sexta-feira, 1 de maio de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 5 - Revista da CPAD


AULA EM 03 DE MAIO DE 2015 – LIÇÃO 5
(Revista: CPAD)

Tema: Jesus Escolhe seus Discípulos

Texto Áureo: Lucas 14.27
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição ensine o que é ser um discípulo de Jesus
- “Palavra tem para a construção do Reino de Deu”, a Palavra de Deus é a base do Reino e se alguém não medita na Palavras perde a base, então Satanás vem com seus ataques para derrubar o crente.
- “ensinou mais do que pregou”, naquele tempo o conceito de pregar não era como o conhecemos hoje. Pregar era simplesmente anunciar o Reino de Deus Mc 16.15, e ensinar era doutrinar o novo crente. A ênfase maior era para o ensino, porém hoje a ênfase maior é para a pregação, erradamente, pois Jesus era um ensinador.
- “eram recheadas de conteúdo pedagógico”, em Jesus a pregação e o ensino se confundiam, Ele anunciava ensinando.
__________________________________________
1. O MESTRE

1. Seu ensino.
- “dedicada a ensinar e a preparar os seus discípulos”, Jesus precisava prepará-los para ao que eles enfrentariam. Assim nós temos que fazer com os novos convertidos, nossos jovens e todos.
- “as pessoas ficavam maravilhadas com o ensino do Senhor”, embora o ensino de Jesus fosse carregado de conteúdo as pessoas se maravilhavam pela graça de Deus que havia nas palavras de Jesus e outros se maravilhavam da Sua autoridade no falar Mt 7.29. Note que não é o muito conteúdo que chama a atenção das pessoas, mas a forma de transmiti-lo, para ensinar tem que ter graça e autoridade.
- “seu ensino era de origem divina”, só tem autoridade para ensinar e pregar quem recebeu de Deus, quem não recebe de Deus fica imitando e fingindo.

2. Seu exemplo.
- “Porque eu vos dei o exemplo”, o exemplo tem o poder de convencimento melhor do que mil palavras, Jesus nunca mandou ninguém subir o monte, mas porque ele fazia nós fazemos hoje. Essa é a melhor técnica pedagógica se alguém ensina deve utilizar o exemplo.
- “fariseus que ensinavam, mas não praticavam”, essa é uma das características de quem é somente religioso. Ensina e exige aquilo que não faz. As pessoas percebem com o tempo e o ensino perde a credibilidade.
- “nada adianta a beleza das palavras”, atualmente os ministros se aprimoraram na eloquência, isso pode ser bom, mas infelizmente muitos usam para o mal, pregam bonito e convencem o povo a fazer coisas terríveis que não tem nada a ver com o evangelho.
- “O povo se convence mais rápido pelo que vê do que pelo que ouve”, essa grande verdade deve ser repetida para a classe, para fixar.
__________________________________________
2. O CHAMADO

1. O método.
- “Dessa forma, todas as classes foram alcançadas por Jesus”, Jesus não se preocupou se eram pessoas de difícil trato, ou letrados ou problemáticos.
- “dentre esses seguidores que Jesus chamou doze”, os seguidores eram aproximadamente setenta discípulos, mas desses, ele chamou setenta doze apóstolos.

2. O custo.
- “deixa bem claro quais são as implicações”, Jesus não os enganou e nem iludiu, como muitos líderes fazem hoje, tentam passar para o povo que no evangelho é tudo uma maravilha. Muitos crentes que vem com essas promessas acabam recuando na primeira dificuldade.
- “Tornar-se discípulo é bem diferente”, a palavra “discípulo” é sinônimo de “aluno”, mas no meio cristão há uma diferença. O discípulo é aquele que segue aprendendo, discípulo é um seguidor e aluno é somente o que é instruído. Só para acrescentar, a palavra “apóstolo”, significa “enviado”.
- “o seguidor passa a conviver com o mestre”, dessa forma o discípulo passa a aprender com os gestos e atitudes do mestre.
- “não queria que o seguisse apenas por empolgação”, a empolgação acontece no início da caminhada, quando estamos empolgados e fazemos coisas que nunca fizemos, mas quando esse momento passa precisamos ter aprendido as lições de Jesus para ficarmos firmes e continuar na caminhada.
- “abrir mão de algumas coisas para seguir”, o crente deve ter consciência de que nem todos em sua casa vão entender e aceitar a sua chamada, muitos não terão o apoio do conjugue ou dos pais. Tudo isso deve ser pesado e a recompensa no final deve ser levada em conta.
__________________________________
3. O TREINAMENTO

