quinta-feira, 12 de abril de 2018

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 3


AULA EM___DE______DE 2018 – LIÇÃO 3
(Revista: Central Gospel - nº 54)

Tema: A Fé Sem Obras é Morta

Texto Bíblico Básico:

Mateus 7.21-27
21 - Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
22 - Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas?
23 - E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.
24 - Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.
25 - E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
26 - E aquele que ouve estas minhas palavras e as não cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia.
27 - E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.

Texto áureo: 1 Jo 2.6
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Querido Professor(a), nesta lição exorte o povo a prática da fé, a colocar em atividade tudo o que Jesus ensinou. É necessário sair do Evangelho somente teórico e produzir frutos para o Reino.
"desejo de poder, inveja, angústia, amargura e falta de paz", o ser humano foi criado perfeito, mas a Queda corrompeu o seu interior, dessa forma as emoções e os sentimentos do ser humano ficaram em desequilíbrio.
"para salvar o homem e torná-lo uma pessoa feliz e abençoada", o interessante que Jesus faz isso ser possível sem que as lutas do ser humano se acabem, a pessoa continua com suas dificuldades, porém sabendo lutar e conquistando algumas vitórias.
_______________________________________________
1. O TESTEMUNHO DO CRISTÃO

1.1. Os cristãos primitivos
- "Centenas de pessoas tornaram-se Seus discípulos", os doze eram os apóstolos, mas Jesus tinha ainda muitos outros discípulos, porém somente os apóstolos comiam, bebiam e dormiam com Ele.
"Além de testificarem com palavras, eles também o faziam com as suas ações", essa é uma explicação plausível para o texto que afirma:
"Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar." At 2.47 

A parte sublinhada significa que o povo via a Igreja e suas ações com simpatia.

1.2. O verdadeiro cristão

- "ou porque a mãe ou o pai são crentes", isso é uma espécie de legalismo, onde a pessoa faz algo na obra com o coração longe dela, faz apenas para agradar a alguém.
"o cristão é reconhecido pelos seus bons frutos", lembrando que os bons frutos aqui não está se referindo à amas, mas a ações que semeie algo no coração de alguém, dessa forma o Reino de Deus cresce na terra.

2. FAZENDO A DIFERENÇA

2.1. Atitudes equivocadas
- "praticam ações desmedidas em nome da espiritualidade", geralmente os fanáticos fazem isso, juntam à interpretação da Bíblia com uma outra interpretação pessoal e carregada de dogmas e paradigmas.
"mentira, incapacidade de liberar perdão, dentre outros tantos pecados", quase sempre conhecemos alguém assim, com aparente espiritualidade, chegando a manifestar dons espirituais, porém com certas atitudes como se nunca houvesse sido crentes, conseguem enganar a muitos, menos a Deus e aos da sua casa.

2.2. Comparações feitas por Jesus
- "Jesus sempre usava exemplos práticos de coisas do dia a dia", Deus sempre comunicou aos homens na Sua Palavra de forma que ele pudesse entender e Jesus não fez diferente, usou a mesma estratégia falando por meio de parábolas.  

2.3. Sal da terra

- "Ele bem conhecia as propriedades imprescindíveis que o mesmo possui", na verdade Jesus usou essa comparação porque o ser humano conhece o valor do sal na culinária, em qualquer cultura.
O "ser pisado pelos homens" que Jesus cita no entanto, era uma prática que só ocorria naquela época, que era o uso do sal insípido para tapar buracos das ruas, porém a aplicação prática pode ser para nós nos dias de hoje, pois aquele deixa de ser sal no Reino de Deus, passa a ser motivo de chacota para o mundo.

2.3.1. O uso do sal
- "segundo a arte dos perfumistas, temperando-o com sal", na tradução de João Ferreira de Almeida não usa a palavra sal, ou seja, não afirma temperando com sal, apenas diz temperado. Os eruditos supõem que seja com sal.
"e dava-lhe o sentido de durabilidade", antes de existir geladeira, o sal era usado como conservador para a carne, salgava-se a carne dessa forma as moscas não pousavam e não colocavam bicho, as carnes demoravam mais para estragar.

2.3.2. O mau uso do sal

"isto é, o fanatismo não serve para a edificação de ninguém", e são exatamente alguns desses fanáticos que dão escândalos, não pagam dívidas, brigando com parentes e vizinhos e mentando máscaras, uma segunda vida.

2.4. Luz do mundo
"deve refletir a luz que vem de Cristo Jesus", o crente não possui luz própria, nossa luz é reflexo daquele que é dono da luz, o Senhor, e para que possamos refletir melhor precisamos estar na presença Dele constantemente.

2.4.1. Condições para brilhar
...

3. É O ALICERCE QUE DÁ CONDIÇÕES PARA FAZER A DIFERENÇA

3.1. Edificando a casa na areia

- "Jesus comparou tais pessoas àquela que edifica sua casa na areia (Mt 7.26).", veja como Jesus falou:
"E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; Mt 7.26 
Todos que conhecem os mandamentos de Jesus na Sua Palavra e não os pratica é o insensato dessa história e sua casa está prestes a cair.

3.2. Edificando a casa sobre a Rocha
- "o homem que ouve e pratica a Sua Palavra com a casa bem alicerçada", para o Senhor é uma hipocrisia a pessoa conhecer a Palavra e não praticar, e é exatamente isso que encontramos atualmente, pessoas que são muito boas para exortar na Palavra, mas não praticam, tem casas frágeis, estão na obra, mas a qualquer momento podem ser parados.
"superará todas as situações difíceis", aquele que pratica a Palavra de Deus tem mais firmeza na fé e por isso não para diante das dificuldades, sua casa espiritual está firme. Pergunte para os aluno, como está casa espiritual de cada um, firmada sobre a rocha ou na areia.

CONCLUSÃO
- "é suportar as críticas por não compactuar", o mundo fará tudo para que a pessoa se sinta desanimado por agir e ser diferente, mostrando o que ela está perdendo por ser serva de Cristo.
"Estejamos fundamentados na Rocha", ou seja, pratiquemos a Palavra de Deus em nossas vidas
Faça a revisão e corrija a atividade proposta.


Pr Marcos André

Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

3 comentários:

  1. Paz do Senhor pastor Marcos. Obrigado pelo vosso empenho e dedicação em mais um subsídio. Peço a Deus que abençoe sua casa, suas filhas em nome de Jesus. Que o Eterno lhe dê muita saúde. Forte abraço RagaRa.

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.