INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da CPAD



AULA EM 11 DE JANEIRO DE 2015 – LIÇÃO 2
(Revista: CPAD)

Tema: O Padrão da Lei Moral

Texto Áureo: Deuteronômio 4.13
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição extraia os ensinamentos para as nossas vidas hoje, na atualidade.
- “Deus colocou a sua lei no coração e na mente de todos”, o ser humano já nasce com essa configuração de fábrica. Esse padrão moral já está na alma de cada um.
- “foram colocadas em forma de lei”, Deus deu forma e nome àquilo que todos já conheciam.
__________________________________________
1. AS TÁBUAS DA LEI

1. Formato.
- “duas tábuas com quatro faces”, essas tábuas eram de pedra e foram lavradas por Moisés, ele mesmo as retirou da rocha.
- “considerando que elas foram colocadas na arca”, tomando as medidas da arca que foram dadas por Deus, temos a ideia das medidas das tábuas, pois elas foram colocadas dentro da arca.
- “Contém 172 palavras”, considerando os dez mandamentos no texto em hebraico.

2. A divisão das tábuas..
- “tem encontrado eco nos tempos modernos”, quer dizer que ecoa hoje, ou seja, outros estudiosos afirmam a mesma coisas ou citam essa teoria.
- Na verdade pouco interessa esse conhecimento.

3. A rebelião.
- “havia se corrompido com o bezerro de ouro”, eles alegaram que Moisés tivesse demorando e contavam que provavelmente ele nem viria mais. Repare se não tem um paralelo com a volta de Cristo essa atitude do povo. Muitos nem contam mais com o retorno do Mestre.
- “Onde está o compromisso do povo”, aquele povo viu o mar se abrir e os egípcios morrerem nele, isso mostra que o excesso de milagres não produz fé. A Bíblia alerta que a fé vem pelo ouvir a Palavra. Rm 10.17

4. Deus renova o concerto.
- “após ser interrompida por causa da rebelião”, foi Deus mesmo quem interrompeu devido a algazarra que o povo estava fazendo lá embaixo. Ex 32.7
- “as tábuas do concerto foram quebradas”, foi o próprio Moisés quem quebrou as primeiras tábuas, pela segunda vez ele deu lugar a ira, como consequência ele teve que lavrar tábuas novas, dessa vez foi ele quem talhou os mandamentos nas tábuas.  Se entende que quando damos lugar a ira, teremos consequências desagradáveis.
_____________________________________________
2. OS DEZ MANDAMENTOS

1.  Origem do termo.
- Conclui-se que o termo “dez mandamentos” tem origem no hebraico com palavra “mitsvah”. Foi essa a primeira palavra usada para se referir aos mandamentos.

2.  Classificação.
- “vertical e horizontal”, vertical quer dizer de baixo pra cima e de cima pra baixo, ou seja do homem com Deus e na horizontal com as pessoas a nossa volta.
- “Os primeiros mandamentos são teológicos”, “teológico”, quer dizer aquilo que se refere ao conhecimento de Deus.
- “se resumem no primeiro e grande mandamento”, foi Jesus quem apresentou esse mandamento que já fazia parte da lei, mas não estava expresso no decálogo, porém está implícito nele.
- “amar o próximo como a si mesmo”, esse é outro que não está expresso nos dez mandamentos, mas é subentendido dele.

3. Forma.
- “estilo sóbrio e de estrutura rítmica”, essa é uma análise literária da estrutura dos dez mandamentos.
- “leitura litúrgica”, é a leitura que faz parte de liturgia em cerimoniais e eventos. A Bíblia inteira mantém um formato poético e rítmico, mesmo traduzida a Bíblia mantém sua forma poética, existem Salmos que podem ser lidos inteiros em cerimoniais.
- “não admitem exceção”, esses mandamentos valiam para o rei e também para o pobre ou estrangeiro. Atualmente a aposentadoria dos políticos em nosso país são regulados por lei própria e não pelas leis trabalhistas da população.
- “são positivos”, quer dizer que não são proibitivos, eles mandam fazer e não proíbem como os outros.
________________________________________
3.  A QUESTÃO DOS PRECEITOS DA LEI
1. Uma só lei.
- “uma corrente de interpretação”, se refere a um tipo de interpretação defendida por uma certa quantidade de teólogos.
- “a lei moral”, seria uma lei que diz respeito às questões morais do ser humano, que trata de sua alma ou seu caráter.
- “lei cerimonial”, seriam preceitos que se referem as cerimônias religiosas.
- “jamais dividiram sua lei em moral e cerimonial”, essa divisão foi feita pelos teólogos católicos e pelos reformadores, originalmente para os judeus a lei é uma só.

