INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quinta-feira, 9 de março de 2017

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 11


AULA EM 12 DE MARÇO DE 2017 – LIÇÃO 11
(Revista: CPAD)

Tema: Vivendo de forma moderada

Texto Áureo: Ef 4.1,2
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição proponha uma aula mais prática, levando o aluno a entender que precisa praticar isso. Para isso, de aos alunos exemplos e ilustrações da vida cotidiana. Seja criativo e separa fatos para falar.
- “deve ser livre de qualquer intemperança”, intemperança é o desequilíbrio, o crente desequilibrado tem a tendência de adquirir vícios e fazer julgamentos errados.
- “em tudo sendo moderado”, o desequilíbrio pode se mostrar de muitas formas, desde a inclinação ao pecado até a prática de apenas uma atividade devocional, como o crente que só gosta de orar, mas não lê a Bíblia, ou vice-versa.
_______________________________________
I - TEMPERANÇA, O DOMÍNIO DAS INCLINAÇÕES CARNAIS

1. Vivendo de modo sóbrio. 
- “sempre prestes a entrar em erupção”, perdendo o controle com facilidade e fazendo grande estrago na vida de todos ao redor.
- “comedidos em nossas palavras e atitudes”, o primeiro órgão que o desequilibrado perde o controle é a língua.
- “vivermos de modo sóbrio”, significa não ficar fazendo loucuras ou maluquices. Alguns perdem tanto o controle que chegam a ser internados em hospícios.
- “que significa autocontrole”, em algumas da Bíblia aparece o termo “domínio próprio” em vez de temperança, pois representa bem esse significado de autocontrole.
- “nos ajuda a ser disciplinados e comedidos”, a exercer controle sobre nós mesmos, ou seja, sobre nossos desejos, vontades e nossas fraquezas.

2. Temperança e qualidade de vida.
- “temperança tem qualidade de vida”, quer dizer que a pessoa consegue se livrar de vícios e de práticas que fazem mal a saúde e consomem as finanças.
- “vivamos de modo sóbrio e equilibrado”, uma forma de desequilíbrio é a pessoa só desejar estas coisas no ugar de desejar as coisas do Reino.
- “não tem prazer nas concupiscências desse mundo”, concupiscências são os desejos exagerados da natureza carnal, temos essas concupiscências dentro de nós e somente com a ajuda do Espírito Santo conseguimos controlar.
- “e sua mortificação só é possível quando somos”, sugiro perguntar aos alunos o que significa “mortificar a carne”. Deixe eles responderem e comente o significado: mortificar a carne é renunciar seus desejos.

3. A temperança na vida de Cristo.
- “Ele não pecou e jamais experimentou”, se Jesus tivesse pecado Ele tornaria inválido o sacrifício na cruz, pois Ele passaria a ter a mesma natureza humana corrompida e assim o sacrifício não teria o mesmo peso.
- “pôde vencer as tentações da carne”, Jesus antes de vencer a morte, primeiro venceu Satanás e suas tentações renunciando a si mesmo. Ele nos mostrou como se faz.
- “comida, bebida e prazeres pecaminosos”, são coisas que satisfazem a carne e se os crentes não vigiarem acabam desejando as mesmas coisas. Por isso é necessário trazer para o convívio das nossas igrejas alguém que já não pode entrar em muitas congregações, o Espírito Santo. A quanto tempo não vemos aqueles cultos de busca do Espírito Santo?
- “não deixamos que as paixões carnais nos vençam”, o cristianismo é a religião mais difícil de ser praticada por nos propor vencer os prazeres carnais sem nos tirar do meio deles, ou seja, as tentações estão a nossa volta todos os dias.
_________________________________
II - PROSTITUIÇÃO E GLUTONARIA, O DESCONTROLE DA NATUREZA HUMANA

1. Fugi da prostituição. 
- “no grego é porneia e significa imoralidade, relações sexuais”, note a palavra grega da qual surge o termo pornografia. Atualmente a sociedade está mergulhada em uma pornografia disfarçada que adentra as casas das pessoas, é o sensualismo transmitido através da mídia, como novelas, filmes, desenhos, etc. O sensualismo é a porta de entrada para a pornografia.
- “e de todo o tipo de infidelidade conjugal”, eis alguns tipos de infidelidades conjugal, o flerte, a cobiça nas mulheres fora do casamento e até mesmo a fixação nos atores, atrizes e musas sensuais da televisão.
- “sexo antibíblico e profano”, se referindo aos dois tipos básicos: adultério e fornicação.


2. A disciplina em casos de prostituição.
- “problemas com a imoralidade na igreja em Corinto”, notamos que já naquela época ocorria esses problemas, nada é novo, todo mal na terra é uma repetição do que Satanás já fazia nos tempos passados.
- “mantendo relacionamento sexual com sua madrasta”, nesse caso já se caracteriza o incesto, que é a relação sexual entre parentes e afins.
- “O pecado precisa de disciplina”, ou seja, uma punição para manter o caráter de pureza e santidade.
- “preservar a pureza moral na igreja”, para isso é preciso afastar a pessoa das atividades relacionadas a obra de Deus. Quando um pastor não toma esse tipo de atitude acaba colaborando para que os demais membros não se importem mais com o pecado.

