INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quinta-feira, 17 de abril de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 2
(Revista: Central Gospel - nº 38)

Tema: ENQUANTO A PROMESSA NÃO SE CUMPRE
  
Texto Áureo: Isaias 55.8
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição trace um comparativo entre as ordenações de Deus para o seu povo através da carta de Jeremias aos exilados e as orientações para nossa vida hoje. 
- “traçarmos objetivos”, Deus respeita que tenhamos objetivos em nossa vida, mas Ele nos alerta quando nossos objetivos estão indo contra os Dele para nós.
- “planos para todos nós”, professor(a), pergunte para a classe “Qual o maior plano de Deus para todos nós?” R: Salvação
- “período de exílio”, se refere ao período em que Israel esteve no cativeiro em Babilônia.
- “primeira diáspora”, diáspora significa “dispersão” essa primeira diáspora se refere à dispersão que o povo sofreu sendo espalhado, pois somente uma parte do povo retornou após o cativeiro em Babilônia.
_______________________________________________
1. JEREMIAS E O CATIVEIRO BABILÔNICO
- “série de redatores”, foram os que escreveram o livro de Jeremias, na verdade Jeremias não escreveu nada, mas o livro leva esse nome porque conta a história biográfica de Jeremias e os fatos que ocorreram.
- “era crucial”, crucial se refere a um momento de decisão, aqui se refere ao período em que o povo esteve as vésperas do cativeiro, sendo alertado pelos profetas.

1.1. A Babilônia
- “Tigres e Eufrates”, nessa região era localizado o jardim do Édem, conforme os relatos de Gênesis 2.14.
- “neto de Cam”, esse Cam é o filho de Noé, que em algumas versões aparece com o nome de Cão, mas a tradução mais correta para o seu nome seria “Cam”, lembre-se que esse foi o filho de Noé que foi amaldiçoado pelo pai. A terra de Canaã recebe esse nome devido a outro filho de Cam chamado Canaã que habitou ali e deu origem a raça dos cananeus.    

1.2. A carta de Jeremias aos exilados
- “reconciliação com seu cativeiro”, era como um pedido para que eles se conformassem com a situação, pois havia sido da parte de Deus.
- “garantiu aos exilados”, deixou uma promessa, o povo não sabia quanto tempo ficaria no cativeiro, mas durante todo o período que ficaram lá, ficaram com essa promessa. Nós também estamos longe de nossa pátria, mas durante o tempo em que estivermos aqui, estamos debaixo da promessa de que iremos para a nossa pátria.

2. INSTRUÇÕES PARA A VITÓRIA
- As instruções para a nação servem também para nós, pela razão de semelhança que existe entre aquele cativeiro e a nossa peregrinação nessa terra.

2.1. Edifiquem sua casa e tomem posse dela
- “estruturas sólidas”, na carta se refere a casas no sentido literal, porém aqui o comentarista está usando o sentido figurado, onde casa se refere à nossa vida.
- “quais bases”, que tipo de convicções.
- “tomar posse dela”, se referindo a nossa vida, seria viver bem a vida.

2.2. Trabalhem e usufruam dos resultados
- “em tudo que fizermos”, o segredo da vitória de qualquer ser humano é o trabalho e o conhecimento e aqui está sendo citada a questão do trabalho, para que ninguém viva acomodado ou amargurado a ponto de não colocar as mãos à obra.
- “e não aproveitarmos”, se refere aos avarentos, aqueles que amam o dinheiro e se satisfazem em ter uma conta gorda, mas não gastam com nada, não buscam um conforto para si e para os seus.

2.3. Multipliquem-se
- “deve multiplicar-se”, essa recomendação pode ser vista literalmente ou espiritualmente, literalmente, foi a ordem de Deus para o seu povo, pois o povo estaria forte se eles se casassem e multiplicassem, mas para o povo de Deus hoje essa multiplicação deve ser vista como o povo crescendo pela pregação do evangelho e pelo crescimento em conhecimento e graça.
- “jamais diminuir”, professor(a), recomende aos seus alunos, que cada um chegue ao fim do ano e se analise no que cresceu em relação a mesma época do ano passado, em graça, em conhecimento, em patrimônio ou em conhecimento secular.

