sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 2


AULA EM 13 DE JANEIRO 2019 - LIÇÃO 2
(Revista CPAD)

Tema: A natureza dos anjos — A beleza do mundo espiritual
Texto Áureo: Sl 103.20

INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição relembre a lição anterior e prossiga nesta, ao final fala da próxima para manter o aluno conectado ao trimestre.
- "Eles apareceram a muitas pessoas na história do povo de Deus", existem dos relatos bíblicos, existem os relatos extra-bíblicos de crentes de várias épocas e também há relatos de certos hereges que criaram as mais diversas heresias afirmando ter tido a visita de anjos.

I – OS ANJOS

1. Quem são eles?
- "a Septuaginta empregou para traduzir o hebraico mal‘ak", para a etimologia correta da palavra anjo, devemos seguir o termo em hebraico, pois foi onde a palavra foi empregada pela primeira vez e significa "mensageiro". Dessa forma entendemos que além das funções angelicais, os possuem a função primordial de transmitir a mensagem de Deus.

2. Os gregos e os romanos.
"alguém que fala ou age em nome de quem o enviou", em alguns textos bíblicos vemos anjos falando em nome do Senhor, alguns podemos dizer que foram teofanias, porém, outros não.
- "Foi essa a palavra usada na Septuaginta", essa é a tradução mais antiga da Bíblia, do hebraico para grego, foi feita no período inter bíblico. Quando Jesus fazia referência ao Antigo Testamento ele chegou a citar a Septuaginta, isso comprova a aprovação divina.

3. Na Bíblia.
- "foi chamado de mal‘al Yahweh, “o embaixador do SENHOR”, quer dizer que no texto original em hebraico Ageu foi chamado de "mal‘al Yahweh", mas ao ser feita a tradução na versão atualizada foi chamado de "embaixador do SENHOR".

II. OS SERES CELESTIAIS PARA SERVIR


1. Natureza.
"possuem natureza racional", quer dizer que pensam racionalmente.

- "apresentar na forma humana, quando ocorrem as manifestações angelofânicas", por serem espirituais, não possuem corpo, a não ser quando são enviados a missões específicas, como o anjo que lutou com Jacó.
- "Os anjos são assexuados, não se reproduzem", não possuem definição sexual, apesar do termo "anjo", estar no masculino, são significa que são machos, algumas das narrações Bíblicas os classificam como varões, porém isso se deve à classificação que o narrador deu ao relatar o fato.

2. Ofício.
- "e a principal delas, é louvar e glorificar a Deus", nas ocasiões em que são vistos pelos profetas no Antigo Testamento, eles estão adorando a Deus, como em Isaías 6, onde o profeta vê os anjos ao redor do trono de Deus.
- "para socorrer e ajudar nas suas dificuldades", dessa forma, os anjos estão a nosso serviço, mas não às nossas ordens, não é correto alguém mandar um anjo fazer qualquer coisa como observamos em alguns lugares.


3. A ação dos anjos durante o ministério de Jesus.
- "Os anjos assistiram a Jesus durante todo o seu ministério", os anjos cuidavam de Jesus, inclusive guardando-o para que Ele não sofresse nenhum dano físico devido ao sacrifício na cruz que lhe estava reservado, por isso Satanás o tentou a Jesus com essas palavras:

"E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.", Satanás sabia que os anjos estariam guardando a Jesus.



III. AS HOSTES ANGELICAIS


1. As hierarquias angelicais.
- "dos antigos rabinos tem os tronos como seres celestes", seriam classes de anjos que obedecem a uma hierarquia angelical.
"A explicação sobre os principados e potestades foi dada na lição passada.", professor(a), convém relembrar essas classes na lição passada, pode ser que algum aluno questione a respeito.

2. Serafins e querubins.
- "associadas à glória de Javé e representam a presença, a grandeza e a majestade", por isso o brilho como fogo, pois são seres que estão em contato constante com a glória do trono de Deus.
"criaturas aladas", criaturas que voam, ou que possuem asas.
- "colocadas no propiciatório da Arca", o propiciatório é a tampa da Arca do Concerto.

3. Arcanjos.
- "costumam incluir Gabriel como arcanjo", acreditam que Gabriel, pela importância das mensagens trazidas sobre o nascimento de Jesus seria da mesma classe de Miguel, porém isso não pode ser comprovado e nem defendido, pois Miguel é um arcanjo de guerra superior a todos os demais.
"a expressão “um dos primeiros príncipes” mostra existirem outros como Miguel.", todo conhecimento que temos sobre anjos vem de poucas suposições como essa, por isso é um risco fazer esse tipo de estudo para crentes imaturos. Algumas igrejas professam abertamente uma espécie de culto aos anjos.

IV. JESUS E O ARCANJO MIGUEL


1. A identidade de Miguel.

- "Esse pensamento não nos surpreende, pois um desses grupos é arianista.", o arianismo é uma doutrina que nega a divindade de Jesus afirmando que Ele era na verdade um anjo de Deus que recebeu a maior de todas as missões.
"é o fato de outros grupos cristãos, que afirmam crer na Trindade", os Adventistas é um desses grupos que acreditam na santíssima trindade e também acreditam que Jesus seja Miguel.

2. Uma diferença abissal.
...

CONCLUSÃO
- "o Criador deu a capacidade reprodutiva", nós também possuímos sentimentos que só Deus possui, como amor e arrependimento, o anjo não demonstra não conhece esses sentimentos.
- Faça a revisão e corrija a atividade proposta.



Pr Marcos André

Pr Marcos André - Contatos para palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.