INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 5 - Revista da CPAD


AULA EM 2 DE FEVEREIRO DE 2014 - LIÇÃO 5
(Revista: CPAD)

Tema: A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO  

Texto Áureo: Êxodo 15.2
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição use a tipologia para mostra aos alunos a semelhança da caminhada do povo de Deus no deserto com a nossa caminhada nesse mundo hoje.
- “430 anos até o dia da tão esperada liberdade”, esse total de anos está em Êx 12.40, o tampo de Deus é diferente do nosso, porque o Senhor leva em conta milhares de fatores que não conhecemos e que nem Satanás conhece, por isso a melhor coisa é esperar o agir de Deus.
- “foi o mais longo”, esse fato está narrado em Ex 13.14, Deus não deixou que passassem pelo caminho da terra dos filisteus para evitar naquele momento o que acabou acontecendo depois com os espias em Nm 13.32vv
- “sabia que na primeira dificuldade logo desejariam retornar”, naquele momento o povo estava como novo convertido, que ainda não está pronto para os embates espirituais, por isso deve ser conduzido pelos caminhos mais tranquilos. Deus está dando o ensinamento de como cuidar dos recém saídos do Egito (mundo).
__________________________________________
1. A TRAVESSIA DO MAR

1. A saída do Egito (Êx 12.11,37).
- “retirou com mão forte o seu povo do Egito”, faraó é a tipificação do Diabo que não libera uma alma para servir ao Senhor, o que aconteceu com os israelitas é o que acontece hoje com as almas aprisionadas pelo inimigo, ocorre uma batalha no campo espiritual e o Senhor toma pela força. Não é pela palavra do pregador ou pela aparência dos irmãos do grupo de visita, mas pela mão do Senhor atuando no meio espiritual, nós somos apenas a boca de Deus, como Arão.
- “preparando para a viagem à Casa do Pai?”, dentro da tipologia clássica encontramos uma tipologia particular que se refere a páscoa e a representação dos preparativos para a saída, essa saída usamos para mostrar como será a nossa saída para a céu no arrebatamento da igreja, para isso devemos estar prontos, vestidos e calçados para esse evento.
- “fora os meninos e as mulheres”, só eram contados os homens devido a importância para a batalha, não porque Deus é marxista ou preconceituoso. Contando todos a quantidade chegaria a 1 milhão e meio.
- “despojaram os egípcios”, tiraram o despojo, tiraram bens, eles levaram objetos de ouro, prata, bronze, lã e outros.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1, expressa no meio desse subtópico.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 2. expressa no meio desse subtópico.

2. A perseguição de Faraó (Êx 14.5-9).
- “acampado próximo do mar Vermelho”, eles acamparam pela ordem de Deus, pois o Senhor queria endurecer o coração de faraó, mas isso não seria de forma miraculosa, esse acampamento faria faraó acreditar que os hebreus estavam perdidos, e o animaria a investir contra eles.
- “são alvos de muitas perseguições”, essas perseguições ocorrem principalmente no início da caminhada dos novos convertidos. Assim como faraó perseguiu os hebreus logo após a sua saída, também o inimigo vai atrás daqueles que foram tomados dele.
- “atrás um grande exército”, é possível que naquela parte do mar houvessem cadeias de montanhas dos dois lados.
- “mais uma vez clamam ao Senhor”, clamaram ao Senhor, mas no verso 11 diz que eles reclamaram com Moisés, todo mundo fala com Deus com reverência, mas ao falar com os líderes usam de palavras duras. Isso nos mostra as provações de ser um líder do povo de Deus.

3. A ruína de Faraó e seu exército (Êx 14.26-31).
- “que marchem”, é uma palavra intrigante, pois parece que eles já deveriam saber o que fazer. Na verdade Deus dá essa palavra a Moisés, servindo assim para as lideranças como a seguinte mensagem sempre que o inimigo perseguir as ovelhas os líderes devem encorajá-las a marcharem, a não pararem a caminhada.
- “durante toda aquela noite um vento”, professor(a), deixe bem claro para a classe que o Senhor não abriu o mar Vermelho em três, quatro ou cinco segundos como os filmes de Hollywood nos mostram, mas o vento soprou toda a noite e o mar amanheceu aberto. Enquanto a noite passava o Senhor providenciou para que os egípcios não alcançassem os hebreus Ex 14.20.     
- “Para que o povo não duvidasse”, dessa forma o Senhor foi glorificado em faraó, nossas lutas não são para nos destruir, mas para glorificar o poder de Deus e aumentar a nossa fé.
_____________________________________________
2. O CÂNTICO DE MOISÉS

1. Moisés celebra a Deus pela vitória (Êx 15.1-19).
- “foi uma forma de agradecer a Deus”, mais do que agradecer a Deus, esse cântico se tornou um memorial da vitória, para que os judeus não se esquecessem do grande livramento do Senhor, pois somos muito rápidos em esquecer o que Deus faz por nós.
- “Ofereça ao Senhor sacrifícios de gratidão”, muitos crentes só buscam a Deus nos momentos de crise, mas a maturidade cristã é demonstrada quando passamos a buscar a Deus em todos os momentos, tanto nas crises, para livramento, como na bonança para agradecimento.
- “prefigura e profetiza a vitória”, notemos a extração de outra tipologia, dessa forma entendemos que uma história bíblica pode nos fornecer diversas pregações e ensinos devocionais.
- CONTÉM A AJUDA PRA RESPOSTA DA QUESTÃO 3, expressa no meio do subtópico.

