existem verdadeiros laços comerciais. Cobram caro para ministrar ou cantar e fazem do culto um verdadeiro show.
- “gerados na fé”, Paulo considerava os irmãos onde ele levou a obra missionária como filhos na fé.
- “admoestações”, são censuras ao comportamento errado, fora do padrão requerido.
- “exortações”, exortar significa animar, chamar a atenção para que se faça algo.
- “deprecações”, rogos feitos com insistência ao Senhor pela vida dos filipenses.
- “precisamos de obreiros que amem”, precisamos de obreiros que trabalhem não pelo retorno material ou reconhecimento que possam adquirir, mas trabalhem pela casa de Deus e pela família de Cristo.

2. O ENVIO DE TIMÓTEO A FILIPOS

1. Paulo dá testemunho por Timóteo.
- “fortalecer a liderança”, a liderança estava fraca por na haver em Filipos alguém com pulso e conhecimento para assumir o ministério, combater os falsos obreiros e os hereges. Timóteo tinha o conhecimento 2 Timóteo 3.15 e o pulso necessário e era de total confiança do apóstolo.
- “seria íntegra”, quer dizer, completa, perfeita e sem mistura, Timóteo era o obreiro de confiança de Paulo. A igreja precisa urgentemente de mais obreiros assim. Comente com os alunos que o Senhor está procurando obreiros desse nível e diga que dali da sua classe Deus pode levantar os obreiros.
- “Paulo estava seguro”, Paulo passaria a dormir mais tranquilo, pois quando existem obreiros fiéis trabalhando os pastores ficam mais tranquilos. Existem muitas igrejas onde os pastores estão desesperados, com problemas até pra dormir, por faltar obreiros fiéis.
- “abnegadamente”, com renúncia de seus interesses, com dedicação.

2. O modelo paulino de liderança.
- “dedicação”, é o empenho na obra de Deus não se detendo em assuntos diversos.
- “disposição”, a melhor característica de um obreiro é o trabalho. Jesus foi o grande exemplo de serviço do povo de Deus. Ele nos ensinou que o trabalho é o fator de crescimento na obra de Deus, tanto que a Bíblia constantemente compara a vida espiritual a serviço e a obra.
- “servir à Igreja”, servir à Igreja é servir ao corpo de Cristo, ajudando as vidas, aconselhando-as, visitando-as, ensinando a seguir a Jesus.

3. As qualidades de Timóteo.
- “aprendeu muito com Paulo”, um obreiro fiel deve buscar aprender com seus líderes como Josué aprendeu com Moisés. Para que isso ocorra o obreiro deve andar com seus líderes, servindo como eles serviam, não com inveja e nem com disputa.
- “devidamente preparado”, o obreiro fiel jamais pode estar despreparado, sempre. Sempre deve estar em condições de dar uma palavra ou de fazer uma oração.
- “desenvolver uma empatia”, você pode perguntar à classe: o que é empatia?  É se colocar no lugar dos outros para entender seus problemas. Na prático é a pessoa perguntar pra si mesmo: e se fosse comigo? O que eu faria?
- “marco referencial”, é ser visto como um parâmetro de comportamento, um padrão a ser seguido. Quando Deus escolhe um obreiro para exaltar geralmente a igreja já o reconheceu.
_________________________________________
3. EPAFRODITO, UM OBREIRO DEDICADO

1. Epafrodito, um mensageiro de confiança.
- “obreiro local”, era um obreiro residente de Filipos, se mostrou ser de confiança e responsabilidade. Epafrodito tinha uma vantagem por ser obreiro criado naquela cidade.
- “caráter ilibado”, ilibado significa puro, sem mácula. O obreiro de caráter ilibado não traz mistura com manias e atitudes do mundo.
- “ajudar o apóstolo”, Epafrodito era um colaborador do ministério, fazendo a ponte entre o apóstolo a igreja de Filipos. Ele não era fofoqueiro, mas era colaborador.
- “uma ajuda financeira”, Epafrodito fez também esse trabalho social para com o apóstolo. Alguns obreiros pesam que ser obreiro é a oportunidade de pregar ou de se diferenciar dos demais, mas não se dispõem em ajudar, não se movimentam, não trabalham n a obra. Existem obreiros que possuem carro, mas não se apresentam para dar nenhuma carona.
- “prisão domiciliar”, Paulo foi preso duas vezes, na primeira vez era uma prisão domiciliar, de onde ele escreveu algumas cartas, depois foi Souto e preso novamente. A outra prisão foi sob as ordens de Nero, nessa ele estava preso num calabouço de onde escreveu as cartas para Tito e Timóteo.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4

2. Epafrodito, um verdadeiro missionário.
- “nas adjacências da cidade”, nos arredores da cidade. Ele era um tipo de missionário que fortalecia a obra mais próxima da sede. Note que no interior das cidades brasileiras há carência de obreiros capacitados.
- “fazia parte de seu galardão”, para os obreiros daquele período sofrer por Jesus era algo honroso. Eles não viam o sofrimento e a morte como um grande mal.

3. Paulo envia Epafrodito.
- “pois Epafrodito adoecera”, naquela época, devido à falta de recursos médicos, quando alguém adoecia de algo grave, a morte era quase certa.
- “e emocionais”, para se cuidar das questões de uma congregação é preciso, além da fidelidade, ser forte emocionalmente. Por isso poucas mulheres estão em condições de assumir uma igreja como pastora.
- “maturidade”, condição de quem está maduro, pronto para a obra.
- “fidelidade”, qualidade daquele que é fiel, que faz o certo mesmo quando ninguém está olhando.
________________________________________
CONCLUSÃO
- “pertence a Cristo”, o obreiro que não é fiel acredita que a igreja deve servi-lo, como se a igreja fosse dele.
- “voluntariamente”, qualidade de uma ação que não se obrigou, nem se pagou, foi feito de forma voluntária. Essa é mais uma qualidade do obreiro fiel, não trabalha pelo dinheiro, na espera a insistência e nem o faz por obrigação.
- Pergunte se na sua classe tem alguém assim. Comente que o Senhor está procurando futuros obreiros.
- Comente que os grandes obreiros da atualidade surgiram na EBD.
- Faça seu resumo.

Marcos André – Superintendente e professor

Boa Aula!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.