sexta-feira, 22 de setembro de 2017

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 13


AULA EM 24 DE SETEMBRO DE 2017 - LIÇÃO 13
(Revista CPAD)

Tema: Sobre a Família e a sua Natureza

Texto Áureo: Gn 2.24


INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição não destaque a importância da família e também da mulher.
-"de religiosos e não-religiosos", alguns palestrantes que discorrem sobre família recebem oportunidades de ministrar em eventos de outras religiões, devido à abrangência do assunto.
- "Não existe prazo de validade para os princípios estabelecidos", alguns pensam que as verdades estabelecidas na Bíblia sobre o casamento serviram somente para os tempos passado e não serviriam para os dias atuais.


I - A ORIGEM


1. O homem e a mulher.

- "à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou", note que o verbo "criar" está no singular e depois muda para o plural, isso significa que quando se refere à criação do homem não trata exclusivamente de Adão, mas do casal, então ambos são imagem e semelhança de Deus.
- "semelhantemente à palavra grega anthropos", essa palavra deu origem ao termo "antropologia" que é o estudo do homem.
- "Deus instituiu o que chamamos hoje de casamento", Deus fez essa união no Éden, por isso dizemos que o casamento é a primeira instituição criada por Deus.


2. A formação da mulher.
-"não aparece nos antigos registros do Oriente Médio", não deve estar se referindo aos manuscritos bíblicos, mas a outros registros.

- "como diante dele" (v.18b), tem a ideia de "igual e adequado", na verdade a submissão da mulher ao homem só veio depois da Queda, pois a mulher foi criada para estar junto ao homem. Os movimento feministas consideram a Bíblia machista devido a esses princípios.

II - A FAMÍLIA


1. Conceito de família entre os antigos hebreus.
- "por falta de mão de obra para o sustento da casa", a casa era como uma mini empresa, tinha vários tipos de atividades e assim a família se organizava, precisava ser grande e unida

.- "era formada, em média, de 15 membros", isso as famílias mais comuns e pobres, pois as mais ricas eram maiores, o judeu até hoje é um bom administrador, dificilmente se encontra um judeu miserável em algum país do mundo. Os costumes judaicos ainda são muito cultivados dentro das famílias.


2. O papel da mulher na sociedade israelita.
- "e ajudava o marido nos trabalhos diários", nos registros bíblicos vemos mulheres desenvolvendo tarefas que hoje são desempenhadas por homens em nossa cultura, como rebeca indo pegar água para os animais. Gn 24.45
- "a mulher não é inferior, mas o homem é o chefe e pastor do lar", por mais que o comentarista se esforce é difícil afirmar que a mulher não é inferior, pois muitas se sentem inferior ao cumprir os princípios bíblicos. Não existe inferioridade a não ser na cabeça das feministas, o que ocorre é que a própria estrutura física e psicológica da mulher a deixa limitada em muitas atividades e eficiente em outras.


III - PRINCÍPIOS BÁSICOS

1. Casamento.
- "intimidade maior do que a que existe entre marido e mulher", a Bíblia chega a dizer que os dois são como uma só carne, quer dizer não há segredos entre eles e devem compartilhar sentimentos mutuamente.


2. Monogamia.
- "apontam para o princípio monogâmico", entendemos que a intenção de Deus é de que o  homem tenha uma única mulher, porém o Senhor permite o homem possa ter mais. Todavia notamos na Bíblia que aqueles que tiveram mais de uma mulher também tiveram vários problemas.

3. Heterossexualidade.

- "Quando Deus formou a mulher da costela de Adão, a Bíblia afirma:", infelizmente a sociedade não acredita nas palavras da Bíblia e inventam teorias para afirmar que o ser humano veio da evolução e não de Deus, e usam essa crença como pretexto para cometerem suas imoralidades, homem com homem e mulher com mulher, achando que podem decidir sobre a sua sexualidade. 


4. Indissolubilidade.
- "ou pela deserção por parte do cônjuge descrente", essas questões tem levantado muitas polêmicas, pois os mais radicais acreditam que se não houver traição então a pessoa cujo o cônjuge foi embora deva manter os votos até  outro voltar. Porém se um dos cônjuges abandonou o lar então desobriga o outro dos votos do casamento, porém nos casos de abandono do lar ou infidelidade houver concerto e perdão então é recomendável dar continuidade ao casamento.


IV - O DESAFIO DA IGREJA


1. Institucionalização da iniquidade.

- "quer institucionalizar a iniquidade...a união de pessoas do mesmo sexo", institucionalizar algo é fazer com que faça parte da instituição por meio de leis que legitimam.
- "ou pecado de Sodoma, para usar o termo bíblico", A Bíblia chama de sodomitas aquele que praticam o pecado do homossexualismo como se fazia em Sodoma.
"Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina," 1 Tm 1.10


2. A inversão de valores.

...


CONCLUSÃO

- Faça o resumo, corrija o questionário;
- Despeça a classe apresentando a próxima revista, se a tiver em mãos.

PARA REFLETIR
A respeito da família e sua natureza, responda:

O que aconteceu quando Deus criou o primeiro casal, Adão e Eva?
No relato da criação, ambos aparecem juntos, mostrando a igualdade ontológica do homem e da mulher.

Qual a ideia de ajudadora "como diante dele"?
O termo "adjutora" quer dizer "auxiliadora", conforme vemos na Almeida Revista e Atualizada e "ajudadora", de acordo com o que registra a Tradução Brasileira. Isso não inferioriza a mulher, pois os termos "auxiliador" ou "ajudador" devem ser entendidos à luz do contexto. O termo hebraico, kenegdó, "como diante dele", tem a ideia de "igual e adequado".

Quais os três princípios básicos apresentados em Gênesis 2.24?
Monogamia (1 Co 7.2), heterossexualidade (Gn 4.1,25) e indissolubilidade (Mt 19.6).

O que visa a diferenciação dos sexos?
Visa a conservação dos seres humanos na terra: "[...] macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra" (Gn 1.27,28). Quando Deus formou a mulher da costela de Adão, a Bíblia afirma: "[...] deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher" (Gn 2.24). Isso mostra que a diferenciação dos sexos assegura as particularidades de cada um na união conjugal, postura necessária à formação do casal.

Onde encontramos no Novo Testamento a denúncia contra a inversão de valores?
O apóstolo Paulo denunciou a inversão de valores, dizendo que "mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!" (Rm 1.25; ARA).

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.