INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 7 - Revista da Editora Betel


AULA EM 17 DE NOVEMBRO DE 2013 – LIÇÃO 7
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: A sabedoria de Abigail e a justiça de Deus
  
Texto Áureo: Romanos 12.21
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição se concentre nas lições da atitude de Abigail, leia os textos que se referem a ela em 1 Samuel.
- “falar em seu nome com Nabal”, de acordo com o verso 8 de 1 Samuel Davi mandou pedir algo para ele e seus homens, qualquer coisa que se achasse a mão.
- “significava que uma parte do lucro seria dividida entre aqueles que protegiam seu campo”, dá a ideia de que Davi estivesse esperando alguma recompensa por estar protegendo aquela região. Não sabemos se isso é correto afirmar.
- “se omite em recompensá-lo.”, é provável que Davi estivesse mesmo esperando uma recompensa, mas não por estar protegendo a região e sim por ter tratado bem os tosquiadores de Nabal quando eles estiveram em seu poder. 1 Samuel 25.7
_______________________________________
1. Davi, o protetor de Nabal
- “exército de proscritos”, proscrito significa “desterrado, censurado, rejeitado, assim era o exército de Davi, 600 homens desterrados ou rejeitados pelo governo de Saul.
- “contra as várias tribos”, naquele tempo haviam muitos grupos que saqueavam as plantações e as fazendas, e para manter os bens os produtores pagavam seguranças armados de espada para defenderem a propriedade. Dessa forma, ter Davi por perto com seus 600 homens dava segurança.

1.1. Protegendo rebanhos
- “todos os dias que convivemos com eles quando estavam no campo”, nessa passagem os servos de Nabal recorrem à Abigail para alertá-la do grande mal que estava por vir, recomendo que você leia atentamente essas passagens antes da aula.
- “não houvesse nada formalizado que obrigasse”, quer dizer que não existia nenhuma lei escrita falando dessa obrigação, era apenas um costume.

1.2. A grosseria de um homem rico
- “ignorou o trabalho de Davi e seus homens”, uma das piores injustiças é não reconhecer o bem que alguém nos faz, e muitos crentes são desse jeito, são ingratos e usam palavras do tipo: “eu não pedi nada”.
- “com um gesto tão grosseiro”, se refere à resposta que ele dá aos servos de Davi.
- “totalmente aquém”, aquém significa “abaixo” ou “inferior”, assim aquela atitude de Davi era de alguém semelhante a Nabal e não alguém melhor do que ele.
- “Davi esqueceu a unção e deu lugar a ira”, Abigail não salvou somente a Nabal, mas livrou também a Davi do mal e por isso obteve a graça do Senhor.

1.3. Justiça com as próprias mãos
 - “Ele não precisou ouvir duas vezes”, isso demonstra que Davi estava agindo pela ira e não pela sensatez.
- “quatrocentos homens”, aqui demonstra mais uma vez que Davi agiu pelo impulso da vingança, note que ele usa força desproporcional, leva 400 homens para uma missão onde apenas  cinquenta já eram suficiente.
- “um coração segundo Deus, ainda somos falíveis”, assim existem muitos pastores que acham que são super-heróis. Se apresentam sempre como sendo o melhor exemplo de unção espiritual, mas na verdade são tão falhos quanto os outros.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1, implícito em todo esse subtópico.
__________________________________
2. Alimentando a ira de um rei ferido
- “somos tão oscilantes”, oscilante significa “que varia o lugar ou o movimento constantemente, quer dizer que somos mutáveis, às vezes somos gigantes espirituais e outras somos como crianças medrosas.

