segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Conteúdo da Lição 6 - Revista da Editora Betel


Adventismo do Sétimo Dia

09 de fevereiro de 2014
TEXTO AUREO

“Por isso os judeus perseguiram a Jesus, porque fazia estas coisas no sábado.” Jo 5.16

VERDADE APLICADA
Dos Dez Mandamentos registrados no Antigo Testamento, nove são ratificados no Novo Testamento, ficando fora apenas o quarto, que é a guarda do sábado.


TEXTOS DE REFERÊNCIA

Jo 5.8 - Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda.
Jo 5.9 - Imediatamente o homem ficou são; e, tomando o seu leito, começou a andar. Ora, aquele dia era sábado.
Jo 5.10 - Pelo que disseram os judeus ao que fora curado: Hoje é sábado, e não te é lícito carregar o leito.
Jo 5.11 - Ele, porém, lhes respondeu: Aquele que me curou, esse mesmo me disse: Toma o teu leito e anda.


INTRODUÇÃO
A guarda do sábado é a doutrina mais conhecida do Adventismo. Porém há outras heresias graves que são difundidas por esta seita. Dentre elas, a aceitação como inspirados os escritos de Ellen G White, colocados em pé de igualdade com as Escrituras. Esta lição apresenta os principais ensinos dos Adventistas do Sétimo Dia, com a devida refutação bíblica.


1. História do Adventismo
A Igreja Adventista do Sétimo Dia tem como fundador um pregador leigo, que era membro da Igreja Batista, William Guilherme Miller. Miller nasceu em Pittsfied Massachusetts (E.U.A.), em 15 de fevereiro de 1782. Miller morreu em 20 de dezembro de 1849.


1.1. O dia do desapontamento
Ao ler o texto de Daniel 8.13,14, Miller fez alguns cálculos e chegou à seguinte conclusão: “Jesus voltará no dia 23 de março de 1843”. No dia definido por Miller para a volta de Jesus, nada aconteceu. Então usou outro calendário, desta vez o romano e não mais o calendário hebraico, e remarcou a data da vinda de Jesus para 22 de outubro de 1844. Mais uma vez não aconteceu. Depois de duas previsões mal sucedidas, Miller é obrigado a fugir de uma multidão enfurecida, que havia vendido propriedades, deixado emprego e famílias. Esta última data foi chamada de “O Dia do Grande Desapontamento”, referindo-se à grande decepção e revolta que todos sentiram ao descobrir que foram enganados pelos cálculos de Miller.


1.2. A Purificação no santuário celestial
Depois da decepção causada pelas suas previsões equivocadas, Miller volta atrás e admite seus erros. Porém esse fato não finalizou as heresias, pois Hiran Edson, seguidor de Miller, afirmou que a data prevista por Miller estava certa, o que estava errado era o lugar, afirmando que, de fato, Jesus entrou no santuário celestial para purificá-lo, na data prevista por Miller. Ou seja, criando uma heresia maior ainda. Nesta mesma época, surgem outros líderes tais como Joseph Bates, que instituiu a guarda do sábado, o casal James e Ellen G White, exercendo forte influência através de profecias e, mais tarde, através de seus escritos, que são considerados pelos adventistas como inspirados por Deus. Com a união destes e mais alguns líderes, em 1860, fundaram a Igreja Adventista do Sétimo Dia.


1.3. Significado do Nome “Adventista do Sétimo Dia”
O termo Adventismo deriva do latim, “adventus”, significa vinda. Faz alusão ao fato que originou a denominação, ou seja, à previsão da vinda de Jesus, conforme previu e falhou o fundador da seita, Wiliam Guilherme Miller. Após a instituição da guarda do sábado pelos primeiros seguidores de Miller, fizeram a fusão dos termos, conforme seus credos, surgindo então o nome da seita: Adventista do Sétimo dia. Ou seja, a igreja que prega a vinda de Jesus e guarda o sábado.


2. A guarda do Sábado
A guarda do sábado foi instituída após o fracasso das previsões de Miller. Esta heresia ganhou relevância após uma suposta visão de Ellen G. White, que afirmou ter visto dentro da arca da aliança o quarto mandamento em destaque, nas tábuas da lei Mosaica.


2.1. O Quarto Mandamento não foi ratificado pelo Novo Testamento
Há registros no Novo Testamento ratificando nove dos dez mandamentos (Ex 20. 3-17): 1o "Não terás outros deuses diante de mim" (v3) - (Mt 4.10); 2o "Não farás para ti imagem de escultura” (v4) - (l Jo 5.21); 3o "Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão" (v7) - (Tg 5.12); 4o "Lembra-te do dia do sábado, para o santificar" (v8) - Sem ratificação no N.T; 5o "Honra teu pai e a tua mãe" (vl2) - (Ef 6.1); 6o "Não matarás" (vl3) - (Rm 13.9); 7o "Não adulterarás" (vl4) - (Rm 13.9); 8o "Não furtarás" (vl5) - (Rm 13.9); 9o "Não dirás falso testemunho" (vl6) - "Não mintais uns aos outros" (Cl 3.9); 10° "Não cobiçarás" (vl7) - (Rm 13.9). A Nova Aliança não indica um dia especial da semana para o descanso. O Evangelho de Jesus segundo escreveu Marcos diz: “O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Pelo que o Filho do homem até do sábado é Senhor” (Mc 2.27,28). Evidenciar o sábado como condição para a salvação é anular a morte vicária de Cristo.