2. Miriã juntamente com as mulheres louvam a Deus (Êx 15.20,21).
- “Segundo a Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal”, essa afirmação aparece nas notas de comentários dessa Bíblia, nas páginas das referências mencionadas.
- “juntamente com todas as mulheres”, Miriã era uma representante da liderança de Moisés e quando os líderes adoram de coração, os membros seguem o exemplo, assim como ocorre quando eles são dados ao estudo.
- “adoremos em Espírito”, se refere a adoração que vem do interior pela direção do Espírito Santo.
- “e em verdade”, se refere à adoração sincera adoração verdadeira.
- “pois o Pai procura”, é esse tipo de adorador que o Senhor quer lá no céu.

3. Celebrando a Deus.
- “nunca vista antes na história do povo”, obviamente, pois aquele povo estava começando a construir sua história. A saída do Egito foi o primeiro grande feito nacional.
- “como um só corpo”, na Bíblia encontramos diversas vezes o termo “como um só homem” Jz 20.11, Es 3.1. Isso ocorria quando eles faziam algo de comum acordo. A intenção de Deu é que sempre tenhamos comunhão com os irmãos em Cristo.
_________________________________________
3. A PROTEÇÃO E O CUIDADO DE DEUS COM SEU POVO
1. Uma coluna de nuvem guiava o povo de Deus (Êx 13.21,22; 40.36,37).
- “mas o conduziu de forma cuidadosa”, retornando à tipologia clássica, temos que, assim como Deus conduziu o seu povo pelo deserto Ele também conduz aqueles que aceitam a Cristo nesse mundo.
- “coluna de nuvem para proteger”, essa coluna de nuvem protegia o povo do calor do deserto durante o dia. Mas ela também guiava o povo no deserto, pois o povo ia onde ia a nuvem, quando ela parava o povo parava Ex 13.21.
- Se o povo de Deus permanecer debaixo da nuvem terá a proteção de Deus e a Sua direção.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4, no meio desse subtópico.

2. Deus cuida do seu povo (Êx 16.4; Dt 29.5).
- “O Senhor não mudou”, como o Senhor não muda a forma como Ele cuidou do seu povo ele cuida de Seus servos hoje, claro que de forma genérica, pois não estamos em um deserto de verdade, os elementos que auxiliaram o povo no deserto, são figuras de auxílio espiritual.
- “como fez o povo no deserto”, se fizermos como o povo fez com o Senhor, nós teremos a mesma sentença deles. Eles não entraram na terra prometida.
- “nossa provisão”, no deserto o povo recebeu de Deus o maná, era o alimento que Deus proveu para o povo na caminhada, representa o alimento espiritual que o Senhor nos dá pela Sua Palavra.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 5, expressa no final deste subtópico.
_______________________________________
CONCLUSÃO
- “até a sua chegada aos céus”, a chegada ao céu é representada pela entrada na terra prometida.
- “Estude com afinco”, estudar a história do povo de Deus é um fortificante para a nossa fé, pois passaremos a entender como o Senhor cuida de Seus filhos.
- “ajudá-lo a não cair”, conhecendo os erros do povo de Deus poderemos nos prevenir das armadilhas de Satanás e de nossa própria carnalidade.
- Elabore o resumo e aborde os pontos mais importantes.

Marcos André – Superintendente e professor


Boa Aula!

10 comentários:

  1. Explicação muito bem detalhada, obrigado pelo blog, vai contribuir grandemente para as aulas da EBD. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, graça e paz, obrigado pela consideração e coloca aí o teu nome pra gente se conhecer, amém.

      Excluir
    2. Caro Ev. Marcos André, a paz do Senhor Jesus.
      Parabéns pelo estudo, muito edificante.
      Devo usá-lo em partes na EBD da minha Igreja.

      Deus te abençoe.

      Excluir
    3. Amém abençoado, fique a vontade, pode copiar e ajude a divulgar nosso blog. Paz

      Excluir
  2. Muito enriquecedor para nós que queremos ser fiel ao Senhor, Muito obrigado querido e toda equipe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu irmão Jaeder, Deus nos abençoa a gente abençoa vocês.
      Paz.

      Excluir
  3. A paz do Senhor, muinto bom o estudo que o Pai celestial continue te abençoando! . FRANCISCO ROCHA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu irmão Francisco, estamos trabalhando pelo povo de Deus. Cheguei do curso de obreiros agora e estou alegre de ler esses comentários abençoados.
      Paz.

      Excluir
  4. Meu agradecimento é para Deus, e sei que o próprio Deus tem te dado conhecimento pela sua palavra,por isso abençoado irmão continue sempre buscando o que Deus tem te proporcionado, se teu ministério é de ensinar que aja dedicação ao ensino. Que Deus continue te abençoando. Amém querido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado irmão, estarei me dedicando ainda mais, que o Senhor abençoe a tua casa e tudo que tu tem.
      Vamos firmar essa amizade.
      Paz.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.