INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da Editora Betel 4º Trimestre


AULA EM 05 DE OUTUBRO DE 2014 – LIÇÃO 1
(Revista: EDITORA BETEL)

O Agir de um Deus Sobrenatural
Texto Áureo: 2 Coríntios 4.18
 _________________________________________
 INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição procura apresentar o efeito dos milagres na vida das pessoas nos dias atuais.
- “não são acontecimentos do passado”, há uma ideia de que os milagres foram somente para os primeiros anos da Igreja na Terra, para promover seu crescimento. Acreditamos que a baixa ocorrência de milagres hoje em relação aos do livro de Atos se deve a outros fatores.
- “extrair deles grandes revelações”, os acontecimentos e eventos miraculosos do Antigo Testamento são carregados de figuras para a nossa vida Cristã na atualidade.
_______________________________________________
1. Milagres, sua origem e seu significado 
- “Tomás de Aquino”,  frade dominicano católico, grande teólogo e filósofo.
- “intervenção sobrenatural”, geralmente o Senhor não intervém nas regras da física e química que Ele mesmo criou, quando Ele faz isso é por causa de um propósito maior.

1.1.  O milagre em sua etimologia 
- “ver, olhar...que escapavam a seu entendimento”, milagres eram coisas que eles não entendiam e por isso só podiam ficar olhando.
- “ponto de vista etimológico”, ponto de vista da origem da palavra, pois etmologia é o estudo da origem das palavras.
- “manifesta sua soberania e amor”, soberania, porque o Senhor mostra que tem domínio sobre todas as coisas. Nós já sabemos disso pela fé, mas às vezes o Senhor nos mostra em loco.

1.2. A definição do termo milagre no Antigo Testamento
- “ato pelo qual Deus se dá a conhecer ao homem”, o Senhor se comunica com o homem através de alguns recursos como a palavra escrita, porém no Antigo Testamento esse recurso era escasso e o Senhor falava ao homem através de eventos miraculosos e dessa forma o homem passava a conhecer um aspecto da personalidade divina.
- “revelar a Soberania Divina”, é mostrar que o Senhor está acima de tudo e tem controle sobre tudo.
- “ação ininterrupta do Pai pela qualidade de vida”, para que essa qualidade de vida ocorra o Senhor opera pequenos milagres a cada dia. E esses pequenos milagres só podem ser percebidos com a ajuda do Espírito Santo.

1.3. A escatologia do milagre 
- “futuro escatológico”, o futuro conhecido pela transmissão das ultimas coisas pela Bíblia.
- “silêncio da transformação do coração”, quer dizer que o milagre opera um sinal que vai sendo assimilado pelos crentes de maneira que eles vão sendo revelados sobre a obra de Deus nas suas vidas.

2.   Curas, sinais, e maravilhas
- ...

 2.1. A cura
- “processos de cura”, a cura corresponde em reverter o efeito de alguma doença ou disfunção do organismo humano.
- “mas inclui ser livre de pecados”, essa seria a verdadeira cura da alma.  
- “um direito legal outorgado pelo sacrifício”, direito legal porque foi conquistado pelo pagamento de uma dívida do homem para com Deus. Foi paga por Jesus com sua morte na cruz.
- “sacrifício vicário”, é o sacrifício que envolve a vida.

2.2. O significado de um sinal Divino
- “marca do poder sobrenatural”, é um sinal de que o Senhor está operando sobrenaturalmente. Esses sinais fortalecem a fé. Quando um crente afirma que se alguém aceitar a Jesus a sua vida mudará, é porque ele já viu isso acontecer na vida de outras pessoas e na sua própria.
- “autenticar a missão”, autenticar é comprovar que algo é semelhante ao original, ou que provém do original. Autenticar a missão seria comprovar que o Senhor foi quem enviou o comissionado.
- “milagres credenciavam tanto Moisés quanto sua mensagem”, credenciar é dar a credencial que comprova a origem verdadeira, atestando o Senhor é o grande responsável por tudo. Quando um crente prega, ele está afirmando que Deus o enviou, mas quando ocorre algo sobrenatural, então todos ficam convictos que Deus realmente o enviou.

