INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 1


AULA EM 1 DE JANEIRO DE 2017 – LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: As Obras da Carne e o Fruto do Espírito

Texto Áureo: Gl 5.16
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição inicie cumprimentando a todos por iniciarem mais um trimestre na EBD e apresente a revista.
- “obras da carne e o fruto do Espírito”, convém chamar a atenção dos alunos para o detalhe de que é um único fruto, pois está no singular.
- “Como poderemos vencer esse embate entre a carne e o Espírito?”, se a luta é da carne e o Espírito, então quem vence é o Espírito, porém se o Espírito vem nós vencemos também e o Espírito não opera nada em nós se não quisermos, dessa forma Ele só vence se nós o ajudarmos.
- “vencer a natureza carnal mediante o autoflagelo”, a prática de se autoflagelar (ferir a própria carne) é usual em algumas seitas. Os praticantes acreditam que podem vencer a natureza má da carne ferindo o próprio corpo.
- “uma vida controlada pelo Consolador,”, o Consolador não fará nada sem nosso consentimento, por isso Ele só pode vencer se nós dermos nossa vida em suas mãos.     
_______________________________________
I - ANDAR NA CARNE X ANDAR NO ESPÍRITO

1. O que é a carne? 
- “designar a natureza adâmica que domina o velho homem”, a natureza adâmica foi corrompida no Éden por isso ela é dominada por impulsos e sentimentos que levam o ser humano a fazer coisas ruins como matar, roubar, invejar, mentir, odiar, e muito mais.
- “fragilidade humana e a sua tendência ao pecado”, essa natureza humana caída tem forte tendência ao pecado, se o cristão se descuidar por um momento a sua natureza carnal tenta ganhar espaço.

2. O que é o espírito?
- “Esse termo significa sopro, vento”, foi o que Deus fez nas narinas do ser humano soprando seu Espírito nele e tornando-o em alma vivente.
- “descreve o espírito que habita no homem”, note que a palavra “espírito” está com inicial minúscula indicando que é o espírito do homem, acredita-se que esse espírito do homem retorne para Deus no momento da morte.
- “Espírito é a parte imaterial”, é a parte que não é matéria, mas compõe o ser humano, sendo este constituído de corpo, alma e espírito, chamamos de tricotomia.
- “também é aplicada, no Evangelho de João”, veja como está traduzido:
“Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” Jo 4.24 O fato de estar em maiúscula é devido ao entendimento do tradutor, porque no original é a mesma palavra para espírito do homem e para o Espírito Santo, já para o tradutor há uma diferença entre as duas.  
- “importante frisar que o Espírito Santo é uma pessoa”, afirmar que o Espírito Santo é pessoa implica em aceitar que ele tem sentimentos como uma pessoa normalmente tem, no caso como Deus tem, e isso é o que de fato nós acreditamos.

3. Andar na carne x andar no Espírito.
- “uma vida dominada pelo pecado, jamais agradarão a Deus”, Jesus afirmou que os que cometem pecado são escravos do pecado Jo 8.34, mas que se o Filho o libertar seria livre, Jo 8.36 quem vive na carne está aprisionado pelo pecado.
- “viver na carne opera morte (espiritual e física)”, a pessoa que vive na carne está fora da presença de Deus, essa é a morte espiritual e corre muitos riscos de perder a sua vida de diversas formas possíveis, em brigas, confusões, vícios, adultérios, etc.
- “O Espírito Santo nos ajuda a viver em santidade”, a santidade é a separação das coisas do mundo, e isso não é possível sem a ajuda do Espírito Santo. É muito difícil para o crente dizer não ao pecado.
- “melhor antídoto às concupiscências carnais”, quando a pessoa desenvolve o fruto do Espírito ela se sente bem e fortalecida para resistir às tentações. Essas concupiscências carnais são os desejos exagerados da carne.
- “nosso homem interior tenha forças e condições para opor-se”, a tentação virá de qualquer forma, mas a pessoa sentirá menos atraído pelo pecado.  
_________________________________
II -  OBRAS DA CARNE, UM CONVITE AO PECADO

1. A cobiça.
- “nos incentiva a viver em concupiscência”, já falamos que a concupiscência é o desejo exagerado, ou seja, a carne tem suas necessidades vitais e desejos normais, e nenhum deles é pecado, porém a concupiscência é o exagero desses desejos.
- “luxúria”, é um estado de bem estar pecaminoso, de entrega à sensualidade, erotismo e lascívia.
- “Eva cobiçou o fruto da árvore”, cobiça significa basicamente desejar. Pode ser entendido como o desejar o que não é permitido obter.

