sexta-feira, 19 de outubro de 2018

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 3


AULA EM___DE______DE 2018 – LIÇÃO 3
(Revista: Central Gospel - nº 56)

Tema: A Economia e o Manejo dos Recursos em Tempos de Escassez
Texto Bíblico Básico: 1 Tm 6.6-11

Texto áureo: Ml 3.8
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição você pode passar uma aula de economia doméstica, pode ficar muito interessante, porém recomendo sempre seguir em paralelo a revista, para não sair do assunto.
"Isaías 55.2a adverte-nos contra o desperdício dos nossos recursos financeiros", a ideia do texto de Isaías é nos mostrar que precisamos usar os recursos com o que é realmente essencial, no caso do pão se refere à saúde e a família, veja:
"Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer?" Is 55.2
_______________________________________________
1. SIGNIFICADO DE ECONOMIA
"economia é a arte de administrar os recursos advindos do trabalho", isso no caso da família, onde o chefe da família auxiliado pela esposa vai administrar a renda, mas no caso do país é administrar os recursos da arrecadação de impostos.

1.1. O poder que o dinheiro exerce sobre o homem
- "não havia dinheiro, e os negócios eram feitos por escambo", nas primeiras civilizações não existia o comércio, as pessoas plantavam e viviam com o que colhiam, quem quisesse ter algo diferente trocava o excedente da sua produção, depois passou-se a trocar materiais e metais preciosos até que no por volta do século VII a.C. surge as primeiras moedas.
"servir o homem, sem exercer sobre ele qualquer senhorio", quando a pessoa toma atitudes em função do dinheiro, sem levar em consideração a saúde e o bem estar da família, então essa pessoa pode estar sendo dominada pelo dinheiro.
"o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males", é raiz, isto significa é só o começo dos problemas, ou seja, quando a pessoa ama demais o dinheiro, ela traz para si muitos males que vão desde problemas de saúde, problemas no casamento a outros descontroles sentimentais surgem na pessoa.
- "quem amá-lo nunca será saciado do desejo de possuí-lo", pergunte aos alunos se algum deles conhece alguém que prefere ajuntar dinheiro do que comprar algo necessário para si? Com certeza sempre haverá algum caso deste tipo. Alguém com um TV super velha, mas que não pensa em comprar uma nova apesar de ter condições para isso ou com um carro caindo aos pedaços que gasta mais com manutenção do que se comprar um novo.


1.2. A relação entre economia e prosperidade
- "significa que alguém pode ser muito rico, sem, contudo, ser uma pessoa próspera", a prosperidade pode ser definida como "ausência de necessidade", quando uma pessoa tem um vida simples e com o que ganha consegue comprar o que precisa, então pode ser chamada de próspera, enquanto outro apesar de ganhar valores acima da média amam as regalias e nunca conseguem o que desejam esses se endividam  e se corrompem, não são próspero.
"é mais amplo e abrangente do que a simples posse de recursos", um outro conceito para prosperidade é ser bem sucedido em tudo o que faz.


2. OS PROBLEMAS ECONÔMICOS MUNDIAIS
- "Uma economia bem administrada trará crescimento e prosperidade", os gastos governamentais são geridos seguindo uma fórmula bem simples: "gastar menos do que se arrecada", o mesmo princípio deve ser observado para uma família, seria "gastar menos do que se ganha".

2.1. Desigualdade financeira
"Quase 30% da riqueza produzida aqui estão nas mãos de apenas 1% dos habitantes", isso acontece em primeiro lugar pelas diferenças salariais, um deputado por exemplo, com as gratificações recebe em torno de 168 mil reais, um desembargador pode ganha mais de 50 mil, um juiz mais de 30 mil, um engenheiro de uma grande empresa pode receber de 15 a 25 mil, enquanto a esmagadora maioria dos brasileiro não ganham mais do que 2 mil reais, sem contar aqueles que tiram menos do que mil. Todos entendemos que deve-se haver diferenças salariais, mas não precisava ser tão contrastante assim.