2.3.  Maravilhas 
- “somente na fé de quem tem sobre si esse dom ou qualificação”, quer dizer, operar milagres somente pela fé uma pessoa, o comentarista dá o exemplo da travessia do mar vermelho.
- “que não se assombrou ao ver um caminho no meio do mar”, se refere ao fato de eles estarem descrentes e ao amanhecer o dia o mar estava aberto, Deus operou através de Moisés sem que fosse necessário a fé do povo para isso.
Essa ideia pode esbarrar com outra colocada no Novo Testamento, veja:
“E não estão entre nós todas as suas irmãs? De onde lhe veio, pois, tudo isto?
E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, a não ser na sua pátria e na sua casa.
E não fez ali muitas maravilhas, por causa da incredulidade deles.” Mateus 13:56-58
Nessa passagem afirma que Jesus não muitas maravilhas em Nazaré pela incredulidade do povo. Na verdade não está afirmando que Jesus não pode fazer, só está dizendo que Ele não fez, é provável que Ele não quis fazer muitos milagres lá. Deus não perde muito tempo com a incredulidade.
______________________________________
3. Compreendendo o poder sobrenatural de Deus
- “poder sobrenatural como ferramenta principal”, eles uniram a pregação do evangelho com esse poder sobrenatural de operação de maravilhas, uniram o poder fé com o poder da Palavra.
- “algumas ideias humanas foram sendo introduzidas na igreja”, existe uma relação infindável de ideias humanas que se associaram à Igreja nesses 2000 anos de história, algumas delas seriam: a assimilação de conceitos humanos; ideias filosóficas; política; associação com o estado; visão modernista; auto-ajuda; teologia da prosperidade e muitas outras.

3.1. O que significa o poder de Deus (At 1.8)
- “a palavra poder é “dunamis”, essa palavra deu origem a palavra “dínamo”, que é o gerador de energia.
- “muitas igrejas se mostram negativas a esse poder”, algumas igrejas perdem o tempo em criticar o estilo pentecostal e a forma da liturgia pentecostal.
- “jamais presenciou um milagre físico”, isso é a pura verdade e existem uma série de fatores que conduzem a isso, alguns deles são: descrença, falta de propósito, arrogância, falta de amor.
- “cristãos sem uma experiência sobrenatural”, muitos crentes se contentam em conhecer a Palavra, mas não praticam a fé. São conhecedores das Escrituras, mas a operação de maravilhas está e sempre esteve associada à transmissão da mensagem. Mateus 16.17
- Outros crentes são excelentes cristãos, vão à igreja, entregam os dízimos, e cumprem outros ritos, mas só são crentes dentro da igreja, não dão testemunho no trabalho e nem na vizinhança onde moram, não evangelizam e nem auxiliam a obra missionária.

3.2.  Deus se revela no espírito 
- “se ajustando ao nível em que Ele está”, um nível das coisas espirituais, um nível em que as coisas espirituais sejam normais para nós e não assombrosas.
- “Ezequiel foi levado em espírito”, esse é um admirável exemplo, se o crente ficar somente na dimensão racional, ele jamais verá o sobrenatural de Deus.
- “no nível em que estava proferiu a palavra de vida”, por isso quando alguém vai evangelizar é necessário se consagrar e buscar a espiritualidade divina, sair do campo racional e terreno e caminhar no nível espiritual.

3.3. 0 propósito do poder sobrenatural de Deus.
- “diretamente relacionados à propagação de seu Reino”, é bom reafirmar isso, operação de milagres deve estar ligado à transmissão da mensagem do evangelho.
- “passa a ser vista de forma diferente pelos demais”, infelizmente algumas pessoas só buscam essa autoridade para isso, para serem vistas de forma diferente pelos demais. Alguns gostam de profetizar e falar em línguas, somente para se diferenciarem dos outros.
- “danos para si quanto para os demais”, de fato existem pessoas que não querem nem colocar os pés na igreja por conta falsos milagres, promessas de milagres e profecias falsas.
- “Noé foi chamado por Deus para salvar o mundo”, na verdade o chamado de Noé era para preservar as raças humana e animal de uma destruição total, pois a sentença do mundo já estava decretada.
- “Unção não é autopromoção é responsabilidade”,

CONCLUSÃO
- “não são coisas do passado”, lembrando que alguns afirmam que a operação de milagres foi necessário somente para aquela época, para o crescimento no início da Igreja.
- “nos tornar testemunhas de Seu poder”, por isso quando o crente receber um milagre de Deus deve divulgar na comunidade cristã para animar a fé dos outros e para mostrar que é possível eles receberem também.
- Recomendo que se você não fez ainda, que apresente a revista para a classe, mostre os temas das lições.
- Faça o resumo e apresente à classe.

Boa aula!

Marcos André – editor
Gustavo Matos – colaborador

Luiz Evaldo Barbosa - colaborador

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.