INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da Editora Betel


AULA EM 13 DE OUTUBRO DE 2013 – LIÇÃO 2
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “Davi é ungido rei de Israel”
  
Texto Áureo: Salmos 89.20
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição foque na questão das lutas em um ungido do Senhor tem que passar, pois esse é objeto central desse estudo.
- “eram ungidos com óleo”, isso era feito em cerimonial, com a presença de várias testemunhas, era uma unção literal menos no caso de Davi, pois ele teve de ser ungido em segredo.
- “diretamente dada por Deus”, essa unção dada diretamente por Deus não era visível para o povo, não havia um cerimonial, portanto era uma unção espiritual, dessa forma o profeta só era reconhecido como profeta pelas obras de profeta observadas nele com o passar do tempo.
- “literal e espiritual”, quer dizer que na vida de Davi ocorreram os dois tipos de unção: a literal quando ele foi aclamado rei em todo Israel 1 Crônicas 12.38 e a espiritual quando o Espírito de Deus se apoderou dele. 1 Samuel 16.13
_______________________________________
            1. A unção de Davi
- “mais circunstâncias”, as circunstâncias são situações que o Senhor permite que seus ungidos passem para que eles aprendam coisas que não se aprende na sala de aula, somente na prática.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1, no inicio do tópico.

1.1. A importância da maturidade
- “necessidade nacional e eterna”, nacional se referindo ao reino de Israel e eterna se referindo a linhagem que traria o Messias à Terra.
- “Flávio Josefo, o historiador”, autor do best seller “História dos Hebreus”,
viveu na época dos apóstolos, é tido como um traidor do povo judeu, por ter se aliado à Roma se tornando um cidadão romano num período de guerra.
- “uma voz sussurrou em seu ouvido”, essa afirmação do livro de Josefo não faz parte da Palavra de Deus, pode ter sido tirado das tradições judaicas ou ser um acréscimo de algum escriba.
- “necessitava tornar-se maduro”, na obra de Deus precisamos de crescimento espiritual, aí está a explicação de muitas provas que os crentes passam. Aparentemente nossas provações são sem explicação, mas depois entendemos que ao final da provação estamos mais íntimos de Deus e com mais experiências na bagagem.
- a evidência do chamado”, evidência é aquilo que está claro aos olhos, que pode ser visto, essa evidência ocorre quando toda a igreja percebe nossa chamada, mas ainda estamos no aprendizado. Colocar alguém na posição antes do tempo pode até acabar com um ministério.

1.2. Samuel ungiu a Davi
- “o Senhor tinha planos diferentes”, às vezes acontece isso conosco, pois ficamos insistindo em algo perdido enquanto o Senhor já tem preparado algo melhor para a nós.
- “se apoderou dele, saiu de Saul”, lembre que naquela época o Espírito Santo não estava derramado no mundo, mas Ele era dado em porção para obras específicas, hoje Ele é derramado para habitar no servo de Deus.
- “etapas novas em nosso ministério”, nesse tópico aprendemos que o Senhor não se molda ao método humano, mas Ele tem seus métodos, que muitas vezes não compreendemos.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 2, no meio do tópico.
1.3. As peregrinações e perseverança de Davi
- “para depois chegar à promoção”, depois da aflição veio a exaltação, para que a exaltação chegue na vida de alguém, primeiro vem a provação. Exaltar um crente que já está na bonança, pode deixá-lo acomodado, relaxado e preguiçoso e assim haverá pouco crescimento espiritual.
- Professor(a), é interessante conhecer a história de Davi para falar com mais convicção diante da classe e não ser pego por perguntas capciosas.
- “suscitando a inveja”, talvez a palavra mais adequada seja “ciúme”, para definir o que Saul sentiu.
- “noutro dia, na caverna;”, se refere à caverna de Adulão, onde Davi se refugiou e reuniu seu pequeno exército.
- Nesse tópico notamos que o Senhor permitiu anos de provações na vida de Davi, para depois colocar no trono um homem experiente e maduro.
__________________________________
2. Davi perseguido como vilão
- “jamais agradaremos a todas as pessoas”, isso porque somos justos e queremos fazer o que é certo.
- “Se não fosse plano de Deus”, quer dizer que Deus estava agindo para que as coisas ocorressem de acordo com o Seus planos. Dessa forma Deus permitiu que o ciúme e a inveja se instalassem no coração de Saul.

2.1. As etapas de um vocacionado
- “Acreditamos que: ou Deus queria”, na verdade creio que Deus tivesse os dois propósitos.
- “as etapas de sua vida”, existem etapas em nossa trajetória até a exaltação de Deus que precisamos cumprir, com alguns acontece rápido e com outros demora um pouco mais, mas todos passam em um processo para estarem prontos para a obra.

