INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 10 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 10
(Revista: Central Gospel - nº 39)

Tema: SOFONIAS, O DIA DO SENHOR ESTÁ PERTO
  
Texto Áureo: Sofonias 1.14
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição ensine também as atitudes de Deus em relação a nós.
- “de linhagem real”, provavelmente teria facilidades junto a casa do rei.
- “nações gentílicas”,
- “esse dia trazer restauração”, as profecias de Deus visavam exortar e repreender, mas também traziam esperança.
- “forte cunho escatológico”, se refere ao fato de algumas profecias se referirem aos acontecimento do tempo do fim, após o arrebatamento.
_______________________________________________
1. O AMBIENTE POLÍTICO E RELIGIOSO DO PROFETA
- “velha aliança”, se refere a aliança mosaica pela lei. A infidelidade do povo era a não observância de seus preceitos.
- “eles voltavam a praticar”, o mal estava em seus corações, deveria haver uma disciplina mais profunda.

1.1. O ambiente político
- “com apenas oito anos”, nota-se que independente da idade, se alguém se firmar nos caminhos do Senhor, ele dará um testemunho digno.
- “verdadeira limpeza, a palavra limpeza está em itálico para demonstrar o grau de importância da limpeza de Josias, foi uma limpeza física e espiritual.
- Às vezes na vida da pessoa, ela precisa de uma restauração total, tirar os ídolos de sua vida e restaurar a adoração da Deus. Até mesmo para os crentes isso se faz necessário às vezes.

1.2. O ambiente religioso
- “tanto pelo Senhor quanto pelo deus Malcã”, isso constitui uma mistura entre o santo e o profano. Ainda hoje esse tipo de mistura ocorre, pessoas que adoram a Deus na igreja e a mesma boca usam para maldizer o irmão.
- “desleais e traidores”, muitos profetas, profetizavam falsamente para manterem a aprovação do rei, tudo era jogada política.
- “violência contra a Lei”, quanto a lei, os sacerdotes tinham mais responsabilidades do que os profetas, eles eram como guardiões da interpretação. Quando afirma que eles praticavam violência contra a lei, significa que eles muitas vezes permitiam que o erro ocorresse e não falavam nada.

1.2.1. Jerusalém será esquadrinhada
- “esquadrinhada”, quer dizer que será passada no esquadro, a fim de se encontrar os erros. O esquadro é um instrumento de obra para se verificar se as paredes e colunas estão dentro dos ângulos corretos.
- “o povo não era capaz de perceber”, era necessária a intervenção de Deus porque as pessoas cometiam os erros e achavam que estavam corretas. Muitas pessoa agem dessa forma, não reconhecendo o erro, por isso é necessário a ação de Deus.
_________________________________
2. A MANIFESTAÇÃO DA IRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR
- “ocasião em que Ele manifestará”, esse “dia” não é um período de 24 horas, mas um período de tempo, o “dia do Senhor” se refere a um período de tempo que o Senhor separou para executar Seu juízo.
- “um período escatológico”, no apocalipse esse período parece ter início com o arrebatamento da Igreja.

2.1. Uma palavra de juízo
- ...

2.2. Juízo escatológico
- “Grande Tribulação”, será o período em que aparecerá um personagem apresentado no Novo Testamento, o anticristo, também chamado por Paulo de “homem do pecado”, em 2 Tessalonicense 2:3

2.3. Uma chamada ao arrependimento
- “conclamava o povo a buscar a Deus”, para isso servia a profecia, para que o povo se sentisse constrangidos a buscarem o Senhor e não somente condenação.
- “não formavam coro”, quer dizer que não compartilhavam com eles das mesmas práticas.
________________________________________
3. A PUNIÇÃO DOS INIMIGOS NO DIA DO SENHOR
- “Reino do Sul”, Judá, com a capital em Jerusalém.

3.1. O juízo contra os povos vizinhos
- “grandes embates”, os principais povos que lutavam contra Israel eram Assíria e Moabe e contra Judá eram os filisteus.
- “não tolerou o tratamento perverso”, Deus promete bênçãos para quem abençoar a nação de Israel e do contrário, quem investir contra Israel será severamente castigado.
 “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra” Gênesis 12:3

3.2. O juízo vem no tempo certo
- “advertira por muitas vezes”, isso resalta a paciência de Deus, assim o Senhor age em relação ao homem. Assim o Senhor age em relação a nós, nos dando tempo para arrependimento.

4. A RESTAURAÇÃO DO POVO DE DEUS

4.1. O remanescente fiel
- O remanescente é aquele que sobrou do povo, o restante, aqui é chamado de fiel porque não se corrompeu, permanecendo firme em Deus.
- “porque depositava nele a esperança”, na verdade Sofonias escreve um oráculo da parte de Deus, não é Sofonias que tem esperança no remanescente fiel. A profecia serve para dar esperança ao povo de Deus.

4.2. O povo de Deus restaurado
- ...
______________________________________
CONCLUSÃO
- “adverte e castiga”, a advertência é o alerta, aquele que ama alerta seu filho e o castigo é a disciplina diante do erro, aquele que ama sempre disciplina seu filho. Assim é Deus, sempre alerta para não errarmos, mas se erramos, Ele nos castiga para que não venhamos a errar de novo.
- Professor(a), faça o seu resumo e repasse os principais pontos para a classe.


Boa aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.