sábado, 11 de julho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da Central Gospel

INCOMPLETO

AULA EM___DE______DE 2015 - LIÇÃO 2
(Revista: Central Gospel - nº 43)

Tema: SERVIÇO E FÉ

Texto Áureo: Isaias 53.11
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição mostre como a fé pode conduzir as pessoas a fazerem muito pela obra de Deus.
- “trabalhando nos bastidores”, se referindo aqueles que não eram pessoas de destaque como Paulo, Apolo, João, Tiago, Pedro, mas eram crentes que trabalhavam muito sendo pouco conhecidos.
_______________________________________________
1. OS COADJUVANTES
- “muitas vezes seus nomes sequer são lembrados”, estamos falando de um tempo em que a perseguição assolava a igreja e a melhor coisa era não aparecer mesmo. Mas há um contraste grande com os dias atuais em que muitos crentes não aceitam trabalhar no anonimato e se fizerem algo e não for anunciado seus nomes logo ficam desanimados e em alguns casos fazem até confusão.

1.1. Febe, uma colaboradora valiosa
- “um cargo formal”, seria um cargo reconhecido pela liderança.
- “o que significava ser um diákonos, o termo foi usado originalmente na comunidade dos primeiros crentes em Jerusalém e serviu para designar os servidores das mesas das viúvas, mas em Cencreia não é conhecida a sua aplicação.
- “colaboradora valiosa”, é de se admirar que uma mulher naquela época pudesse ser tão eficiente ao Evangelho como foi Febe, tendo atualmente tantas facilidades encontramos muitos irmãos e irmãs colocando dificuldades a si mesmos para não trabalharem para o Senhor.
- “carta que Paulo escreveu aos romanos”, os colaboradores de Paulo o auxiliava em muitas missões, dentre elas, recolher ofertas, visitar igrejas para saber da fé dos irmãos, escrivão e até como transportadores das cartas do apóstolo.

1.2. Apeles, aprovado em Cristo
- “depois de, testada em sua fé”, provavelmente esse colaborador passou por algum drama que Paulo tenha acompanhado e por isso foi referenciado dessa forma.
- “moral irrepreensível”, moral que não se podia repreender, não por ser proibido, mas por falta de motivos para a repreensão.
- “primícias da Ásia”, quer dizer que ele foi um dos primeiros convertidos pela pregação de Paulo na Ásia.
 ________________________________                
2. OS ENFERMOS INOMINADOS
- “rejeitados pela sociedade”, era considerados imundos devido as enfermidades que possuíam, por isso não poderiam ter uma vida social.
- “referenciados apenas pelas moléstias”, são mencionados nas Escrituras como “o leproso” a “mulher do fluxo de sangue”.  

2.1. O leproso
- “caracterizado como excluídos”, os leprosos por serem considerados imundos viviam em colônias, nãos se misturavam ao resto da sociedade.
- “marca particular do desgosto divino”, isso porque Deus puniu alguns líderes com a lepra, como Miriã, por exemplo, por isso o povo criou essa superstição.
- “Não se tentava curar”, o único tratamento era o isolamento do doente.

2.1.1. A lepra na Bíblia
- “visavam proteger a comunidade”, as leis acerca da alimentação, doenças e organização do arraial tinha quase sempre o objetivo de proteger a nação da mortandade e esterilidade, porque o objetivo de Deus era criar um povo forte e numeroso.

2.1.2. A fé supera a dor da solidão e a força da Lei
- “revelava ousadia e coragem”, foi a fé que despertou esses sentimentos no leproso. Quando alguém tem fé, consegue fazer coisas que normalmente não faria. Por isso entendemos como alguns irmãos conseguem fazer a obra de Deus em meio a tantas provações.

2.2. A mulher com um fluxo contínuo de sangue
- “fluxo de sangue havia doze anos”, é interessante notar que ela estava doente a mesma quantidade de anos da filha de Jairo. A benção estava indo para a casa de Jairo, mas ela veio no meio da multidão e pegou parte da benção para ela.

2.2.1. O fluxo de sangue na Bíblia
- ....

2.2.2. Tratamentos disponíveis

- “charlatões vulgares”, por se aproveitarem da doença das pessoas para arrancarem o dinheiro delas.

                         INCOMPLETO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.