1. Mudança de destino.
- “um lugar central nos ensinamentos do Mestre”, a cruz foi o último ensinamento, Jesus preparou eles para aquele momento, mas quando o momento chegou eles demoraram a entender, mês depois entenderam.
- “aparece como um divisor de águas”, é aquilo que faz a separação entre um coisa e outra, está dizendo que a cruz faz a divisão entre o que quer servir a Jesus de verdade e o que só estava esperando o Messias para a nação Israel.
- “Uma mudança de rumo ou destino”, diante da cruz os discípulos puderam entender que a obra de Jesus era muito mais ampla do que simplesmente o livramento da nação naquela época.
- “somente para aqueles que morrerem para este mundo”, o nosso preparo é para a vida eterna com Deus e não para vivermos bem nesse mundo. Muitos crentes investem e sonham em uma vida próspera aqui, mas a prioridade do crente deve ser o céu.

2. Mudança de valores.
- “mudança de mentalidade dos discípulos”, é a mudança de valores, os discípulos passaram a valorizar outras coisas. Existe um evangelho sendo pregado, que não provoca a mudança de valores nas pessoas, pelo contrário, as ensina a serem mais materialistas e avarentas.
- “possuir uma mente materialista”, não poderiam ter uma mente focada nos bens materiais.
- “o Bom Pastor, supre cada uma das nossas necessidades”, se estamos seguindo a Jesus devemos deixar de se preocupar com as coisas materiais e deixá-las nas mãos de Jesus, nossa preocupação deve ser as coisas espirituais.
____________________________________
4. A MISSÃO
1. Pregar e ensinar.
- “vemos Jesus enviando os doze”, por isso eles passaram a se chamar apóstolo, que significa “enviado”.
- “deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios”, e essas virtudes são repassadas a todos aqueles que assumem a missão dos apóstolos de Jesus, a missão de levar o evangelho aos quatro cantos da Terra.
- “possui o sentido de "proclamar como um arauto"”, como dissemos anteriormente, pregar é simplesmente “anunciar”. Essa é a principal missão do povo de Deus. Jesus também mandou fazer discípulos em todas as nações Mt 28.19, e fazer discípulos é pelo ensino da profundidade do evangelho. Então nossa missão é pregar e ensinar.
- “Quando a Igreja se esquece desse princípio, ela perde o seu foco”, pergunte aos alunos se eles conhecem igrejas que esqueceram esse princípio.

2. Libertar e curar.
- “ libertação para todos aqueles que se achegavam”, se refere à libertação do pecado, embora sabemos que Jesus também expulsou demônios.
- “Frank Stagg”, foi um teólogo batista, professor, escritor e pastor nos Estados Unidos, morreu em 2001.
- “Ele já era redentor da doença e do pecado”, Jesus curava e administrava a receita: “vá e não peques mais!”, Ele já estava mostrando para que veio.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “o ensino tem na formação do caráter cristão”, o caráter cristão que é mencionado aqui, se refere aos valores de Cristo, é ter a mente de Jesus, todos que recebem Jesus devem ser ensinados nas doutrinas do Evangelho, e assim aos poucos os crentes vão adquirindo essa mente de Cristo.
- “precisa ser acompanhada pelo exemplo”, professor(a), foque nisso, pois vivemos em um momento em que o exemplo não é mais importante em muitos lugares, mas no Reino de Deus é importantíssimo.
- “recursos didáticos eficientes”, se refere a técnicas, métodos e materiais para o ensino.
- “hiato existente entre o professor e o aluno”, hiato é o encontro de duas vogais na palavra, mas que não estão na mesma sílaba, ex: pa-ís, as vogais estão juntas mas são separadas. Assim acontece em muitas salas de aula, o professor está no mesmo ambiente do aluno, mas há um universo que os separa. Jesus foi o Mestre que acabou com todos os hiatos que existiam entre Ele e todo mundo.
- Elabore o resumo e apresente e não se esqueça de corrigir os exercícios.

Marcos André – professor


Boa Aula!

2 comentários:

  1. Por favor! complete a lição! É muito aproveitosa para mim. Paz do Senhor! tenha um bom domingo.

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.