quarta-feira, 26 de novembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 9 - Revista da CPAD


AULA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2014 – LIÇÃO 9
(Revista: CPAD)

Tema: O prenúncio do Tempo do Fim

Texto Áureo: Daniel 8.19
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição você deve se acercar da escatologia de Daniel, é bom estudar antes para não ser pego desprevenido.
- “representando um império mundial”, explique aos alunos que “império” constitui de um reino que está acima dos outros, que domina os outros, impõe impostos, determina a política, etc. Na história da humanidade houveram apenas quatro impérios assim: Babilônia, Medo-Persa, Grego e Roma.
- “predição do capítulo dois”, se refere ao sonho de Nabucodonosor interpretado escatologicamente por Daniel.
__________________________________________
1. A VISÃO DO CARNEIRO E DO BODE (Dn 8.3-5)

1. A visão do carneiro (Dn 8.3,4,20).
- “simbolizava o império medo-persa”, cujo líder era Ciro o persa que uniu os dois reinos e subjugou Babilônia.
- “como emblema uma cabeça de carneiro”, naquela época todos conheciam esse farto, dessa forma a revelação foi bem melhor compreendida para os sábios daquela época do que para os estudiosos de hoje.
- “passavam em revista os seus exércitos”, “passar em revista” é uma atividade militar onde o comandante passa olhando a tropa em forma.
- “No mesmo dia em que Belsazar zombou de Deus”, a vitória contra Babilônia ocorreu na noite em que Belsazar bebeu vinho nos utensílios tirados do Templo do Senhor. Pelo que conta os historiadores, o exército medo-persa invadiram Babilônia por um canal que abastecia a cidade de água na calada da noite, na mesma noite da festa de Belsazar.

2. Os chifres do carneiro.
- “Média”, foi uma região ao norte do atual Iraque e sul da Turquia, atualmente os curdos afirmam serem descendente do povo medo.
- “Ciro sucedeu a Dario”, deve estar incorreto, pois de acordo com a história Ciro antecedeu a Dario e não o contrário.
- “a figura de um bode”, existe uma nova teoria de que essa visão se refira os atentado de 11 de setembro de 2001, em que um grupo terrorista atacou as torres gêmeas do World Trade Center nos Estados Unidos. Professor, se você quiser afirmar essa teoria será muito difícil encaixar ela na aula, porém recomendo ler algo a respeito, recomendo esse site: http://www.arquivo7.com.br/2010/09/e-verdade-que-o-profeta-daniel-viu.html.

3. A visão do bode (Dn 8.5-8).
- “na mitologia do mundo de então”, mitologia é um conjunto de contos e mitos que seguem uma espécie de coerência, porém sem nada que comprove a existência da maioria de seus personagens.
- “seu grande chifre refere-se a Alexandre”, Alexandre da macedônia, o general que nunca perdeu. Foi um habilidoso general filho do rei Filipe II de Olímpia.
- “que assumiram o império grego”, eles assumiram o império grego, mas não conseguiram manter a supremacia da Grécia. Os generais de Alexandre fizeram guerra entre si.  
_____________________________________________
2. O CHIFRE PEQUENO (Dn 8.9)

1.  A visão da ponta pequena.
- “Ásia Menor”, nessa parte da Ásia ficava as sete igrejas do Apocalipse cap 13.
- “Antíoco Epifânio”, foi o general grego que profanou o Templo. Tinha o desejo de modificar a cultura na Judeia, consegue algum êxito até a retomada de Jerusalém pela revolta dos Macabeus.

2. A ultrajante atividade desse rei contra Israel (Dn 8.10,11).
- “profanando o santuário de Israel”, “profanar” significa desrespeitar a santidade e pureza de algo. O que Antioco Epifanio fez foi decretar que se oferecesse sacrifícios de animais imundos no Templo e colocou imagens pagãs nele e removeu o altar.

3. A purificação do santuário (Dn 8.14).
- “ocorreu três anos e dois meses depois de o altar do Senhor ter sido removido”, isso significa que após séculos de domínio pelos impérios babilônicos, persa e grego os judeus se uniram após apenas três anos de profanação do Templo, mostrando como os judeus valorizavam o santuário naquele período, chamado de interbíblico.
________________________________________
3. ANTÍOCO EPIFÂNIO, O PROTÓTIPO DO ANTICRISTO
1. Antíoco Epifânio.
- “Trata-se do rei de cara feroz”, esse rei não é mencionado na Palavra, a não ser nessa referência da profecia de Daniel. É feito menção dele nos livros de Macabeus da Bíblia católica.
- “um tipo do Anticristo”, o Anticristo é um personagem escatológico referenciado nas cartas de João, nas cartas de Paulo ele é mencionado como o homem do pecado.
- Veja o que Jesus afirmou:
“Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, entenda;” Mateus 24.15
- Jesus faz ligação da citação de Daniel sobre Antíoco e o Anticristo, esse abominável da desolação é a profanação que Epifânio fez e que o Anticristo fará.

2. A visão do anjo Gabriel (Dn 8.16).
- “propósito de explicar a Daniel a visão”, para a igreja Católica, esse anjo é da classe dos arcanjos como Miguel, mas não há nenhuma referência na Bíblia evangélica que confirme isso. Miguel é o chefe das milícias celestiais enquanto Gabriel é um ministro assistente do trono de Deus Lucas 1.19.
- O anjo Gabriel sempre aparece na função de anunciar algo, trazer alguma mensagem, provavelmente ele não é da classe dos arcanjos, porque essa classe é dos anjos de guerra.

3.  O tempo do fim (Dn 8.17).
- “período entre o final do exílio”, se refere ao fim do cativeiro em Babilônia.
- “segunda vinda de Cristo”, evento chamado de “parousia”, que terá início com o arrebatamento da Igreja e se concluirá com a vinda em glória do Rei dos reis.
- “reinos deste mundo são efêmeros”, são passageiros, ou temporários ou simplesmente de pouca duração.
- “reino do Messias”, esse Reino já existe nos corações dos servos e ministros de Cristo o nosso Rei, mas ele terá início das atividades terrenas no final da 2ª vinda de Jesus com a instituição do Milênio, e terá seu apogeu eterno após o Juízo Final, onde Jesus entregará todos os povos e línguas e nações nas mãos do Senhor Deus dos Exércitos 1 Coríntios 15.28.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “e do mundo está sob o olhar do Altíssimo”, ninguém pega Deus de surpresa, Ele sempre soube de todo que se passará, sempre soube que Satanás se engrandeceria e que também o homem cairia. O Diabo só age porque Deus permite e se Deus ainda tolera os homens se matarem uns aos outros é porque Ele ainda quer salvar alguns.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.