2.1. Abigail, uma pérola em meio ao deserto
- “A maior fortuna de Nabal não era suas posses, mas Abigail”, belíssima e verdadeira afirmação, Nabal não conseguia ver isso em Abigail e assim também são muitos homens de Deus, tem verdadeiros tesouros ao lado, mas não conseguem ver e também muitas mulheres que não notam as qualidades de seus maridos.
- “mulher que sabia a hora de agir”, nota-se pelo texto de 1 Samuel 25.14, que Abigail era mulher de atitude, pois um dos servos a procurou para que ela agisse, certamente ela tinha costume de agir nos momentos em que o marido se omitia.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 3, expressa no início desse subtópico.
2.2. A atitude de uma mulher Sábia
- “Mas a quem os servos buscam”, Nabal era o chefe, mas a verdadeira atitude de liderança era de Abigail, tanto que um dos servos a procura para a solução do problema.
- “tomou sobre si o peso de sua insensatez”, assumiu a responsabilidade. Essa é a atitude de um verdadeiro líder.
- Hoje muitos maridos e esposas não enxergam as qualidades do conjugue, porque não buscam isso neles. Depois de algum tempo de casado os conjugues só notam os defeitos do outro e isso é extremamente prejudicial ao casamento.

2.3. Para cada Davi, existe uma Abigail
- “cavalgadura dos soldados de Davi, é o estômago deles”, nenhum soldado combate com fome, Abigail foi no ponto certo. Nos tempos antigos as mulheres eram dominadoras na cozinha, mas os movimentos feministas deturparam isso e colocaram essa importante arma da mulher como uma coisa ruim. Atualmente muitas jovens na sabem cozinhar.
- “chamou a Davi de “meu senhor”, aqui ela mostra a habilidade em usar as palavras, o que falta em muitos crentes hoje cumprir o que diz em Pv 15.1.
- “instrumentos que Deus usa”, Deus fala de diversas formas e através de quem Ele quer, aqui Ele falou pela boca de Abigail, mas nos momentos difíceis de nossa vida Deus pode usar alguém para nos fazer lembrar da razão e da sensatez.
____________________________________
3. Lições que devemos aprender
- “teve literalmente um derrame”, o texto da versão Almeida Revista e Corrigida, não deixa isso claro, somente pode ser entendido através das outras versões.

3.1. Davi aprendeu que a vingança pertence a Deus
- “tomar a espada e vingar o insulto”, significa pagar o mal com o mal, isso é o que o mundo faz, os servos de Cristo devem pagar o mal com o bem.
- “Davi compreende”, o segredo é entender o que Deus está fazendo, pois em todas as situações o Senhor está trabalhando.
- “Deus sabe fazer justiça a seus escolhidos”, também devemos aprender que quando o servo de Deus se cala diante da afronta o Senhor toma a frente e age, mas quando fazemos nossa própria justiça o Senhor se cala.

3.2. Aprendendo com Abigail
- “antes de tomar qualquer”, existem situações em que precisamos tomar atitudes rápidas e outras mais demoradas, mas o que não pode ocorrer é tomar atitudes sem pensar e nem deixar de tomar atitude.
- “examinou os dois lados”, examinar a situação de uma zona neutra é a melhor forma de tomar uma decisão coerente para todos, isso é ser sensato.
- “Apenas uma atitude e nada mais”, Deus não se agrada em ver seus servos paralisados ou acomodados, Ele quer ver a Sua Igreja agindo contra o inferno e seus demônios.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4, expressa no meio desse subtópico.

3.3. Davi se casa com Abigail
- “ataque apoplético”, é o AVC (Acidente Vascular Cerebral).
- “representa a vida do pecador casado com insensatez”, a insensatez aqui é Nabal, Deus tirou Nabal da vida de Abigail e Deu Davi para ela, que representa Cristo para nós.
- O nome Nabal significa “sem juízo”, “louco”, “insano”.
___________________________
CONCLUSÃO
- “mal domina as nossas mentes”, professor(a), alerte a classe que todos os crentes estão sujeitos a isso, a um momento de insensatez, mas Deus sempre dá o escape.
- “arriscar a vida por alguém”, Abigail fez tudo aquilo pensando não somente em Nabal, mas em todos de sua casa, assim como o Senhor Jesus que morreu não somente pelos insensatos de sua época, mas por todos em todas as épocas, QUE LINDO!
- Faça o resumo e corrija o questionário.
- Todas minhas dicas de respostas devem ser buscadas na revista.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 5, expresso no meio dessa conclusão.
- A RESPOSTA DA QUESTÃO 2, está no texto bíblico de 1 Samuel 25.25.