2.  A lei do Senhor e a lei de Moisés.
- “mas a lei é uma só”, quer dizer que em toda a lei existem esses preceitos, eles são perceptíveis nela, mas não significa que há diferença quanto a importância ou a atenção que se devia dar a eles.
- “lei de Moisés porque foi ele o mediador”, assim como o Apocalipse é a revelação de Jesus à Igreja, mas chamamos de Apocalipse de João por ter sido ele o redigiu.

3. A lei de Deus.
- “palavras escritas em tábuas de pedra”, se refere aos dez mandamentos, pois o restante foi escrito em rolos.
- “certos grupos sectários”, se refere àqueles que guardam o sábado, como os adventistas e os judaizantes. A maioria dos teólogos consideram os adventistas como seita em nosso país.
- “ideia de que a lei de Deus se restringe aos Dez Mandamentos”, segundo esses grupos os dez mandamentos teriam sido preservados como lei e não deveriam ser abolidos com o restante da lei.
__________________________________________
4. A LEI A GRAÇA

1. A transitoriedade da lei.
- “gravado com letras em pedras [...] era transitório”, a Lei foi dada como um preparo para a graça de Cristo, primeiro a Lei condena o ser humano e depois a graça o salva e liberta. Não poderia vir a graça sem antes vir a condenação, ninguém precisaria da graça se não tivesse condenado de alguma forma.
- “teólogo Chafer”, Lewis Sperry Chafer, foi um teólogo americano do século XX, escritor e fundador do Seminário Teológico de Dallas.
- “a verdade moral...foi restaurada sob a graça”, segundo esse teólogo os estereótipos e os rituais foram abolidos, mas ficou a verdade moral restaurada sob a graça. Um exemplo: A Lei diz “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão” Dt 5.11 A Lei crua é “não falar o nome do Senhor a toa”, mas a verdade moral é “não banalizar o nome de Deus, ter respeito ao nome do Senhor”, essa verdade foi restaurada na graça.
- “não compromete a sua autoridade como revelação”, quer dizer que tendo sido restaurada na graça, a Lei não perdeu a sua autoridade como revelação de Deus. Ela não é ruim, ela foi dada no momento certo pra humanidade.

2. A graça. 
- “hipotético”, aquilo que é uma hipótese, uma suposição possível.
- “salvação pela observância da lei”, supõe-se que seria possível a salvação pela observância completa da Lei, sem falhar em nenhum ponto.
- “O mais excelente dos rabis de Israel”, se refere a Jesus.
- “só conseguiu cumprir 230 pontos dos 613 preceitos da lei”, parece se referir aos 613 preceitos extraídos da Lei e listado pelos judeus ortodoxos, desses preceitos o de número 230 diz: “Pendurar o cadáver daquele que, pela Torah, incorre nesta pena: “…pendurá-lo-ás num madeiro…” – Dt 21:22.
- “A lei diz “faça e viva””, se refere a obrigatoriedade de cumprir os preceitos sob risco de morrer caso não os cumpra.
- “a graça diz “viva e faça””, se refere a transformação que a graça promove na pessoa, onde ela é transformada e passa cumprir as ordenanças religiosas por vontade própria, com prazer e alegria.