2.4. Procurem a paz
- “eles mesmos viveriam em paz”, essa recomendação é bem oportuna para os nossos dias, atualmente os índices de violência urbana crescem assustadoramente. Exorte os alunos a seguirem essa recomendação ao pé da letra. As pessoas tem uma tendência de orar somente por elas mesmas e pelas suas próprias famílias, convide a classe a passarem a orar pelo prefeito, pela polícia, pela defesa civil e pelas autoridades locais.

2.5. Não se permitam enganar
- “alerta quanto a influencia”, atualmente vemos orientações espirituais enganosas sendo transmitidas pela mídia, como horóscopos, simpatias, misticismo, espiritismo velado através das novelas e filmes. Mas os servos de Deus devem estar atentos a tudo isso e combater pela palavra de Deus.

2.6. Guardem-se no Senhor
- “se apresenta com postura obediente”, o sacrifício era um simbolismo, mas o prazer do Senhor está em ver um coração realmente transformado e a obediência é o grande sinal dessa transformação. Tem pessoas que só dizem que são transformadas, mas é só de boca, não são de coração, e demonstram isso com sua desobediência a Palavra do Senhor.
_______________________________________
3. A AÇÃO DE DEUS
- “edificação de uma vida vitoriosa”, no meio do cativeiro, isso é, enquanto não ocorre o cumprimento da promessa, que é a libertação desse cativeiro, assim também ocorre conosco aqui nesse mundo, fizemos dele o nosso cativeiro, não fazemos tudo o que os outros que são do mundo fazem, não vamos em todos os lugares que os outros vão.
- “salto final para o triunfo”, se refere ao cumprimento da promessa, pois aguardamos o nosso Rei nos levar para a nossa pátria, essa é a promessa.

3.1. O Senhor mantém-se fiel à sua promessa
- “sempre nos mostrará a direção”, ter essa certeza é essencial para que o povo de Deus consiga permanecer firme nas promessas, atualmente os crentes tem enfrentado muito desânimo com a obra de Deus, pois eles vão perdendo a fé por causa dos entretenimentos e das ocupações do dia-a-dia. Os líderes devem estar atentos a esse problema crescente nas igrejas.

3.2. O Senhor restaura o que foi perdido
- “pensamentos de paz”, ainda que o Senhor tivesse mandado o povo para o cativeiro Ele queria o bem do povo, como um pai que à vezes dá umas palmadas no filho que fez algo errado.
- “o fim que esperais”, se refere à libertação do cativeiro que eles tanto queriam e aguardavam.
- Enquanto estivermos aqui poderemos sofrer algumas perdas, mas não podemos deixar essas perdas nos abaterem, precisamos aprender com as lições que as perdas nos trazem e continuar a caminha da com cristo.

3.3. O Senhor cumpre as suas promessas
- “o cativeiro na Babilônia encerrou-se”, esse cativeiro acabou no ano 538 a.C. tendo durado setenta anos.
- “fincar raízes naquela terra”, significa se apegar às coisas daquela terra, essa deve ser a nossa pregação ao povo de Deus, para que eles não se apeguem ao que é próprio desse mundo, aquilo que está sendo condenado e fadado à destruição.
- “frágil alicerce das palavras”, era a crença de que Deus jamais deixaria seu povo ter a cidade destruída e ser levado cativo a outra terra. Isso era pregado pelos falsos profetas. Até hoje os falsos profetas pregam que sempre na obra de Deus teremos vitória, etc, mas não é bem assim.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “bases sólidas”, significa convicções sólidas, ou o comentarista esteja se referindo a investir em uma carreira profissional, a fim de que não venha a passar nenhum aperto futuro.
- “usufruir daquilo que produzimos”, relembre, isso é evitar acumular dinheiro e não comprar nada para si ou para a família, sendo isso um comportamento avarento.
- “maledicência”, se refere às calúnias, difamações, fofocas e murmurações diversas.
- “peregrinos”, que andam a pé, que caminham em uma região que não lhe pertencem, assim é o povo de Deus em relação a esta terra.
- Faça o resumo e corrija o questionário.

Boa aula!

Marcos André – professor                            

2 comentários:

  1. Muito bom!Varão valoroso, que o Senhor nosso Deus continue lhe abençoando para que esse trabalho não pare, grande abraço.

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.