INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 13 - Revista da Editora Betel


AULA EM 29 DE SETEMBRO DE 2013 – LIÇÃO 13
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “Culto doméstico: como realizar com sucesso”
  
Texto Áureo: Deuteronômio 6.6,7
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição ensine como cultuar, sugiro que você busque praticar nesses dias para adquirir alguma experiência.
- “implantado no dia seguinte”, pergunte a turma se alguém realizou o culto em casa ou se já fazia antes. Pergunte também, qual é a maior dificuldade em fazê-lo?
- “aos filhos crescidos”, em uma casa onde os filhos já estão grandes é bem mais difícil, como principal recomendação, você pode orientar que nunca se deve obrigar os filhos crescidos a cultuarem, para evitar criar barreiras.
_______________________________________
            1. Fatores importantes para o sucesso do culto doméstico

1.1. A escolha da hora
- “a prioridade é para a Escola Dominical”, poucas igrejas hoje mantém essa disciplina, existem muitas outras prioridades sendo colocadas acima da Escola Dominical.
- “os primeiros da manhã”, isso ocorre porque o cérebro durante o período da noite permanece em plena atividade, prova disso é a ocorrência de sonhos.
- “mantido por tempo suficiente”, se o culto for feito durante um mês e não tiver no mês seguinte ou por uma semana e na outra parar, então se tornará hábito. É preciso que ele se torne parte da cultura familiar, como um costume ou uma tradição.
- É bom notar que nesta lição está se considerando o culto como uma atividade diária, se você concordar pode comentar que não há necessidade de se fazê-lo todo dia, mas a família pode escolher uns dois dias na semana para realizar esse trabalho.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1, no início do tópico.

1.2. A escolha do lugar
- “confortável, iluminado e ventilado”, o culto não pode ser interrompido ou atrapalhado por fatores alheios. Com o tempo a família deve ir se disciplinando quanto ao uso do telefone, pois convém que no horário do culto os telefones sejam desligados.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 2, no início do tópico.

1.3. A duração do culto
- “monótona”, significa “da mesma forma”, sem variação podendo provocar sensação de tédio.
- “participação das crianças”, as crianças conseguem de modo simples, animar qualquer reunião.
- “disponibilidade de cada um”, se esse fator for levado em conta, então todos poderão participar, pois o que desanima de participar do culto é ficar de fora dele.
-“ser tão longo que desestimule”, para os pais pode ser fácil passar quarenta a uma hora de culto em casa, mas para uma criança ou pré-adolescente pode ser muito longo.
__________________________________
2. O que deve ser evitado no culto doméstico
- “miniatura do culto”, quer dizer que não deve seguir a mesma liturgia em um menor tempo, ele deve ser único e original.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 3, em cada título dos tópicos.

2.1. Evite formalidades
- “que falam com o “papai””, o culto doméstico deve aproximar os filhos e a família de Deus.
- “pequenos podem rir”, os pais devem tornar a hora do culto doméstico em um momento agradável para todos. Com descontração e alegria.
- “onde não há sermões”, não ter sermão não quer dizer que não tem Palavra, mas a Palavra será passada de forma simples em forma de ensinamento.
- “começar na sala e terminar na cozinha”, isso expressa uma atitude de total divertimento.

2.2. Evite transformar a oração em alfinetes e em sermões rebuscados
- “recebem alfinetadas”, são as orações dos pais que citam o comportamento dos filhos. Às vezes os pais orando em voz alta falam “Senhor muda meu filho Fulano, tira essa amizade com Sicrano, pois está levando ele para o mau caminho.” Isso é uma alfinetada.
- “repreendê-los de forma indireta.”, professor(a) comente com os alunos que no bom português isso se chama “jogar uma piadinha” “lançar uma indireta”, ou seja isso é coisa de criança.
- “não como queixas contra eles”, não se ora em forma de queixa, pois somos todos falhos. Até pra orar em particular temos que orar convenientemente, pois uma oração arrogante o Senhor não atenderá.
- “como se estivessem a dar uma aula de Teologia”, talvez você já tenha presenciado isso acontecer, chega a ser engraçado, alguns até citam as referência bíblicas falando o capitulo e versículos, como se Deus não soubesse onde está. PROFESSOR, SE VOCÊ SE ENQUADRA NESSA SITUAÇÃO, DISFARSE E MUDE SUA FORMA DE ORAR.

2.3. Não use o culto e seus elementos como punição, castigo ou penalidade
- “associados a castigos e penalidades”, se o culto for usado como punição para os filhos, então será assim que eles verão esse culto, como um castigo.
- modo correto”, como acréscimo convém dizer que para os filhos deve ser mostrado que embora haja perdão, sempre haverá as consequências, e então dê o castigo em forma consequência. Esse castigo pode ser a retirada do celular por um período, a limpeza de um banheiro, etc.
- “Também não se deve aumentar o tempo do culto ou acrescentar”, a tentativa de se corrigir um filho pode afetar os outros, ao modificar o horário do culto pode torná-lo desinteressante aos outros.
____________________________________
3. A dinâmica do Culto Doméstico
- “dinamismo”, se refere à produção de energia pelo movimento de forças. Dinamismo fala de ação.

3.1. Criatividade e flexibilidade
- “Criatividade”, é a capacidade de inovar, de melhorar.
- “flexibilidade”, é a capacidade de modificar, de mudar a forma como é feito.
- “problemas relacionais”, esses problemas devem ser tratados com cuidado para não se tornarem em discussões e prejudicarem o objetivo do culto.
- “o tema seja o mesmo”, essa é uma forma de tornar as mensagens agradáveis e entendíveis. Se começou a semana falando de fé, então é interessante seguir falando sobre isso até o fim de semana.

3.2. Envolvimento e participação
- “Envolva todos os membros”, é fazer com que o culto tenha relação com a vida de todos eles, orando por eles, concedendo oportunidade para eles.
- “para estimular a curiosidade”, esses temas mais polêmicos podem ser também atuais como assuntos sobre homossexualidade, eutanásia, etc.
- Se algum filho tiver vergonha de orar ou cantar, ele não deve ser forçado ou constrangido.  
- “voltem naturalmente para Ele”, sem forçar, com o tempo o culto doméstico será parte da vida dos membros da família.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4, no início do tópico.

3.3. Praticidade
- “aplicáveis à vida diária”, se houver exemplos, tais como histórias ilustrativas é excelente apara mostrar a praticidade dos ensinamentos.
- “para os quais se deve apontar”, todo ensinamento no culto deve ser da Bíblia, e sempre que possível de se usar as ilustrações da Palavra.
- promover mudança de vida”, nos cultos domésticos deve ser cultivado o estímulo à mudança de hábitos e melhoria de conduta.
- “aplicações práticas para a vida”, todo ensinamento só serve para alguma coisa se for colocado em prática. Atualmente existem muitos crentes na teoria, mas não são na prática.
___________________________
CONCLUSÃO
- “da forma como será executado”, não precisa ser muito elaborado nem ter muita pompa ou requinte, mas deve ser simples, pois na simplicidade de cada culto o Senhor fará uma grande obra na família.
- “comprometimento dos seus integrantes”, estar comprometido é estar investindo nele, gastando tempo e recursos nele.
- Uma outra orientação é para que o casal evitem brigas ou se houver discussões, que faça isso fora da presença dos filhos, pois em um lar com brigas dificilmente se adorará ao Senhor.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 5, resposta pessoal.
- Elabore perguntas para fazer durante a aula.

Boa aula!


Marcos André – professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.