3. Os mandamentos de Cristo.
- “mas exercer fé em Jesus”, essa exposição pode derrubar muitos argumentos sobre a guarda do sábado.
- “Essa doutrina é ratificada”, quer dizer que ela foi confirmada na carta de João.
- “é a lei do amor”, o amor é o resumo de tida a lei, tanto em relação a Deus ou ao próximo, a lei se resume em amor.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “a salvação é pela fé em Jesus, sem as obras da lei”, se os legalistas acreditam que devem guardar o sábado para obterem a salvação aqui está uma resposta contundente a essa pretensão.
- “remendo de pano novo em veste velha”, nessa analogia o cristianismo seria o “pano novo” e a Lei seria a “veste velha”, a recomendação é que o cristianismo não foi elaborado para remendar a Lei, mas para substituí-la e colocar em prática o maior dos preceitos morais da Lei, o amor.

Marcos André – professor

Boa Aula!

7 comentários:

  1. Pr.Marcos André Paz do Senhor, Pode me tirar essa dúvida?
    Na lição CPAD a verdade prática fala sobre lei cerimonial, civil e moral embora, pareça falar hipoteticamente mas também parece corroborar,eu gostaria de saber se estas divisões são antibíblicas ou não? Porque eu estava pesquisando em outros sites e um ex-adventista que agora é pastor, mas não identifica sua igreja atual diz o seguinte:
    A BÍBLIA DIVIDE A LEI EM MORAL E CERIMONIAL?
    Os adventistas alegam que a lei se divide em duas: moral e cerimonial. Fazem isto para salvar a guarda do sábado que dizem fazer parte dos mandamentos morais. Tais pessoas usam de todos os meios para conseguirem impor suas idéias, até mesmo citar autoridades protestantes fora do contexto. Mas vejamos se a Lei está dividida em duas, uma moral (os Dez Mandamentos) e a outra cerimonial (o livro da Lei). A primeira, dizem, “não foi cravada na cruz”, enquanto a segunda confessam, “foi totalmente ab-rogada”.... ( ...) Os adventistas querem passar a imagem de que os Reformadores foram os que deram inicio a este conceito de duas leis – uma moral e outra cerimonial. Faz-se aqui necessário esclarecer que o catolicismo já ensinava isto há muito tempo. Os católicos foram os primeiros a fazerem essa divisão de “lei cerimonial” e “lei moral”. Justamente a Igreja Católica que os adventistas mais atacam! Sim, foram eles os primeiros a fazerem tal divisão e não os protestantes.
    O texto completo é muito interessante e parece ter respaldo bíblico,mas preciso de sua ajuda, o site é: http://www.cacp.org.br/a-divisao-da-lei/# Ir. Isis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmã Isis eu demorei para responder porque estava muito ocupado, desculpe-me, mas analisei lá e verifiquei que dividir a lei para fins de guarda de dias, ou para manter uma parte e descartar o resto está errado de fato. A lei é uma só, o comentarista faz a divisão somente para estudo, pois como a lição mesmo afirma "a lei é uma só. Realmente o link que você mandou diz a verdade e expõe o que o adventismo tenta passar como certo.
      Fique tranquila que a lição está de acordo com os preceitos da doutrina dos apóstolos.
      Paz de Cristo.

      Excluir
  2. Amigo, eu não vi a tua assinatura no comentário, eu li o material no link e achei interessante, mas só comento se você deixar tua assinatura, tem um inscrição no final do link "#Ir Isis" seria essa a tua assinatura?

    ResponderExcluir
  3. Desculpe Pastor Marcos é a irmã Isis mesmo, é que ficou tudo colado. rsss.
    Irmã Isis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmã, bem que eu desconfiava que já tinha visto esse nome. Paz de Cristo, vou dá uma lida mais atenciosa no texto da CACP que você me mandou no link e depois de falo.

      Excluir
  4. Deus abençoe por tudo pastor Marcos o sr. tem nos ajudado bastante. A minha benção ainda não chegou eu não estou esquecida, continue orando por mim e eu continuo orando pelo seu ministério. Amém.
    Ir. Isis

    ResponderExcluir
  5. Eu compreendo suas ocupações imagina! Ainda se o sr. não tivesse esclarecido eu compreenderia porque o sr. tem feito muito mesmo para nos ajudar, agradeci antecipadamente porque achei que o terceiro tópico fosse a explicação, mas agora entendi melhor ainda. O sr. é uma benção! gosto demais do seu blog.
    Irmã Isis.

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.