segunda-feira, 25 de junho de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 1 - Revista da CPAD


AULA EM 1º DE JULHO DE 2012 - LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: “No Mundo Tereis Aflições”
  
Texto Áureo: Jo 16.33
  
INTRODUÇÃO
- Amado professor(a), comece cumprimentando os alunos por começarem
mais um trimestre com uma nova lição.  Apresente os temas para despertar
o interesse neles para esse trimestre.
- Comente após essa leitura que, achar que o crente não passará sofrimentos
é permanecer menino no evangelho.
- Comente também que o importante para o crente crescer integralmente, é
manter o equilíbrio. Pois muitos crentes acreditam que no evangelho
não se pode sofrer, enquanto outros acham que sempre deverá haver
sofrimento e que sem sofrimento há alguma coisa errada.
__________________________________________
1. AS AFLIÇÕES DO TEMPO PRESENTE

1. De ordem natural.
- Comente com a classe que a enxurrada que houve na região serrana do Rio de
Janeiro em janeiro de 2011, levou as casas e as vidas de muitos crentes. Naquela
ocasião quem não havia aprendido que o crente também sofre as aflições
por calamidades naturais devem ter demorado para se recuperarem do
conflito mental.

2. De ordem econômica.
- Existem também aqueles irmãos que se envolvem em dívidas e depois
ficam achando que o inimigo está se levantando.
- Por outro lado existem os pregadores da teologia da prosperidade que
afirmam abertamente que não podemos passar nenhum tipo de aflição
econômica, que devemos determinar sobre nossas finanças e se
nada acontecer é devido a nossa falta de fé.
- Comente que existem também os irresponsáveis que afirmam que
se entregarmos nossos dízimos o Senhor nos recompensará financeiramente.
- Isso estimula uma barganha com Deus, ensinando os crentes a darem
esperando receberem.

3. De ordem física.
- Comente que Eliseu inclusive sofreu com de uma doença e não foi
curado 2 Re 13.14.
- “também atingem os salvos”, se as doenças não atingissem também os
salvos, certamente seriamos relaxados com nossa saúde estragando nosso
corpo com má alimentação e descontrole. As doenças atingem também
o povo de Deus para que sempre nos lembremos de cuidar da nossa saúde.
- Convém acrescentar que os servos de Deus dificilmente sofrerão
enfermidades oriundas do pecado como DST e AIDS por exemplo.
 _________________________________________
2. PORQUE O CRENTE SOFRE
           
           1. A queda.
- Por meio da queda do homem, a morte entrou no mundo, e com ela as
enfermidades.  
- Quando aceitamos a Jesus, a nossa natureza é modificada pela ação
regeneradora do sangue de Cristo, porém estamos ainda com a natureza
humana corrompida pelo pecado de Adão.
- Lembre aos alunos que a maior obra do Sangue de Cristo é nos purificar
da ação destrutiva do pecado, mas não nos livra de ser pecador, para
deixarmos de ser pecador precisaremos passar pela morte ou pelo
arrebatamento, quando então a nossa natureza será modificada e esse
corpo deixará de ser corruptível para incorruptível 1 Co 15.23 e 15.54.

2. A degeneração humana.
- Comente que a geração atual está em comparação, muito mais
muito mais pervertida do que a do tempo de Noé e no tempo de
Ló em Sodoma, é também muito mais violenta, mais vingativa
e mais rebelde.
- Se não fosse as misericórdias do Senhor, já teríamos sido destruídos,
nós todos os habitantes da Terra.

3. O novo nascimento e o sofrimento.
- “nascido de novo”, é o nascimento do Espírito mencionado em Jo 3.6.
- “concupiscência”, recomendo que você pergunte aos alunos:
O que é concupiscência? Ouça as respostas deles e apresente a tua.
R: Concupiscência é o desejo exagerado da carne.
Ex: sono, sexo, apetite, nada disso é pecado, mas se houver exagero
se torna concupiscência.
________________________________________
3. O CRESCIMENTO E A PAZ NAS AFLIÇÕES

1. A soberania divina na vida do crente.
- Você pode começar essa parte com a pergunta: O que é soberania divina?
É a característica que Deus tem de fazer o que Ele quer, quando Ele quer,
Ele não precisa de ninguém para tomar suas decisões, Ele é soberano.
- Essa soberania ocorre na vida de uma pessoa, quando essa pessoa entrega
sua vida ao Senhor.
- Existem crentes que mesmo fazendo parte dos membros de uma
igreja, não deixam Deus ser sobreano em suas vidas, pois querem
tomar decisões na frente de Deus.

2. Tudo coopera para o bem.
- A questão principal aqui, é saber que tipo de bem é esse.
Esse bem é principalmente na área espiritual, e para que ocorra
às vezes é preciso que o Senhor feche algumas portas. Por isso
devemos confiar, quando o Senhor permitir que algo aconteça de ruim
é porque Ele tem um propósito maior no final.

3. Desfrutando a paz do Senhor.
- “paz de Cristo”, lembre que a paz de Cristo não é a mesma do
mundo Jo 14.27, mas é uma paz com Deus Rm 5.1, pois o Senhor pagou
nossa dívida para com o Pai.
- No mundo teremos aflições, estaremos carregando a nossa cruz e o
mundo nos odiará por sermos de Cristo.
- “excede todo entendimento”, é uma paz que o mundo nunca entenderá.
_________________________________________
CONCLUSÃO
- Sugiro que você conclua falando que somos peregrinos nesta Terra,
nosso lugar não é aqui, nosso descanso está reservado para a Santa Cidade.
- Se somente fizermos planos aqui, então teremos que mudar a prática
do evangelho e viver outro evangelho, o que não leva pro céu.

 Boa aula!
 _____________________________________________

Marcos André - professor

Um comentário:

  1. Tudo coopera para o bem.
    - A questão principal aqui, é saber que tipo de bem é esse.
    Esse bem é principalmente na área espiritual, e para que ocorra
    às vezes é preciso que o Senhor feche algumas portas. Por isso
    devemos confiar, quando o Senhor permitir que algo aconteça de ruim
    é porque Ele tem um propósito maior no final.

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.