sábado, 5 de julho de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da CPAD


AULA EM 06 DE JULHO DE 2014 - LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: Tiago — A fé que se mostra pelas obras

Texto Áureo: Efésios 3.10
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição sugiro que você apresente a revista, comente a capa, e os temas das lições.
- “Tiago, o irmão do Senhor”, é também irmão de Judas, e não o irmão de João, alguns chamam Tiago e Judas de meio irmão de Jesus. Os católicos afirmam que Judas e Tiago seriam apenas primos de Jesus, mas fazem isso para afirmar que Maria teria permanecido virgem.
- “Epístola universal de Tiago.”, essa epístola é chamada de universal por ser dirigida a grupos diversificados de crentes, e não a uma pessoa ou igreja específica, como foram as epístolas de Paulo.
- “espiritualidade superficial”, é a espiritualidade que não se aprofunda, que não chega ao fundo da alma, não passando apenas de gestos de emoção.
__________________________________________
1. AUTORIA, LOCAL, DATA E DESTINATÁRIOS (Tg 1.1)

1.  Autoria.
- “meio-irmão do nosso Senhor”, alguns se referem a eles assim por Jesus apenas ter saído do ventre de Maria, enquanto Judas e Tiago eram filhos de José com Maria.
- “firmar os passos na fé”, compreende-se pelo texto sagrado que os irmãos de Jesus não o seguiam, é provável que Tiago e Judas tenham se convertido de verdade na ocasião da ressurreição de Jesus.
- “mais tarde, foi considerado apóstolo”, após a instituição da Igreja, ouve grande estima por aqueles que caminharam com Jesus e principalmente por seus irmãos que passaram a infância com Ele.

2. Local e data.
- “período antigo da era cristã.”, é possível que se refira a período anterior à perseguição que ocorreu em Jerusalém.
- “sempre será aproximada”, nunca teremos as datas exatas, por isso os dados são somente aproximados.
-“Biblistas” , especialistas em assuntos bíblicos.
- “Especificadamente Jerusalém” ,por fazer menção de Tribos de Israel Tiago traz aos eruditos entender que se tratava de Jerusalém por ser o lugar de adoração escolhido por Deus onde as tribos deveriam adora-lo.

3.  Dádivas do Pai.
- -“tribos que andam dispersas”, se refere às tribos que não retornaram após o fim dos cativeiros, da Assíria e em Babilônia, eram dez tribos do reino do Norte e duas do reino do Sul.
- “cristãos dispersos na Palestina”, esses cristãos ficaram morando fora da nação de Israel, mas de ano em ano eles subiam a Jerusalém para participarem da páscoa e do pentecostes.
_____________________________________________
2. O PROPÓSITO DA EPÍSTOLA DE TIAGO

1.  Orientar.
- “a prática concreta de atitudes”, não adianta conhecer o que deve ser feito, é necessário fazer.
- “pura e imaculada religião para com Deus”, essa carta ressalta o trabalho assistencial como sendo o grande diferencial entre a religião verdadeira e a falsa. A igreja em Jerusalém era o grande exemplo de obra social e vista com admiração por todo o mundo até hoje.
- “não fazer acepção de pessoas”, em nenhuma outra carta essa questão é tratado com um caráter tão prático como aqui. Veja a questão que Tiago levanta:

“Porque, se no vosso ajuntamento entrar algum homem com anel de ouro no dedo, com trajes preciosos, e entrar também algum pobre com sórdido traje,
E atentardes para o que traz o traje precioso, e lhe disserdes: Assenta-te tu aqui num lugar de honra, e disserdes ao pobre: Tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado,
Porventura não fizestes distinção entre vós mesmos, e não vos fizestes juízes de maus pensamentos?”
Tiago 2:2-4

2. Consolar.
- “crentes antigos foram impiedosamente perseguidos”, as primeiras perseguições vieram dos judeus que afirmavam defender a lei, depois foram de Roma por ordem dos imperadores.
- “eles se mantiveram fiéis ao Senhor”, aqueles crentes tinham problemas bem diferentes dos de hoje, não poderia haver disputas por cargos, pois as posições eclesiásticas fazia com que a pessoa se tornasse alvo das autoridades.
- “um bálsamo para as igrejas”, quer dizer que é um alívio, ainda mais se mencionarmos que aquele período foi onde a Igreja de Cristo mais cresceu, chegando a atingir três continentes em um espaço de trinta anos.
3. Fortalecer.
- “ela ainda é muito atual”, na verdade ela chega a ser praticada até mesmo por muitos crentes que são empresários hoje.
- Vivemos numa sociedade que prevalece o desejo ardoroso de consumir bens materiais, os padrões atuais são batizados pela ostentação do “Ter” na qual o “Ser” encontra-se asfixiado, pelos desejos da ganância.
_________________________________________
3.  ATUALIDADE DA EPÍSTOLA

1. Num tempo de superficialidade espiritual.
- “relacionamento mais íntimo com Deus”, a forma que Tiago escreve nos revela o quanto Deus ama e está preocupado com seus filhos.
- “as orientações de Jesus não forem praticadas”, essa carta busca sempre ressaltar a prática acima do conhecimento simplório.
- “desenvolver uma espiritualidade sadia e profunda.”, a espiritualidade será superficial se ela não atingir o profundo da alma humana, e somente com a prática da Palavra de Deus é que seremos espirituais de verdade.
- Com certeza a questão da superficialidade se encaixa perfeitamente em nossos dias, pois poucas são as pessoas que querem se aprofundar nas coisas de Deus, o que temos são muitas palavras, mas pouco conteúdo.

2. Num tempo de confusão entre “salvação pela fé” ou “salvação pelas obras”.
- “doutrina da salvação pela graça”, doutrina de que a salvação vem gratuitamente por meio da atitude de Cristo na cruz. É o favor de Deus à humanidade.
- “apóstolo dos gentios”, se refere a Paulo.
- “sua manifestação dá testemunho”, quer dizer que se um ser humano tiver fé em seu coração, essa fé será denunciada pelas obras que ele praticará. Hoje nós não praticamos as obras para ser salvo, muito pelo contrario, é o fato de já sermos salvos que nos impulsiona a praticar as obras.

3. Uma fé posta em prática.
- “pseudodiscípulos”, significa falsos discípulos.
- “interesses particulares”, são interesses em cargos, posições de destaque, prestígio, elogios, dinheiro, reconhecimento, facilidades, e muitos outros.
- “produzir frutos dignos de arrependimento”, é transformar em resultado tudo aquilo que se diz acreditar. Jesus ainda chegou a afirmar que pelos frutos se conhece quem é a pessoa, Mateus 12.33
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “contra a mediocridade”, mediocridade é a característica do que está no meio, não se destacando muito, geralmente é um termo pejorativo.
- “nosso pão diário”, é tornar a palavra o alimento de todo dia. Fazendo com que ela seja parte de nossa vida.
- “afim de não trazerem escândalo”, os escândalos tem chegado cada vez mais aos templos de nossas igrejas. Muito disso está relacionado com a falta do ensinamento da Palavra de Deus. É necessário que os líderes se dediquem ao máximo ao ensino da Palavra.
- Professor apresente o resumo dos pontos mais importantes.
- Sugiro que você apresente o tema da próxima aula.

Marcos André – Superintendente e professor
Juliane Leandro - Cooperadora
Gustavo Matos – Cooperador


Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.