terça-feira, 14 de agosto de 2018

ESCOLA DOMINICAL BETEL CONECTAR - Conteúdo da Lição 8

A MORTE DE CRISTO
___/ ___/ ______


Versículo do dia

E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.", Lc 23.46


Para impactar
O propósito da morte de Cristo é muito mais sublime do que as pessoas imagina, através da morte dEle, recebemos a vida, o perdão e a salvação.

Textos de Referência.
Lc 23.44-48

Introdução
A morte de Jesus, como fato histórico, foi o momento mais triste de toda a trajetória humana, mas como projeto de Deus, foi o momento mais sublime que o ser humano pôde contemplar. O Deus eterno morre como homem, para que o homem não morra eternamente.

#pontochave
“A morte do Senhor Jesus, foi a expiação perfeita, pois ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”

1. SUA MORTE NOS TROUXE EXPIAÇÃO
"E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.", Hb 9.22

1.1 Entendendo a expiação

Segundo o dicionário, expiar significa remir a culpa, ou seja, tornar-se livre da culpa.
Quando Deus trouxe instruções ao Seu povo, dentre elas estava a necessidade do sangue de um cordeiro para expiar os pecados das pessoas.

"Também cada dia prepararás um novilho por sacrifício pelo pecado para as expiações, e purificarás o altar, fazendo expiação sobre ele; e o ungirás para santificá-lo.", Êx 29.36


1.2. O sangue do Cordeiro 
No passado, para que houvesse expiação do pecado, era necessário que o cordeiro sem mácula e sem defeitos fosse sacrificado, e através de seu sangue houvesse remissão.
A morte do Senhor Jesus foi a expiação perfeita, pois ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1.29). Este sangue derramado na cruz tem poder atemporal de perdoar pecados. Ele remiu os que já haviam morrido na esperança, os que criam em Jesus em seu tempo e aqueles que o aceitam nos dias de hoje.

"Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.", Is 53.7
Paulo escreve em sua cartas aos Efésios:
"E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.", Ef 5.2


#pararefletireadorar
"Se o esforço humano tivesse conseguido uma só vez reproduzir santidade, então Jesus Cristo teria morrido em vão"
Russel Shedd

2. ELE NOS RECONCILIOU
"Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida." Rm 5.10

2.1. Entendendo o que é reconciliação

Segundo o dicionário, reconciliação significa: Estabelecer a paz entre inimigos ou adversários, tornar amigo, fazer as pazes.
Quando o homem adere ao sistema imoral e pecaminoso que o mundo oferece, ele se torna inimigo de Deus. Veja o que diz o livro de Tiago:
"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." Tg 4.4

"A morte do Senhor Jesus na cruz do calvário, foi o passaporte para a vida eterna"

Nossa atitude pecaminosa nos torna ofensores, e o Deus Todo-Poderoso, em ofendido. A cruz de Cristo mediou esta relação, pois perdoou nossos pecados, aproximando-nos novamente do Pai.


2.2. Uma reconciliação completa
A atitude do Senhor Jesus em morrer na cruz, não trouxe a reconciliação apenas entre Deus e o homem, mas também fez com que os homens se reconciliassem entre si, confiando que cada cristão deve ter em sua boca a palavra de reconciliação.
"E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação;Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação.", 2Co 5.18-19

3. ELE NOS JUSTIFICOU

"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.", Rm 3.23-24

3.1. Entendendo a justificação
Justificação significa tornar algo justo, legítimo ou aceitável.
A atitude de Jesus em morrer por nós trouxe uma justificação diante de Deus, Ele nos declarou livres do pecado, e assim nos tornou justos diante do Pai.
"Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.", Rm 5.19

3.2. Está consumado
Definitivamente a morte de Jesus foi fundamental para o objetivo de restauração da humanidade. Quando Cristo, pendurado na cruz do calvário, disse: Está consumado, ele estava afirmando que o projeto de salvação da humanidade havia sido bem sucedido, pois a morte não pode detê-lo.
"Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?", 1Co 15.55

Conclusão.
A morte do Senhor Jesus na cruz do calvário foi o passaporte para a vida eterna, pois a humanidade caminhava a passos largos  para a perdição, porém a atitude de se doar, de entregar a sua própria vida em favor da nossa, só poderia partir de um Deus amoroso e misericordioso.
"Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?", Rm 8.32

#aprendeu

1. Para que houvesse expiação de pecado, no passado, o que era necessário?

2. A morte de Jesus na cruz trouxe apenas a reconciliação entre Deus e o homem?

3. Quando Cristo disse: "Está consumado". O que ele estava afirmando?


Pr Marcos André - contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.