quarta-feira, 4 de março de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 10 - Revista da CPAD


AULA EM 08 DE MARÇO DE 2015 – LIÇÃO 10
(Revista: CPAD)

Tema: Não Furtarás

Texto Áureo: Efésios 4.28
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição busque aplicar para os dias atuais apresentando situações em que as pessoas hoje cometem esse tipo de pecado.
- “se não houver respeito mútuo pela propriedade”, as leis servem para possibilitar a vida em sociedade, se não houvesse esse tipo de ordenação, o mundo seria um caos.
- “tendo conseguido as coisas de maneira lícita”, ainda que alguém tenha conseguido algo de maneira ilícita, só o estado pode tomar e fazer justiça.
__________________________________________
1. O oitavo MANDAMENTO

1. Abrangência.
- “proibição de simples furto”, na sociedade daquela época, em que as pessoas não tinham muitas posses, esse mandamento poderia ser encarado com simplicidade, mas na atual sociedade, onde o mercado de bens e serviço é grande, devemos vê-lo de forma abrangente.
- “negócio com vantagem ilícita”, isso inclui também a atual agiotagem, que é o empréstimo com a prática do ágil, ou seja, a taxa de juros ilegal.
- “isso envolve justiça social”, aqui significa a provisão de emprego para que ninguém passe necessidade ao ponto de roubar.

2. Objetivo.
- “respeito pelos bens alheios e pelo próximo”, respeitar o próximo é respeitar seus bens também. Muitos crentes nos dias atuais praticam pequenos furtos e consideram isso como coisa sem importância.
- “numa estrutura hipotética”, ela lança hipóteses que poderia ocorrer no dia a dia, por isso é de fácil entendimento para o povo.

3. Contexto.
- “tradição rabínica”, os rabinos são judeus religiosos, geralmente judaizantes ortodoxos, que são professores.
- “expositores do Antigo Testamento”, são os que escrevem e elaboram estudos que expõe o conhecimento da Palavra de Deus no Antigo Testamento.
_____________________________________________
2. LEGISLAÇÃO MOSAICA SOBRE O FURTO

1. A pena por furto de bois e ovelhas.
- “pertence ao campo jurídico”, é o campo da Justiça, para que a população pudesse crescer com segurança. Da lei mosaica provinham os regulamentos para que se aplicasse essa Justiça.
- “Na nova aliança, ao campo espiritual”, no Novo Testamento as ordenanças tem efeito no campo espiritual primeiro. Se um membro furta algo, como água (gato de água) acreditamos que antes de ele ser denunciado ele já deixou de receber as bênçãos do Senhor e corre o risco de perder a salvação.
- “A pena era atenuada”, quer dizer que era diminuída.
- “se o ladrão confessasse voluntariamente”, a Lei de Moisés parece extremamente rígida se analisarmos dentro do nosso contexto, mas se vermos conforme o contexto da época do Antigo Testamento, veremos que ela era equilibrada e necessária.

2.  Furto à noite com o arrombamento da casa.
- “assassinato premeditado”, a premeditação do assassinato caracterizava o dolo, a intenção de matar, e isso era punido com a morte.
- “alegar legítima defesa”, essa alegação pode ser feita quando a vida da pessoa que matou o ladrão estava em risco.

3. O ladrão do dia.
- “protege a vida do ladrão...em flagrante durante o dia”, aqui se passa o quadro do ladrão que foi rendido ou que se rendeu, nesse caso o ladrão não pode ser morto, porém se o ladrão após ser identificado investir contra o dono da casa, então esse pode agir em legítima defesa, seria julgado como uma morte em combate pela vida, como ocorria nas guerras. Na verdade a Bíblia não trata a morte em legítima defesa.
- “será culpado de sangue”, quer dizer que a pessoa sofrerá as consequências como se fosse um assassinato comum.
- “será vendido como escravo”, mais um caso de tolerância da escravidão, em outras culturas o ladrão que se rendeu ou foi rendido, seria morto ou teria seus membros amputados em praça pública, como é feito até hoje em alguns países.
________________________________________
3.  SOBRE OS DANOS MATERIAIS
1. Animal solto.
- “deve ter o cuidado para não perturbar o vizinho”, algumas pessoas deveriam observar essa lei.
- Na realidade atualmente existe esse tipo de indenização por perdas e até danos morais, desde que se consiga provar.

2. A queimada involuntária.
- “que serviam de muros divisórios”, é a chamada cerca viva, feita com plantas, geralmente espinheiros. Esses espinheiros incendiavam facilmente, se um proprietário ateasse fogo em sua propriedade próximo a divisória esse fogo poderia se alastrar para dentro do terreno do vizinho.

3. O furto e o ladrão.
...
 __________________________________________
4. O TRABALHO

1. Uma bênção.
- “mesmo antes da queda”, quer dizer que o homem sem pecado precisava trabalhar, não para seu sustento, mas para cumprir as ordens do Criador.
- “O trabalho realiza o ser o humano”, é um efeito psicológico, independente de que trabalho, desde que seja honesto.

2. Os bens.
- “mandou que o moço rico desse seus bens”, não se deve levar isso como regra, Jesus estava mexendo naquilo que prendia aquele homem rico.
- “mas a riqueza pode ser um tropeço”, qualquer bem material pode se tornar um ídolo para a pessoa que o possui. Alguns podem ter uma casa de praia e não perder a salvação, no entanto outros não entrarão no Reino de Deus por conta um relógio velho.

3. O Novo Testamento.
- “e eu trabalho também”, o trabalho é a essência do Reino de Deus. O Reino cresce mais nas mãos dos que trabalham mais do que os pregadores e mestres.
- “contribua para suprir a necessidade do próximo”, para que haja qualidade no meio do povo de Deus. Não devemos viver cada um por si.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “deve ter bom testemunho”, esse atualmente é o ponto central de todo crente, mais importante do que ter conhecimento ou cargo é ter bom testemunho.
- “dessa maneira Deus será glorificado”, quando um servo de Cristo faz algo na qualidade de cristão, então o Senhor é glorificado pelo povo. Se um crente demonstra honestidade, as pessoas observam e passam a ver os filhos de Deus com bons olhos.
- Elabore o resumo e apresente.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.