2.2. Jesus não guardou o Sábado
Conforme vários relatos do ministério de Jesus, Ele não observava a guarda do sábado (Mt 12.11-14; Jo 5.16; Lc 13.10-17). Pelo contrário, Ele sempre fazia questão de realizar algo que, para os judeus, era proibido, pois significava quebrar o quarto mandamento. Não há registro nos evangelhos onde Jesus recomenda este mandamento em particular.


2.3. A transição do sábado judaico para o Domingo Cristão
Os primeiros cristãos adotaram o domingo como dia de descanso, recolhimento espiritual e adoração a Deus, e chamaram-no de "o dia do Senhor" (At 20.7; ICo 16.1,2; Ap 1.10). A Bíblia registra vários acontecimentos de fundamental importância para o cristianismo no domingo, e não há narrativas de fatos significativos no sábado: Jesus ressuscitou no domingo (Jo 20.1); A segunda aparição de Jesus se deu no domingo (Jo 20.19); A Igreja primitiva celebrava a ceia no domingo (At 20.7); As contribuições solicitadas por Paulo teria que ser recolhidas nos cultos de domingo (ICo 16.2).


3. Heresias dos Adventistas
Além da questão do sábado, há outras graves heresias que são disseminadas pelos Adventistas. As principais são:

3.1. O destino final dos ímpios
Os adventistas creem que os ímpios, após um período de sofrimento, serão destruídos para sempre. Não acreditam que sofrerão eternamente no fogo do inferno, onde o fogo nunca apaga e o bicho nunca morre (Mc 9.43,44). As Escrituras Sagradas afirmam que haverá castigo eterno para os que não forem salvos, e não “aniquilamento eterno” como ensinam (Mt 25.46; 2Ts 1.8,9; Ap 14.11).


3.2. O Juiz investigativo
O juiz investigativo é uma das maiores aberrações nas interpretações bíblicas. Este ensino adventista afirma que Jesus não concretizou a obra salvífica na cruz. Afirmam que só em 1844, Jesus Cristo entrou no santuário para purificá-lo, e assim concretizar sua obra salvadora. Ao fazer esta afirmação, negam que o sacrifício de Jesus na cruz foi eficaz. Esta heresia foi criada por Hiran Edson, para justificar o erro grosseiro de Miller, que, ao prever a vinda de Jesus para 1844, não aconteceu. Bem antes de 1844, o escritor do livro aos Hebreus afirmou, no capítulo nove verso doze, que “entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção”. E mais, “para agora comparecer por nós perante a face de Deus” (Hb 9.24). Esta palavra em especial, “agora”, prova que no momento em que o escritor, inspirado por Deus, fez esta afirmação, Jesus já se encontrava à destra do Pai (At 7.55).


3.3. O Sono da Alma
Outra heresia adventista afirma que o ser humano, ao morrer, a sua alma fica “dormindo”, ficando em um estado de completa inatividade e sem consciência. Para sustentar esta heresia, tomam como base o texto bíblico registrado em Eclesiastes 9.5. Conforme interpretação fiel ao texto, o escritor está se referindo ao corpo físico, que será despertado no dia da ressurreição. Como exemplo de que a alma não fica em estado de inconsciência, Jesus conta a parábola, (para muitos teólogos não pode ser considerada uma parábola, mas uma história real), de Lázaro e um homem identificado no texto como sendo um homem Rico (Lc 16.19-31). Nesse texto, existe o registro de um diálogo entre Abraão e o homem rico, provando que não estavam dormindo ou inconscientes. Em apocalipse, temos o registro do “clamor” dos mártires por justiça (Ap 6.9,10). Ora, quem tem condições de “clamar” não está em estado de sono; mais uma prova de que não há base bíblica para sustentar esta heresia.


CONCLUSÃO
Como detalhado nesta lição, estas doutrinas Adventistas não têm fundamentação bíblica. Apesar das contradições doutrinárias, os Adventistas insistem em afirmar que seus ensinos encontram apoio nas Sagradas Escrituras e afirmam que a Bíblia é o principal manual de regra e fé para eles. No entanto é a própria Bíblia que os desmentem.