2.2. Corrupção
"A corrupção está totalmente enraizada na sociedade", no nosso país, muitos acham absolutamente normal ser corrupto, chegam a definir corrupção como alguém roubar recursos da economia governamental, porém se um empregado usa a impressora da firma para imprimir um trabalho particular a fim de não gastar do próprio bolso, esse é tão corrupto quanto os condenados pela Lava-jato.

2.3. Necessidades humanas ilimitadas
"As carências humanas não possuem limites", quer dizer que o ser humano, em sua natureza carnal corrompida, sempre terá necessidades, ou seja, se ele receber 5 mil terá diversas necessidades e se receber um aumento e passar para 8 mil acaba adquirindo novas necessidades e assim fica sempre no aperto.
"a partir de prioridades em cada família ou sociedade.", aqui é um outro princípio básico da administração financeira, adquirir aquilo que é necessário e só depois, havendo recurso, aquilo que se deseja comprar.

3. A VISÃO DA BÍBLIA EM RELAÇÃO À ECONOMIA

3.1. Visão da Bíblia em relação à mordomia
- "o administrador que é incumbido de gerenciar a casa", todos nós somos mordomos de alguma forma, administramos nossa casa e as coisas de Deus. Houve um tempo em que éramos crianças e vivíamos da administração de nossos pais, porém ao chegar a ser adultos passamos a administrar. Quando pequenos vivíamos em função da decisão de outros, ao nos tornarmos grandes passamos a decidir.

3.2. Visão de Provérbios
- "não se deve depositar a confiança em bens materiais nem fazer deles a nossa prioridade", professor(a), compartilhe com os alunos esse belo verso de Provérbios:
"É melhor um bocado seco, e com ele a tranquilidade, do que a casa cheia de iguarias e com desavença." Pv 17.1
Aqui o autor está afirmando que o mais importante é viver com o suficiente e ter tranquilidade, não buscar excessos e com isso adquirir muitos problemas.

3.3. Visão de Paulo
- "onde ele afirma que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males", o dinheiro não é o problema, o amor a ele é que é. Jesus também afirmou que os ricos dificilmente entram no Reino de Deus, Ele não entra em detalhes, mas sabemos os tem riquezas sentem poucas necessidades, e esse é um dos motivos que nos levam ao Reino, a necessidade.
"E, vendo Jesus que ele ficara muito triste, disse: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!" Lc 18.24

4. ORIENTAÇÕES RELACIONADAS À ECONOMIA DOMÉSTICA

4.1. Pedir sabedoria a Deus 
- "Mesmo nas dificuldades para gerenciar os recursos", principalmente os que estão em dificuldades financeiras, uma das grandes ferramentas do sistema financeiro para aprisionar as pessoas é o crédito, o sistema crediário trabalha com juros altos e a pessoa que se torna dependente dele paga uma grande some de dinheiro em juros anualmente. 

4.2. Equilíbrio nos gastos 
"O controle de gastos é fundamental", no sistemo capitalista em que vivemos é cada vez mais difícil controlar esses gastos, existe uma gama enorme de ofertas para nós, coisas que muitas vezes não precisamos, e acabamos comprando pela facilidade com que se apresenta.

4.3. Planejamento e priorização de gastos
"os gastos por compulsão", é o vício de comprar, ou consumismo, alguns compram por vício, basta lançar algo novo e vem o desejo de adquirir.
"competição", é comprar para ter mais que outros, é a chamada "ostentação".
"ou apelo das mídias de marketing", é a compra pela apresentação que a mídia faz do produto, mostrando inúmeras vantagens, sem na verdade ser necessário para nós de fato.
"Jesus ressaltou a importância de planejar gastos", atualmente existem muitas dicas na internet e até cursos de economia familiar que ensinam a planejar gastos, veja o que Jesus disse:
"Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?" Lc 14.28

4.4. Fidelidade na entrega dos dízimos e ofertas
- "Isto é fundamental na escala de prioridades, pois", sabemos que há muitas discussões acerca de dízimos atualmente, mas vamos considerar duas coisas.
a. o dízimo deve ser a primeira coisa da renda separada e entregue no ministério.
b. essa entrega deve ser feita por gratidão e não por obrigação.

Conclusão
- Faça a revisão.
- Corrija a atividade proposta.


Pr Marcos André


Contatos Pr Marcos André: palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.