2. A oposição da carne.
- “O seu espírito deseja orar, jejuar e buscar a Deus”, esse espírito aqui está se referindo ao espírito do homem que foi soprado por Deus no dia em que foi criado, embora na Bíblia na tradução de Almeida apareça com inicial maiúscula.
- “ver televisão, comer bem e ficar no conforto da sua casa”, na verdade essa não é bem a luta, pois o que a carne vai preferir fazer são aquelas obras narradas no texto de Gl 5.19-21 são essas que devemos evitar que a carne execute.
- “se procurarmos viver cheios do Espírito Santo”, e para que isso seja possível devemos praticar a vida devocional falada anteriormente “orar, jejuar e buscar a Deus”.
- “O que você escolhe?”, convém lembrar aos alunos que se eles conseguiram vencer o sono e estar na Escola Dominical é porque já estão no caminho da vitória do Espírito.
___________________________________________
III - FRUTO DO ESPÍRITO, UM CHAMADO PARA SANTIDADE

1. O que é o fruto do Espírito?
- “são os hábitos e princípios misericordiosos”, se são “hábitos” então se refere a atitudes e se são “princípios” então de se refere à personalidade.
- “são o resultado de uma vida de comunhão”, se o cristão tem comunhão com o Senhor então ele está com o espírito fortalecido para resistir e assim produzir o fruto.
- “dons espirituais são dádivas...mas o fruto precisa ser desenvolvido”, há uma comparação entre o fruto e os dons, ambos são da parte do Senhor, os dons podem ser buscados através da oração, mas o fruto requer um vida devocional e o cultivo diário, ou seja, essa comunhão deve ser constante.

2. Os frutos provam a nossa verdadeira santidade.
- “tendo uma nova natureza implantada em nosso ser”, é a natureza divina, pelo Espírito Santo que é a parte de Deus em nós.
- “será acompanhado pelo fruto da justiça”, quer dizer que não tem como a pessoa ter se arrependido sem manifestar esse fruto de justiça, com obras de justiça.
- “Como conhecemos uma árvore? Por seus frutos.”, muitas pessoas se enganam com alguns crentes habilidosos que cantam bem, pregam espetacularmente e oram sete dias no monte, porém não sabem dos seus frutos porque não convivem com eles nas suas congregações. Alguns deles são lobos em pele de cordeiro.

3. A santidade que o Espírito Santo gera em nós.
- “passamos a desfrutar de uma nova posição espiritual em Jesus”, por isso ela é posicional, porque nos coloca na posição de santos do Senhor. E nessa posição passamos a ter a responsabilidade de andar em novidade de vida.
- “A santificação é gradual, progressiva e nos leva para mais perto de Deus”, quer dizer que a cada dia se alcança uma posição mais próxima do Senhor, uma maior intimidade ou profundidade de conhecimento.
____________________________________
CONCLUSÃO
- “crucificar a nossa carne com suas paixões e concupiscências”, fazendo referência à renúncia que Jesus fez na cruz por nós e assim devemos também proceder em relação a nossa carne.
- Faça uma revisão da aula com os alunos.
- Não deixe de corrigir o questionário.

Respostas:
   
De acordo com a lição, defina carne.
Essa palavra é utilizada para designar a natureza adâmica que domina o velho homem e o leva a praticar as obras da carne relacionadas em Gálatas 5.19-21.

O que é o espírito?
Esse termo significa sopro, vento, respiração e princípio da vida. Esse vocábulo também descreve o espírito que habita no homem o qual foi soprado por Deus (Gn 2.7).

Quais são as obras da carne relacionadas em Gálatas 5.19-21?
Prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias.

Segundo Gálatas 5.22, relacione o fruto do Espírito.
Amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.

Segundo os pressupostos bíblicos, quais são os três tipos de santificação?
Posicional, progressiva e final.

Pr Marcos André – professor
Tel 21 969786830 (Tim)
21 992791366 (claro)
Pregações e Palestras: 21 969786830 (whatsapp) 
email: licks1996@gmail.com

Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.