sábado, 31 de maio de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 9 - Revista da CPAD


AULA EM 01 DE JUNHO DE 2014 - LIÇÃO 9
(Revista: CPAD)

Tema: O Ministério de pastor  

Texto Áureo: João 10.11
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição procure se preparar com cautela, pois você falará de aspectos da vida de um pastor.Procure se atualizar acerca de questões como: férias pastorais, prebenda de pastor, salário e direitos trabalhistas. É só0 uma recomendação.
- “demandas internas e externas”, demandas são necessidades que devem ser atendidas, e as “demandas internas” se referem às necessidades internas, dele como pastor, para se manter na posição com Deus. As demandas externas são as da igreja local, aquelas que vem dos membros e da instituição igreja.
- “cuidado para com as pessoas do rebanho, visita a enfermos, questões relacionadas a administração eclesiástica”, são exemplos de demandas externas.
- “desafio de se dedicar à oração, à pregação e ao ensino da Palavra de Deus”, são exemplos de demandas internas.
__________________________________________
1. JESUS, O SUMO PASTOR

1. Jesus é o pastor supremo.
- “sublimidade do Senhor Jesus”, Jesus é o exemplo máximo do que é ser pastor. Ele deu uma lição de liderança e com seus discípulos. Todo pastor que quiser ser bem sucedido deve seguir os exemplos de Jesus.
- “despojamento da sua glória”, foi o ato de Jesus deixar os atributos de poder que são onisciência, onipresença, onipotência, e outros. Ele os deixou para ser nosso Pastor.

2. O pastor conhece as suas ovelhas.
- “protege e cuida das ovelhas”, tomando Jesus como um exemplo, temos nessa tipologia que os pastores devem imitar essa característica de trabalho, como cuidador num contexto espiritual.  
- “não ouvem a voz de outro pastor”, é comum classificar um membro como “bode” caso ele fique de igreja em igreja, mas existe a outra ponta da corda. Existem pastores que não cuidam de suas ovelhas (membros) e ficam nos púlpitos e reuniões classificando-os aqueles que se apartaram como “bodes”, “lobos” e outros nomes.

3.  O pastor dá a vida pelas ovelhas.
- “Aqui, diferente dos pastores que garantiam o seu sustento”, Jesus se refere ao pastor que cria amor pelas ovelhas que passa a dar a vida por elas como fez Davi, que enfrentou um leão e um urso 1 Samuel 14.34. Porém alguns pastores hoje buscam seus sustentos nas ovelhas, nada contra, somente que alguns deles se tornam pesados para o ministério local.
- “deve servir de exemplo”, Jesus sempre orientou aos discípulos a terem nele o exemplo para a vida.
_____________________________________________
2. AS CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO PASTOR

1. Um caráter íntegro.
- “aptidão para ensinar”, significa estar apto a ensinar, basicamente é estar em condições de explicar uma passagem ou tema da Bíblia para uma ou mais pessoas. O pastor que não tiver essa aptidão terá seu trabalho bem dificultado.
- “se o caráter do pastor não for íntegro”, um caráter íntegro é aquele que não foi corrompido pela mistura com as ideologias ou pecados mundanos.  
- “falar sobre honestidade e ser desonesto”, é impressionante, mas esse tipo de situação tem ocorrido com frequência, alguns se tornam habilidosos em esconder uma segunda vida por trás de uma máscara de santidade.
- “é a vida do pastor em sintonia com a mensagem”, seria o mesmo que afirmar aquela velha exigência do povo de Deus. Que o pastor pregue o que vive e viva o que prega.

2. Exemplo para os fiéis e os infiéis.
- “que o obreiro seja moderado”, o pastor se torna um referencial para todos, por isso ele deve ter especial atenção em seu caráter e sua imagem.
- “demonstrada, igualmente, aos infiéis”, o pastor deve tomar o cuidado com as atitudes quando estivar no trânsito, numa repartição pública, no local de trabalho, etc. É grande o número de obreiros que na igreja são uma benção, mas no local de trabalho são extremamente desleixados, trambiqueiros, permissivos e outras coisas mais.
3. Exemplo para a família.
- “primeira comunidade e igreja”, a casa do pastor pode até não ser aquele mar de rosas, pois todas as famílias tem problemas, mas o pastor deve se esforçar para ter um bom testemunho no seio familiar.
- “devido respaldo deste”, é excelente para a igreja ouvir o testemunho da vida do pastor através de sua esposa e filhos.
_________________________________________
3. O MINISTÉRIO PASTORAL

1. A missão do pastor.
- “cuidar das pessoas que receberam Cristo”, esse cuidar se refere ao estado espiritual e naquilo que atende a esse fim, porque o pastor não deve entrar em áreas que não são da sua alçada, para não assumir cargas em excesso e depois está sobrecarregado e com problemas em sua própria casa.
- “entregando-se totalmente às suas demandas.”, lembrando que “demandas” são as necessidades que necessitam serem atendidas. Lembrando também que essas demandas são de ordem espiritual e algumas na área material que conduzam ao bem estar espiritual.

2. Uma missão polivalente.
- “também é múltipla”, notamos que a lição apresenta diversas missões agregadas a missão principal e o pastor deve ter seu foco distribuído em diversas metas, por isso ele precisa de uma equipe de trabalho.
- “bom conciliador”, é aquele que acalma os ânimos, que ajunta, que ao encontrar dois irmãos em atrito, busca uma forma de reconciliá-los.
- “bens materiais, patrimoniais”, essa é uma outra característica da missão pastoral, por isso ele precisará agregar a sua equipe de trabalho, pessoas talentosas disposta a somar com o ministério.

3. O cuidado contra os falsos pastores.
- “apascentavam a si mesmo”, significa que cuidavam de seus próprios interesses.
- “com que elas se dispersassem”, esse dispersar ocorre quando os membros começam a deixar o ministério. Na verdade eles não estão deixando por algo que observaram no momento, o pastor deve entender que quando um membro deixa o ministério é porque um conjunto de coisas se acumulou até o colapso.
- “firme a fiel palavra”, isso nos ensina que se um obreiro deixar de lado a palavra, todo o seu ministério vai sofrer. Se o pastor tomar uma decisão errada acerca de algum problema na membresia. A sua decisão atingirá diversos membros.
 _____________________________________
CONCLUSÃO
- “Esta acha-se espalhada nas igrejas locais”, são os crentes nas diversas igrejas ao redor do mundo, um pouco em cada igreja. Engana-se quem pensa que as igrejas vão fechar no dia do arrebatamento. Com certeza nos dias após o arrebatamento ocorrerá na terra os cultos mais espirituais aos moldes da igreja primitiva. DEPOIS EXPLICO POR QUÊ.
- “cresça na graça e no conhecimento”, o pastor que não zela por esse crescimento fica com um igreja cheia de crentes meninos e problemáticos.
- “compreendamos as suas lutas”, alguns de nós tem a péssima ideia de que o pastor é algum semideus, e exigem dele uma perfeição não está ao seu alcance. Oremos por eles e entendamos que são pessoas normais como qualquer um de nós, mas com uma grande responsabilidade nas mãos.
- Corrija o questionário, isso anima a maioria dos irmãos a estudarem a lição em casa.

Marcos André – Superintendente e professor


Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.