sexta-feira, 21 de setembro de 2018

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 13



AULA EM 23 DE SETEMBRO DE 2018 - LIÇÃO 13
(Revista Editora Betel)

Tema: O Messias: o legado de Israel
Texto Áureo: Jo 1.11-12

INTRODUÇÃO
- Professor(a), nessa lição ensine que o grande objetivo de Deus era trazer o Messias para o mundo, a fim de livra a humanidade de seu pecado e a nação de Israel foi canal para isso.
- "É apenas uma estrada sendo pavimentada", significa que a história de Israel era apenas uma preparação para a chegada do Messias e o cumprimento de Sua missão no mundo.

1. As profecias sobre o Messias
- "A Septuaginta traduziu o vocábulo para a expressão "christos"", a Septuaginta é a versão em grego, logo a expressão "christos" é grega, por isso não aparece no Antigo Testamento.

1.1. O Messias citado nos Salmos
"Leis, Profetas e Salmos", é Bíblia conhecida como "Tanakh", a Bíblia dos judeus.
"os líderes políticos e religiosos conspirariam contra", isso podemos comprovar desde a ordem dada por Herodes para matar os meninos de Belém e um dos Salmos que expressa a perseguição das autoridades é esse:
"Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo:", Sl 2.2Os judeus pregavam que o Messias seria um rei poderosa e um forte general, por isso incomodava a todos os chefes da época. 

1.2. Os livros proféticos e o Messias
"seria morto antes da destruição do templo", se refere à destruição do Templo ocorrida no ano setenta da nossa era que foi profetizada por Jesus em Mt 24.2
"Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada."
- "corroborando que Jesus, de fato, era o Messias prometido", com todas essas referências, o povo e os fariseus ainda acreditavam que o Messias viria com um grande exército para destruir os inimigos de Israel e por isso achavam que Jesus era um impostor.

1.3. Isaías, o profeta messiânico
- "Em Isaías podemos perceber que o nascimento Messias seria de um virgem", por conta dessa profecia os eruditos da época acreditavam que o Messias teria um nascimento sobrenatural, mas não receberam a profecia de que ele nasceria de forma humilde. Para o judeu as coisas sobrenaturais de Deus não combinavam com humildade.  


2. A expectativa da vinda do Messias
- "Deus anuncia Seu plano redentor", convém lembrar que o plano redentor já estava traçado desde antes o mundo ser criado.
"Deus levantaria um profeta do meio do povo, a quem todos deveriam dar ouvidos", Moisés ainda afirmou que esse profeta seria semelhante a ele, ou seja, faria as mesmas obras que ele, libertaria o povo.


2.1. Os judeus anseiam a vinda do Messias
"cobre cerca de quatrocentos anos, entre os livros de Malaquias e Mateus", a principal característica desse período é que Deus não falou por boca de nenhum profeta desde Malaquias.
"poderoso, libertador e restaurador da monarquia em Israel.", só lerem na Bíblia o que lhes interessava e não entenderam versículos como esse:
- "Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta." Zc 9.9
- "e até mesmo ultrapassasse a glória trazida pelos macabeus", os Macabeus foram um exército de revoltosos liderados por Judas Macabeus e que livraram Israel do julgo estrangeiro até a época do império romano.

2.2. O Messias na concepção do povo
- "foi um momento apoteótico para o povo", venceram num período em que não havia nenhum profeta para fazer a intermediação, para revelar aos homens a direção.
"tentando se insurgir contra essa dominação, e foram totalmente destruído", na época de Jesus esses grupos eram poucos, apenas os zelotes tinham maior expressão e adeptos, mas não conseguiram lutar.
- "enaltece a figura de um Messias que assumiria o trono de Israel", a fala de Zacarias e de Maria retratam o que o povo esperava, esperavam um Messias que dominasse e os livrasse do jugo romano, por isso não receberam Jesus como o Messias, apenas alguns poucos creram e mesmo assim tinham muitas dúvidas.

2.3. A rejeição do Messias
...

3. Jesus, o símbolo da nova aliança

3.1. Jesus e o Seu ministério
- "Hoje se cumpriu esta escritura", quando Jesus falou isso todos ficaram olhando para ele, foi uma leitura com um pequena explanação: "hoje se cumpriu essa escritura". bastou isso. Não precisamos de muitas palavras para causar rebuliço.
"mas os líderes religiosos encheram-se de ira", os líderes odiavam o fato de Jesus chamar Deus de pai, para eles ninguém poderia chamar Deus de pai, por isso entendemos que eles realmente não sabiam que Jesus era o Filho de Deus.

3.2. A superioridade de Cristo.
- "enquanto o sacerdote entrava no santuário, Jesus penetrou nos céus", quer dizer que a obra do sacerdote de "entrar no santuário" é uma tipificação da obra de Cristo de "penetrar nos céus", se referindo ao fato de Ele ter assentado a destra de Deus.

3.3. Os títulos de Jesus e Sua divindade.
"era reconhecer Jesus como o Filho de Deus", pelas palavras de Nicodemos sabemos o que eles achavam de Jesus, ou seja, mesmo eles não o reconhecendo como Filho de Deus, eles acreditavam que Ele era enviado da parte de Deus, veja o que Nicodemos disse:
"Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.", Jo 3.2
"Alfa e o Ômega, indicando o princípio e o fim de toda as coisas", quer dizer, que Ele estava com Deus na criação, pelas palavras do próprio Senhor quando disse "façamos" Gn 1.26

Conclusão
- "que jamais faltaria dinastia ao trono de Davi", Jesus cumpre plenamente essa promessa ao ser da descendência de Davi, vai assumir o trono e Seu reinado não terá fim.
- Faça a revisão.
- Corrija o questionário.


Pr Marcos André

Contatos Pr Marcos André: palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.