Boa aula!


Marcos André – professor

6 comentários:

  1. Uma benção! Deus te abençoe e te enriqueça de grandes sabedorias!!! Abs Davi Monteiro - Ass. de Deus Jd. Olinda - SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor do que ficar estudando até essa hora é saber que pessoas como você estão aqui junto comigo.
      Paz de Deus irmão Davi.

      Excluir
  2. Paz Pastor,
    Adiantando a lição 8 da CPAD, observei alguns pontos que queria compartilhar, a saber:
    no item IV, o autor diz que "o marido da tola pode ser considerado como um homem sofredor e infeliz". Bem, entendi perfeitamente que entre a virtuosa e a tola a revista enriqueceu as vantagens, não tenho dúvida quanto a advertência que Provérbios traz, porém devemos discernir dois fatos - Marido e esposa convertidos e somente um dos conjugues convertidos (ou seja, casaram-se ímpios e após algum tempo do casamento apenas o marido se converteu); No primeiro caso, a mulher crente manifestará frutos do Espírito enquanto a do segundo caso por não ser crente, ou melhor, enquanto não se converter, manifestará obra da carne. O que quero dizer é que existe sim a possibilidade de santificação do marido crente à sua esposa e de a geração de seus filhos servirem a Cristo conforme Paulo fala aos corintos; evidencia-se que no segundo caso, o marido converteu-se a Cristo depois, casou-se em tempo de ignorância e colhe consequências mas se a Bíblia afirma que a alegria vem do Senhor e é fruto do Espírito, e ainda, Jesus disse que a "minha graça de basta", a situação do marido único convertido não pode ser infeliz pois dia a dia ele dá glória a Deus e quem o fortalece é Deus para sorrir, dar graças e se levantar no Senhor.
    Também enxerguei algumas virtudes em mulheres ímpias tais como Pv 31.27 "Olha pelo governo de sua casa, não come o pão da preguiça", veja que parente próximo ímpio apresenta algo semelhante ou até maior. Por Provérbios as virtudes são qualificadas e chamadas de virtuosas às mulheres que assim procedem, mas não é regra: existem crentes de berço que são donas de casa preguiçosas e negligentes. A graça faz nos enxergar o pecado, ou seja, nem toda virtude manifestada em uma mulher casada significa que ela é crente, logicamente que a que serve a Deus manifesta os frutos do Espírito, aí é outra história, não a dúvidas de testemunho. é o que repeti nas lições anteriores, Provérbios adverte o perigo enquanto a Graça, acompanhada de misericórdia, pruma os velhos conselhos (crivo do AT no NT).
    é bom recomendar também que em uma escola pode estar presente maridos crentes cuja esposa não é e deva haver a sensibilidade dos "publicanos crentes de berço" não ficarem se esbanjando de suas decisões do passado matrimonial bem sucedido, devemos sim é encorajá-los nessa empreitada cristã. Mulheres não maduras na fé , neófitas que pro ventura compareçam a ebd neste dia e que sofrem por ainda agirem como tola, devem também serem encorajadas a orar, ler mais a Bíblia e receber apoio para mudança.
    Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau! Agora você foi profundo, quando eu fizer o esboço vou analisar todo esse conteúdo que o amado irmão colocou. Pode deixar que seu trabalho não está sendo em vão no Senhor. rsrs

      Paz.