2.2. Invejado por causa do chamado
- “que nos capacita a realizar”, está se referindo à unção espiritual. Muitos invejam o servo de Deus que possui unção porque eles mesmos não tem.
- “chamaram de endemoninhado”, os que chamaram Jesus de endemoninhado eram religiosos (fariseus) e também os que perseguem aqueles que possuem unção, são crentes que de tanto estarem sem a presença de Deus se tornaram religiosos.
- “deveriam unir-se às erguidas”, se acontecesse isso, o Reino de Deus seria muito beneficiado, mas para que isso acontecesse alguém teria de ceder.

2.3. A fuga de Davi
- “Para não ser morto”, Gate era a terra dos Filisteus e era o local onde vivera o gigante Golias, Davi era famoso ali por ter matado o gigante e os filisteus eram inimigos dos judeus, por isso tão logo ele fosse descoberto, o rei o mataria.
- “Davi finge estar louco”, aplicando para a nossa vida: às vezes precisamos parecer loucos para o mundo para não perder nossa vida espiritual. O que praticamos é loucura para o mundo, por isso se tentarmos parecer normais teremos que deixar de fazer o que fazemos para fazer o que o mundo faz. Prefiro ser louco.
____________________________________
3. Davi é ungido rei de Israel
- “Davi lamentou”, após a morte do rei Davi não saiu desesperado correndo para ser coroado, mas ele deixou as coisas acontecerem. Não precisamos correr como desesperados atrás da exaltação do Senhor, deixemos que no tempo do Senhor ela virá.

3.1. Davi buscou a orientação de Deus
- “em práticas questionáveis”, se refere a uns que se dizem profetas e que profetizam coisas mirabolantes nos montes da vida. Davi procurava um sacerdote conhecido e muitos irmãos saem acreditando em todos que se dizem profetas.
- “lares destruídos”, existem histórias de profecias até de casamento para pessoas que já estão casadas. Outros profetas chegam a dizer que viram uma “pomba-gira”, na vida da irmã, isso com o marido presente no culto.
- “contrariar as Escrituras”, uma forma de analisar a profecia é examiná-la dentro da Palavra, vendo se ela não está em desacordo com o que Deus disse na Bíblia. Já houve casos do irmão está profetizando e dizer que Deus odeia o ímpio, mas sabemos que o Senhor ama o ímpio. João 3.16
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4, no início do tópico.

3.2. Primeiro Hebrom, depois Jerusalém
- “deixa marcas indeléveis”, indelével significa: que não pode ser apagado.  – “Esse tempo foi preciso”, Deus estava preparando a benção de Davi para que ele pudesse receber sua vitória no devido tempo. Algumas pessoas almejam coisas que se forem concedidas de imediato, podem prejudicar a obra de Deus em suas vidas.
- “nos lembra de Jesus”, Jesus de fato ainda não reina efetivamente em toda a Terra, mas ficamos com as palavras de Cristo a Pilatos em João 18.36.

3.3. Lições práticas acerca do chamado na vida de Davi
- “unificou a nação”, as tribos de Israel estavam desgarradas sem um governante de pulso. Davi unificou as tribos, colocando-as todas debaixo do mesmo propósito. Esse é um dos motivos pelos quais o Senhor levanta Seus líderes, para que eles promovam a unidade na igreja.
- “despertando o interesse”, quer dizer que ele influenciava pessoas. Assim também devemos ser. Se somente seguirmos a Deus com fidelidade e dedicação, então as pessoas ao nosso redor sentirão interesse em conhecer o Senhor.
- “teve filhos com várias mulheres”, a poligamia era permitida naquela época, mas sabemos que não era prudente, muitos que a praticaram tiveram problema com suas esposas. Existem certas práticas que não são pecados, mas é altamente perigoso fazer.
- “são também tempos perigosos”, são nos momentos de bênção que estamos mais relaxados e mais propensos aos ataques de Satanás.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 5, no meio do tópico.
___________________________
CONCLUSÃO
- “Nós já observamos esse processo”, é por isso que alguns irmãos costumam dizer hoje em dia: “a salvação é gratuita, mas para a unção tem que se pagar um preço”.
- “chegaremos ao destino final”, comente com seus alunos que alguns devem possuir um chamado especial para alguma área na obra de Deus, alguns serão pastores, missionários, conselheiros de casais, escritores, comentaristas, professores, etc. Para esses haverá uma trajetória até o objetivo de Deus.
- Faça o resumo e corrija o questionário.
- A RESPOSTA DA QUESTÃO 3, pode ser extraída de toda a lição.

Boa aula!


Marcos André – professor
-->

Um comentário:

  1. PROFESSOR ESTOU AGUARDANDO O ESBOÇO E SUBSÍDEO DA LIÇÃO 3 BETEL QUE DEUS CONTINUE ABENÇOANDO-O

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.