7 comentários:

  1. Quando foi alguma vez que Jesus foi a Escola Dominical? dou td que tenho se vcs provarem biblicamente, com vai ser no céu, guardadores do domingo e do Sábado, leiam por favor Isaias 66:22,23 e ainda, esta no verbo ser, futuro do presente,com fica Hebreus 13:8 se Ele nunca mudou, nunca muda e nunca vai mudar, como vai mudar o que ELE mesmo escreveu em tabuas de pedra: LEMBRA-TE de santificar o dia de Sábado, porque jesus tinha o costume de frequentar a Escola Sabatina tds os Sabados e ainda, ensinava tds os dias de Sábados, conforme Lucas 4:16,31, porque enquanto Ele esteve aqui na terra, disse: a partir de agora vcs guardem o domingo? Sabem porque? Deus não é de duas palavras, o Sabado é o selo, o sinal de Deus por toda a Eternidade, o domingo é pagão, veio do paganismo é o sinal do homem, da mentira, adoradores do deus sol, deus da mentira, Deus disse: Certamente morrereis, satanás colocou uma palavra bem pequena no meio (NÃO) morrereis quem esta com a verdade, Deus ou satanás? porque os homens estão morrendo, o diabo continua pregando nos pulpitos dizendo: é certo que (NÃO) morrereis, porque o apostolo Paulo tinha o costume de ir tds os Sabados na Escola Sabatina e ensinava, quando foi que ele foi alguma vez na Escola dominical? em quando foi? o pior ainda é, que a maioria ou quase a totalidade esta com satanás adorando o deus sol. Jesus foi bem incisivo quando disse: Esforcai-vos por entrar pela porta estreita, porque larga e espacosa é a porta larga, e são MUITOS, MUITOS que entram por ela, sabe qual o maior obstáculo da porta estreita? sempre foi, é, e será, o Santo Sábado do Senhor, o Sábado é tão Santo, como Deus é Santo, leiam Ezequiel 22:26, os Pastores, Sacerdotes, Lideres religiosos, tapam os seus ouvidos, fecham os seus olhos para não ouvir a voz de Deus, falar do dia de Sábado, só no novo testamento fala 89 vezes do dia de Sábado, quantas vezes fala domingo? nenhuma vez. vou deixar esta Igreja porque está ensinando, pregando a mesma mentira de satanás, Igreja Católica, porque o domingo é Católico e tds que guardam o domingo são filhas co-irmãs da Grande Meretriz, Mãe de todas as igrejas que defendem o domingo, As Escrituras nunca vai mudar, ela será sempre a mesma, o Jornal da amanhã, Jesus disse: passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passará, nunca vai mudar, deixe Jesus falar a verdade,vcs então não creem em toda as Escrituras, que pena, só nos Evangelhos, os Espíritas também acreditam assim como vcs, quando na verdade os livros evangélicos fala tanto dos dias de Sábado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo, como você está longe da verdade, pior do que a sua falta de entendimento é sua falta de ética em postar um comentário tão crítico e não assinar, isso é medo de se pronunciar em público, deixa aí o teu nome e o da tua igreja. Vem pro debate se é que esses teus argumentos legalistas podem suportar a lógica irrefutável do amor de Jesus que violou os sábados por amor dos homens.
      Pior do que a falta de argumentos é a falta de coragem.
      Crente que guarda os domingos também é legalista, os dias corretos de se guardarem, são todos!!!!!

      Excluir
    2. Caro anônimo, leia o Evangelho de João Cap 5.8 E JESUS DISSE: LEVANTA-TE TOMA A TUA CAMA E ANDA, e logo naquele dia era SÁBADO.

      Versículo 16, judeus perseguiram Jesus, pois curou um paralitico.

      E não te esquece Caro anônimo, no versículo 17 diz: E JESUS RESPONDEU, MEU PAI TRABALHA ATÉ AGORA E EU TAMBÉM.

      NOSSO DEUS E O DEUS DA SEGUNDA FEIRA, DA TERÇA, DA QUARTA FEIRA, DA QUINTA FEIRA , SEXTA FEIRA , SÁBADO E DOMINGO. DEUS E DE TODOS OS DIAS E eu como Presbítero do evangelho levarei a mensagem ao mundo todos os dias.

      Deus abençoe ao Pastor Marcos André pelo pela lição..

      Excluir
    3. Boa, mais uma voz para me ajudar!
      Paz e vamos assinar os comentários pessoal.

      Excluir
  2. Fala meu camarada, Marcos André... algumas perguntas para consideração
    Miller errou? ok só me explica então a profecia de Daniel 8 que fala que que até 2300 tardes e manhas e o santuario será purificado? e também sobre 1260 dias de Daniel 7 a apocalipse 12:6.

    Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando Freitas4 de julho de 2014 18:09

      Prezado Junior sua pergunta realmente é relevante. Nunca parei pra pensar nisso. Pastor Marcos por favor nos explique sobre as profecias de Daniel sobre as 2300 tardes e a manhas e que santuário é esse que seria purificado?

      Excluir
    2. Irmão Junior não estou com tempo agora para concentrar nestas questões da escatologia de Daniel, sugiro que você faça pesquisa comparando os escritos de Miller e os das Bíblias de estudos.
      Irmãos, depois que eu estive visitando umas famílias de crianças carentes aqui no Rio de Janeiro, sinceramente passei a achar todas essas questões e debates teológicos supérfluos para a minha fé, diante de necessidades tão urgentes daquelas pessoas pobres.

      Me desculpe, mas Viver a Palavra é bem melhor do que discutir a Palavra

      A paz do Senhor

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.