      Excluir
  3. Paz,
    A despeito da Lição de nº 09, de 01/12/13, embora seja o outro domingo tenho que aqui deixar minha tímida contribuição, a saber:
    Item III - subitem 1.
    diz o autor da revista, "Avida do crente não precisa ser triste". Minha indagação é, poderia o autor ser mais claro quanto a que referência de alegria ele tomou para chegar a essa conclusão? Para mim, "OCIDENTALMENTE", com vogal "O", o autor enquadrou como tristeza o não aproveitamento da vida na terra para o ser humano conforme o mundo e a família ocidental consumista, entretedora.
    Mais uma vez observamos textos de EBD tão somente direcionados como se nas Assembleias tivessem casais cujos cônjuges fossem crentes. Como desfrutaria então da família o marido que é crente e o restante da família não? A dica valeria?
    Item II -subitem 2.
    Dizer que nosso trabalho deve ser um lugar agradável e alegre é o óbvio mas isso é apenas um desejo e não a realidade de muitos evangélicos. Na prática, pega um chefe bravo, ruim mesmo atitudes ímpias, vejamos o que diz o texto em 2 Pedro 2.18-22:
    "Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos senhores, não somente aos bons e humanos, mas também aos maus. Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente.
    Porque, que glória será essa, se, pecando, sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis, isso é agradável a Deus.Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano".
    Observe a permissão do Senhor em seus servos trabalharem em ambientes de trabalho sem condições normais de temperatura e pressão (CNTP), e o objetivo.
    Outra coisa, realmente a vida é rápida mas dizer que com isso devamos aproveitar ao máximo reduzindo a "desfrutar das alegrias domésticas, esposa amada, dos bens que o Senhor proporciona" (Item III) entra o autor em contradição com a conclusão da lição 9. Jesus disse:
    Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna. João 12:25. Estranho...se servimos a Cristo somos passíveis de perder filhos, esposa, amigos, bens, vida agradável, confortável, por conta da Palavra de Deus (obediência). Entendo eu que a passagem deveria ser interpretada como aproveitar ao máximo o pouco tempo de vida para PERDOAR, PEDIR PERDÃO (afinal, ninguém vai para o céu sem essa atitude segundo as cartas de João), PREGAR O EVANGELHO AOS SEUS, NO TRABALHO "NÃO AGRADÁVEL", FALAR PARA NOSSOS FILHOS DA SALVAÇÃO, é para isso, bem diferente de aproveitarmos ao máximo para curtirmos. Não estou aqui querendo dizer que não o façamos mas a finalidade de aproveitarmos o tempo não é essa exposta pelo autor.
    ITEM IV -subitem 1.
    A sociedade mais hedonista no planeta é a nossa! é, a ocidental! O autor coloca que somente o Evangelho de Cristo pode satisfazer plenamente o ser humano, então ele deve saber que esse mesmo Evangelho diz que nossa cidade está nos céus donde esperamos o Cristo, que se sofremos com ele (HOJE), com Ele reinaremos, que embora Jó 7.7 afirme que "nossa vida é como um vento", fala também que reinaremos com Ele por séculos dos séculos.
    O que quero dizer não exprime radicalismo mas um alerta de como a interpretação de Pv e Ec sem o crivo do NT arraigada a nossa cultura secular e maléfica mundana ocidental faz com que "aproveitemos logo o tempo" da forma como o ímpio tenta aproveitar.
    Agora vou dormir, sabe como é, tenho que aproveitar o pouco tempo rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Paz,
    Lição 10 CPAD:
    Item II reverência
    Concordo de que certos hábitos prejudicam o respeito a Deus durante o culto na igreja como o autor quis dizer mas pior que mastigar chiclete e usar celular durante o culto é uma despreocupação em não repor aula de escola dominical perdida para eventos, santa, dia das mães e outros tantos. Ficar em pé ao ler a Palavra de Deus todos o fazem porém quando encontramos um descaso com a Bíblia no sentido de não priorizá-la com estudo, tempo de exposição das mensagens frente as dezenas de louvores, campanhas etc na verdade não tem nada de reverente nisso.
    Item I Obrigações
    adoração verdadeira começa em nosso próprio templo, habitação do Espírito que tá longe de obrigação religiosa. A casa de Deus é primeiramente esta. podemos estar na Igreja física mas honrando com os lábios se a nossa própria casa não estiver habitada...(Jo 14.23)
    Item IV Obrigações
    Hoje tá na moda todo mundo fazer um propósito diante de Deus. Ora, bastando simplesmente obedecer a Palavra difere de realizar propósitos que muitas vezes vão de marcha ré com a Bíblia. Se meu voto não foi nada Bíblico, que fria hein!
    geralmente estes propósitos de manias neopetencostais são barganhadas.
    paz

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.