domingo, 12 de janeiro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 2
(Revista: Central Gospel - nº 37)

Tema: O PROMETIDO DE ISRAEL
  
Texto Áureo: Miqueias 5.2
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição procure ter a linguagem simples para facilitar o entendimento dos alunos.
- “crítico-filosófica”, significa questionando de acordo com a filosofia, não fazendo uso exclusivamente da fé sega, mas fazendo usa crítica coerente.
- “Lúcifer”, significa “aquele que traz a luz”, aparece na Vulgata Latina e se refere à “estrela da manhã”. Não significa “luz e fé” como alguns afirmam e o vocábulo não aparece na versão portuguesa de Almeida.
- “vaticinadas”, significa “profetizadas”.
- “profetas veterotestamentários”, veterotestamentário significa aquilo que é do Antigo Testamento.
_______________________________________________
1. O CRIADOR
- “Arthur Walkington Pink (1886 a 1952) foi um evangelista e teólogo inglês, natural de Nottingham na Inglaterra.
 - “habitava só”, se refere ao período antes de o Senhor ter criado os seres celestiais e todas as coisas.

1.1. A existência deriva-se da essência
- “afirmou que Ele é”, o verbo “ser” é mais abrangente do que o “existir”, o verbo “existir” não sentido se não for expresso em que momento ou desde quando se existe, mas o verbo “ser” não exige esse complemento para ser compreendido.
- “de eternidade a eternidade”, podemos considerar para esse entendimento pelo menos duas eternidades a passada e a futura, o homem e os anjos são eternos a partir do momento em que foram criados. Mas o Senhor já era eterno assim como os números inteiros, veja: (...-3,-2,-1,0,1,2,3...) esses números são infinitos tanto para frente como para trás.
- “Eu Sou”, foi o nome que Deus mandou Moisés dizer aos filhos de Israel caso eles perguntassem quem foi que o havia enviado. Dessa frase surgiu o tetragrama sagrado YHWH desse tetragrama surgiram as formas nominais conhecidas como Iavé, Javé ou Jeová.

1.2. A Gênese do Universo
- “pouco mais do que uma relíquia”, ele seria mais valorizado pelos homens, porém não teria tanto impacto nos corações dos servos de Deus. Devido a sua linguagem mística e os conceitos religiosos que são transmitidos fazem com que os cientistas o rejeitem, mas nós o amamos.
- “uma linguagem universal”, uma linguagem que todos pudessem entender e que atravessasse o tempo e ressaltasse toda a grandeza do Criador.
- “sutil poesia”, é uma leve poesia embutida no texto, elementos como “viu Deus que era bom”, “tornou-se alma vivente” são elementos de poesia que embelezam o texto sagrado.

1.3. O Senhor da terra
- “acima de todos os seres”, a posição elevada do homem em relação aos animais está no fato de ele ter sido dotado de consciência, ter sido criado com alma, e ter sido feito pelas mãos de Deus. Além de ser imagem e semelhança de Deus.
- “coroa da Criação”, a coroação é o fechamento com grande pompa, como a premiação após uma vitória, assim é o homem em relação a Criação, como se tudo que foi criado fora criado para ele.

1.3.1. Criado por Deus
- “do pó da terra”, o corpo do ser humano é composto de elementos mais comuns existentes na terra, isso já foi comprovado cientificamente.

1.3.2. Criado à imagem e semelhança do Altíssimo
- “sem a natureza essencial”, nós adquirimos os elementos do caráter de Deus, como amor, a esperança, alegria, sabedoria, depois o pecado corrompeu essas características.

1.3.3. Criado menor do que os Anjos
- ...

1.3.4. Criado para viver em comunhão com o eterno
- “anela”, deseja ou busca.
- “visitas diárias”, isso dá a ideia de como seria a convivência com Deus caso o homem na tivesse pecado, o Senhor sempre visitaria seus filhos, acompanharia seus afazeres e daria conselhos aos homens.

1.4. O lugar da habitação
- “sustentável”, onde os recursos naturais se renovam naturalmente.
- “única fonte de alimentação”, já havia animais, mas o homem só passou a caçá-los depois da Queda.

1.4.1. O jardim do Éden
- “parte do atual Iraque”, o Iraque é cortado em seus extremos pelos rios Tigres e Eufrates, os mesmos rios que banhavam o jardim do Éden Gn 2.14. Daí surgiu essa suposição.

