INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 13 de dezembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 11 - Revista da CPAD



AULA EM 14 DE DEZEMBRO DE 2014 – LIÇÃO 11
(Revista: CPAD)

Tema: O Homem vestido de linho

Texto Áureo: Daniel 10.5
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição ensine a importância da perseverança na oração.
- “haviam passado uns quatro anos”, o livro de Daniel foi escrito durante a sua vida, as situações miraculosas e as revelações ocorreram pelo espaço de vários anos umas das outras.
- “orar e jejuar em favor do seu povo”, esse era um dos motivos pelo qual Daniel era um servo muito amado. Ele amava o que Deus amava e estava interessado no que Deus estava interessado.
__________________________________________
1. UMA VISÃO CELESTIAL (Dn 10.1-3) 

1. O tempo da profecia de Jeremias (vv.1,2).
- “acontecimentos dos últimos dias”, professor(a), vale a pena explicar que esses últimos dias se refere ao período que estamos vivendo.
- “tem o conhecimento total e completo do futuro”, Deus ter conhecimento do futuro não quer dizer que nós não temos livre arbítrio, Ele apenas conhece a história que nós ainda vamos escrever.

2. Daniel um homem de oração.
- “não se descuidou de sua vida de jejum e oração”, Daniel estava envolvido nos problemas da nação, ainda que ele estivesse naquela situação.
- “espírito excelente”, note que espírito está com “e” minúsculo, porque não se refere ai Espírito Santo, ma sim ao ânimo de Daniel em fazer a vontade do Pai.
- “não se ungido com unguento”, o unguento era como um perfume para a pele que se usava depois do banho, Daniel registra isso pra dizer que não se arrumou e não usou roupas limpas ou novas.
- “não desistiu de clamar e pedir pelo retorno do seu povo”, Daniel separou um longo período para buscar pela nação, não pediu nada por si mesmo, somente pelo povo. Pouquíssimos crentes conseguem fazer isso hoje.
- “desígnios”, é o desejo de fazer algo, a vontade de Deus.

3. A tristeza de Daniel.
- “o motivo real que trouxe tamanha tristeza”, podemos até especular que tenha sido a falta de resposta, pois somente depois das três semanas o anjo veio com a resposta Daniel 10.12.
- “Daniel continuou a orar e jejuar”, Daniel não desanimou pela demora na resposta, precisamos ter a consciência de que o Senhor está recebendo a nossa oração e se ainda não respondeu é porque algum motivo há. Alguns ensinam que se a resposta não veio é porque não oramos com fé, mas a falta de fé seria só mais um motivo, existem muitas outras coisas a serem levadas em consideração.
- “trabalho da reconstrução do Templo havia sido interrompido”, a obra do novo Templo estava ocorrendo em Jerusalém com o governador Zorobabel, o sumo sacerdote Josue e o sacerdote Esdras. Essa obra foi interrompida pela perseguição dos povos em volta de Jerusalém, mas tarde ela foi retomada depois da profecia de Ageu que afirmou que: “a glória da última casa seria maior do que a da primeira.” Ageu 2.9
_____________________________________________
2. A VISÃO DO HOMEM VESTIDO DE LINHO (Dn 10.4,5)

1.  Um “homem vestido de linho”
- “tenha visto o Senhor Jesus Cristo”, O Senhor Jesus se manifestou fisicamente algumas vezes no antigo testamento da forma que chamamos de teofania, ou seja a manifestação física da divindade.
- “Homem algum pode resistir diante da glória do Senhor”, existem relatos de homens que conversaram com anjos e até lutaram com eles, mas diante dessa manifestação em glória de Cristo eles não podem ficar em pé, foi assim com Paulo no caminho para Damasco Atos 9.3,4.

2.  “Eis que uma mão me tocou”.
- “porém nem sempre podemos vê-los”, só o veríamos se esse fosse o objetivo da missão deles, por isso eles ficam invisíveis e imperceptíveis a nós. Houve ocasiões em que os homens quiseram maltratar os seres angelicais enviados, Gênesis 19.4-9
- “Alguns anjos se rebelaram contra Deus”, fizeram isso sob a liderança de Satanás que também era um anjo. Por isso a Bíblia afirma que ele levou consigo a terça parte do céu. Apocalipse 12.4
- “Miguel, o arcanjo”, a classe dos arcanjos é uma classe de anjos de guerra, e Miguel é o responsável pela guarda de Israel. Parece ser o anjo mais forte de todos que há no céu.

3.  “O príncipe do reino da Pérsia”.
- “seja um anjo satânico”, alguns teólogos acreditam que esse fosse um anjo com encargos sobre regiões talvez da classe dos principados. Com certeza era uma classe muito forte.
- “discernimento em relação aos anjos”, é entender a ação deles no mundo e nas regiões celestiais. Alguns crentes chamam os anjos em oração, falam com anjos, dão ordens aos anjos, até oram para os anjos, sem saber quem são e qual a missão deles. Algumas pessoas tornam o culto a Deus em culto aos anjos.
________________________________________
3.  DANIEL É CONFORTADO POR UM ANJO (Dn 10.10-12)

1. Daniel é confortado por um anjo (10.10-12).
- “o homem mui desejado”, foram as palavras do próprio anjo, em algumas versões aparece “homem mui amado”, o anjo falou sobre como Daniel era visto no céu. Ele era muito amado. Essas palavras são reconfortantes, pois se temos a certeza que somos amados de Deus, então conseguimos forças para continuar nas lutas da caminhada.

2. O conflito entre o Arcanjo Miguel e o príncipe do reino da Pérsia (10.13).
- “príncipes das milícias satânicas”, são anjos de classes mais elevadas que as potestades do ar, somente um arcanjo poderia vencê-los.
- “mas anjos satânicos”, há muita organização no reino das trevas, existem funções específicas. Satanás se organiza para bagunçar as vidas das pessoas.
- “Miguel, o príncipe de Israel”, Miguel tem responsabilidade pela nação de Israel e como ele não é onipresente, então ele não pode atender a chamados de alguns crentes que querem amarrar algum demônio por aí.
- “impedir que Daniel recebesse a revelação”, Satanás sabia que a oração de Daniel tinha um efeito muito grande, por isso tentou frustrá-lo. Quando o inimigo luta contra nós é porque ele sabe que Deus nos ama e responderá nossas orações.

3. A hostilidade espiritual contra o povo de Deus.
- “de todas as formas destruir Israel”, o inimigo não pode atingir Deus de forma nenhuma, por isso ele tenta atingir aqueles a quem Deus mais ama, que é o Seu povo.
- “tenta de todas as formas destruir a Igreja de Cristo”, nós somos a Igreja de Jesus, muitas vezes o inimigo tenta nos acertar, mas como nós estamos com Deus, então ele tenta acertar àqueles que amamos.
- “batalha contra as potestades”, assim ocorre no mundo espiritual quando oramos, Deus nos envia a resposta, mas se ela demorar a chegar devemos perseverar na oração e jejum.
- “aquele que venceu as forças do inimigo”, como Jesus venceu sabemos que podemos vencer, pois estamos com Ele. Se alguém está sem Jesus, então perdeu a proteção.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “pudesse recobrar as suas forças físicas”, assim acontece conosco na luta, sentimos um refrigério, pois o Senhor renova nossas forças.
- “O toque de Deus nos anima”, esse toque pode ser uma palavra, um gesto, ou uma situação que nos mostre que o Senhor está presente e falando conosco.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.