INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 5 de outubro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 da Revista da Central Gospel



AULA EM___DE______DE 2013 - LIÇÃO 1
(Revista: Central Gospel)

Tema: JOÃO BATISTA, O PRECURSOR DO NAZARENO
  
Texto Áureo:  João 1.29
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição ensine as características da mensagem e da vida de João Batista, passe isso para a classe como um exemplo a ser seguido. 
- “João Marcos”, autor do evangelho de Marcos.
- “introduzir o ministério”, João deveria preparar o terreno para o Messias começar Seu ministério. O povo estava a muito tempo sem profeta de Deus (400 anos) e muitos já não esperavam o prometido de Deus e João de certa forma fez um rebuliço em Israel ao pregar aos gritos no deserto que todos deveria se arrepender e se batizarem. João conseguiu a atenção da liderança em Israel quando começou a se colocar publicamente contra o casamento de Herodes com Herodias.
__________________________________________
1. AS ORIGENS DE JOÃO BATISTA
- “somente Lucas cita os nomes”, essa característica do evangelho de Lucas se deve pelo fato de Lucas ter ido fazer uma pesquisa de campo, colhendo informações de fontes seguras sobre os fatos que eram do conhecimento da igreja. Lucas pode comprovar a veracidade dos fatos e descobrir muitos outros.

1.1. Uma concepção improvável
- Acrescente para a classe a continuação da história, pois a gravidez era tão improvável que Zacarias duvidou, e então...(continue para os alunos).
- Professor(a), recomendo que você leia o primeiro de Lucas para se inteirar da história de João Batista, a fim de evitar ser surpreendido por alguma pergunta capciosa.

1.2. Propósitos e consequências
- ...

1.3. Informações adicionais
- As informações adicionais do evangelho de Lucas foi possível pelo trabalho de pesquisa que comentamos anteriormente.
_______________________________________
2. OS HÁBITOS E PERSONALIDADE DE JOÃO BATISTA
- “personagem icônico”, icônico é o termo que significa imagem de escultura de alguém, deu origem à palavra ícone que é uma figura representativa de algo. Quer dizer que João era uma figura que representava um ideal ou uma ideologia.

2.1. Hábitos comuns
- “evangelhos sinóticos”, são os evangelhos que tem semelhanças entre si, Mateus, Marcos e Lucas.
- “vida austera”, austero significa “severo”, “rígido”, assim era João Batista, notamos isso pela pouca tolerância que ele tinha diante do pecado e da hipocrisia. Lucas 3.7

2.2. Traços de personalidade
- Vale a pena comentar que João Batista não fez nenhum milagre conhecido, mas arrastava uma multidão para o deserto para ser batizada por ele. João é um tipo perfeito de servo de Deus, veja: denunciava o pecado, batizava, era humilde e anuncia a vinda de Jesus. É exatamente isso que os servos de Jesus devem fazer hoje.
_______________________________________
3. O MINISTÉRIO DE JOÃO BATISTA
- Uma interessante característica do ministério de João Batista era a humildade, ele é o autor da famosa frase: “É necessário que Ele cresça e eu diminua!” João 3.30.

3.1. O pregador de arrependimento
- “o advento do Messias”, o que atraía o povo para o deserto era a mensagem de esperança, pois os fariseus letrados só pregavam de conhecimento, mas João na sua simplicidade convidava o povo a se preparar para receber o Mestre. Convide os pregadores que por ventura estiverem assistindo a aula a pregarem a vinda do Messias.

3.2. As marcas ministeriais
- Vale a pena acrescentar que Jesus classificou João como o maior já nascido de mulher Mateus 11.11.

3.3. O batismo de João
- “batismo de João”, a principal característica do batismo de João é que ele era para remissão de pecados. No Antigo Testamento ele era praticado na consagração dos Levitas, mas João deu a ele o caráter de remissão de pecados.

4. GRANDES MOMENTOS NA VIDA DE JOÃO

4.1. João batiza Jesus
- “arauto”, na antiguidade o arauto era uma pessoa enviada na frente do rei para verificar o caminho onde a comitiva real ia passar, e anunciar nas cidades onde o rei iria atravessar, para que ele fosse recebido com as devidas honras.
- Imagine a cena, João vendo ali bem diante de seus olhos, o Salvador do mundo, aquele que João anunciou a chegada em todo seu ministério de batismo. Pergunte aos alunos, o que eles fariam?

4.2. João perde seus seguidores
- “discípulos do próprio João”, aqueles discípulos passaram todo o tempo ouvindo João falar de quem era Jesus Cristo, que eles tomaram a decisão mais razoável no momento.

4.3. João deseja confirmar a natureza do Messias
- João teve dúvidas como qualquer pessoa pode ter, mas foi orientado por Jesus verificar tudo o que estava ocorrendo em redor e pelas obras que Cristo fazia.

4.4. João tem sua morte decretada
-...
____________________________________
5. JOÃO BATISTA E JESUS
- “contemporâneos”, que são da mesma época.
____________________________________
CONCLUSÃO
- “maravilhosa superioridade”, não se pode nem pensar em comparar Jesus e João Batista. Seria colocar os dois em pé de igualdade.
- João era falível e Jesus É INCOMPARÁVEL.
- Faça o encerramento apresentando o resumo e anuncia a próxima aula.

Boa aula!


Marcos André – professor                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.