2. A QUEDA
- “fatores ligados à natureza humana”, esses fatores são a curiosidade, a observação, o desejo, a cumplicidade. Foram os fatores que Satanás usou para tentar Eva.
- “certamente morreria”, Deus não quis dizer que a morte viria de imediato, mas que se eles comessem daquele fruto teriam suas vidas limitadas pela morte.
- “criou raízes”, corrompeu a natureza humana passando de pai para filho.

2.1. A tentação
- “o colocou em xeque”, quer dizer que lançou dúvidas sobre ele. Assim Satanás trabalha até hoje lançando dúvidas sobre o que Deus falou.
- “duvidas sobre a santidade de Deus”, quando Satanás que Deus poderia está escondendo algo, então está afirmando que o senhor seria também enganador.

- “primeiro de todos os pecados”, esse pecado começou com Satanás no céu, quando ele cobiçou uma posição mais alta do que o Altíssimo.

2.2. A desobediência e suas consequências
- “fez promessas”, uma das características do ser humano é a esperança, por isso o nosso Senhor nos faz Suas promessas e Satanás se aproveita para nos transmiti suas promessas falsas a fim de nos desviar das verdadeiras promessas do Pai. Os políticos até hoje se valem dessa característica humana para se elegerem.
- “se abrirão vossos olhos”, é uma verdade dita por Satanás, mas somente para fortalecer a mentira que Ele havia dito “certamente não morrereis”. Às vezes nos são ditas algumas verdades somente para fortalecer ou encobrir a mentira.
_______________________________________
3. O LIBERTADOR
- “subjaz”, está submetido, ou está debaixo.
- “muitas distorções”, essas distorções foram se formando com o tempo e aparecem em diversas culturas, como na mitologia grega por exemplo.

3.1. As duas naturezas do libertador
- “supremo objetivo”, o homem foi criado para louvar a glória de Deus, ao pecar ele não está mais em condições de cumprir isso.
- “tomou forma de homem”, por isso afirmamos que Jesus tinha a totalidade das duas naturezas, Ele era totalmente homem e totalmente Deus. Quando Ele veio a terra ele se despiu de sua glória e de seus atributos divinos como onipresença, onisciência e onipotência, Ele não deixou de ser Deus e quando subiu ao céu Ele não deixou de ser homem, dessa forma ele é Deus e também é homem.

3.1.1. Descendente da mulher
- “descendente de mulher”, dessa forma o libertador seria um homem, o Senhor mostraria para Satanás que é possível ser um homem, viver nesse mundo e vencê-lo. Se Jesus viesse ao mundo por outra forma que não fosse pelo nascimento ele não seria um homem completo.
- “condenado injustamente”, assim como os sacrifícios de animais, pois os animais pagavam por um erro que não cometeram e morriam no lugar de uma pessoa.

3.1.2. Humanamente divino
- “anular a força do pecado”, o pecado aprisiona a pessoa, mas Jesus veio para libertá-lo do pecado.
- “reconciliá-los com Deus”, o homem foi expulso da presença de Deus no Éden, mas o segundo Adão morreu por ele e o reconciliou com seu Criador.

3.2. Vaticínios proféticos
- “índole singular”, talvez sejam profecias sem igual, únicas.
- “sem precedentes”, significa que nunca houve igual.
- “trazendo-lhe paz”, essa paz é a paz com Deus, pois o homem estava em guerra com Deus, mas o Senhor Jesus faz a reconciliação com o Pai.

CONCLUSÃO
- “viver em plena comunhão”, foi a primeira coisa que o homem perdeu ao pecar, ele perdeu a presença de Deus.
- “como uma muralha”, a Bíblia assegura que os nossos pecados nos separam do Senhor Is 59.2.
- “imediatamente após a queda”, o plano da salvação não foi elaborado após a queda, mas ele foi anunciado naquele momento. Gn 3.15
- “por intermédio do homem”, essa afirmação está tecnicamente errada, pois Jesus era um homem, o correte é afirmar que: “não poderia ser feito por meio de um homem nascido da descendência Adâmica”, pois a sua natureza estava corrompida.
- Faça o resumo, apresentando os pontos mais importantes aprendidos. 

Boa aula!


Marcos André – professor

2 comentários:

  1. Este resumo muito me valeu. Como professor da EBD em minha igreja, as informações citadas vieram a ampliar em muito nossa aula. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glória a Deus! Agora é só orar por mim e se puder ajuda essa obra, mas se não puder pelo menos dá um clique em nossos anúncios rsrs.
      Paz.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.