3. A glutonaria e seus males.
- “come em excesso e com voracidade”, não como para saciar a sua fome, mas como pelo prazer do sabor da comida e atualmente muitos crentes tem se apegado a esse tipo de pecado.
- “falta de equilíbrio espiritual e emocional”, a pessoa não consegue manter o controle do seu apetite e por isso acaba comendo excessivamente, trazendo o mal para seu corpo e suas finanças.
- “nos alimentarmos precisamos ter parcimônia”, ou seja, ter moderação, alguns crentes se perdem nos rodízios da vida, ainda que a facilidade do momento proponha a comilança o servo de Deus deve ser moderado.
- “a glutonaria é um pecado contra o corpo”, por promover a obesidade e problemas cardíacos diversos, além de outros como a diabetes.
- “Sabemos que a gordura, o sal e o açúcar em excesso”, por ser algo que as pessoas consideram como normal, o comer muito, elas só percebem o mal que isso faz quando chega o resultados dos exames. A partir daí passam a viver sobre tratamentos diversos.
- “depois ficam a clamar a Deus por um milagre”, a prevenção ainda é o melhor remédio.
___________________________________________
III - VIVENDO EM SANTIFICAÇÃO E DEIXANDO OS EXCESSOS

1. Agradando a Deus em tudo.
- “e já experimentamos a regeneração”, a regeneração é a transformação da natureza caída na natureza de Cristo, por mais que não atinja a perfeição aqui, ela acontece na vida de todos aqueles que tiveram um encontro real com Jesus e vivem pela fé.
- “Seja santo na sua maneira de vestir”, ser santo é ser separado, nesse caso, é ser diferenciado do mundo, se vestindo de maneira moderada, não escandalosa.
- “Quem ama a Deus, deseja agradá-lo em tudo”, o problema é que muitos só dizem amar a Deus, mas suas ações estão longe de confirmar isso.
- “o amor de muitos esfriaria”, entendemos que Jesus se referia ao amor a Deus, pois Ele estava falando de vida cristã.

2. Santificação.
- “sem ela não poderemos ver ao Senhor”, na verdade ninguém subirá no arrebatamento se não viver uma vida de santificação, pois todos os que subirem verão a Deus.
- “pensam logo em adultério, homossexualismo e roubo”, esses são os pecados mais comuns, porém alguns pecados deixam de ser considerados devido as pessoas começarem a aceita-los, como por exemplo irmão ficarem sem se falar no meio da congregação.
- “Vida santa significa honrar o próprio corpo”, cuidando dele como templo do Espírito Santo, mantendo puro e limpo, pois o Espírito do Senhor não habitará um corpo pecaminoso.
- “saiba possuir o seu vaso em santificação e honra”, se referindo ao sexo entre os cristãos.
- “Marido e a esposa precisam respeitar um ao outro”, quer dizer que os dois não devem praticar o ato sexual de forma escandalosa ou demasiadamente imoral.
Alguns eruditos afirmam que o casal crente pode fazer de tudo entre quatro paredes, outros aceitam recursos como a fantasia sexual, por exemplo. Deve se tomar cuidado com esse tipo de prática.
A fantasia sexual é fantasiar o conjugue como se fosse outra pessoa, o que deixa a pessoa vulnerável à concupiscência carnal.

3. Deixando os excessos.
- “É possível porque não estamos sozinhos”, foi o que Jesus afirmou que não nos deixaria órfãos, nos mandaria alguém para nos consolar.
“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;” Jo 14.16
- “O Espírito Santo, que habita em nós”, Ele está dentro de nós lutando contra a natureza carnal, para que possamos ser espirituais.
____________________________________
CONCLUSÃO
- “nos ajuda a ter uma vida disciplinada”, é ter uma vida que siga dentro de da disciplina.
- “a disciplina espiritual em todas as áreas de nossa vida”, áreas conjugal, social, eclesiástica, profissional, etc.
- Faça uma revisão da aula com os alunos.
- Não deixe de corrigir o questionário.

Respostas:
   
De acordo com a lição, como devemos viver?
Devemos viver de modo sóbrio, santo.

Qual a palavra utilizada no grego para temperança e qual o seu significado?
No grego, a palavra temperança é enkráteia, que significa autocontrole, disciplina.

Qual a diferença entre mansidão e temperança?
Mansidão é saber se controlar em um momento de ira, ou irar-se no momento certo. Já a temperança está relacionada à questão do impulso sexual, glutonaria e as questões da carne.

Qual a recomendação de Salomão para o glutão?
“E põe uma faca à tua garganta, se és homem glutão” (Pv 23.2).

Relacione alguns males da glutonaria.
É obra da carne, pecado contra Deus. Pode causar obesidade, hipertensão, diabetes, etc.

Pr Marcos André – professor
Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

Boa Aula!


SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

2 comentários:

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.